Filmes que você definitivamente não gostaria assistir com a família

    Tanto os cineastas quanto o público percorreram um longo caminho ao longo dos anos sobre como se sentem em relação às representações do sexo nos filmes. Muitas cenas íntimas já não são consideradas escandalosas ou tabu, pois a pessoa comum já aceitou o fato de que até os pássaros e as insetos o fazem – então, porque é que os humanos não deveriam abraçar a sua própria sexualidade, mesmo nos filmes?

    Dito isto, a maioria das pessoas não quer sentar-se com os pais ou avós para assistir a um filme que faz do nada surge com uma cena de sexo na tela, em vez de um suave momento romântico. Testemunhar certos elementos tabu, como atos sexuais, nudez total ou relacionamentos inadequados no filme, sentado ao lado de outras pessoas, pode se tornar incrivelmente estranho.

    E recentemente uma cena do novo filme Miller’s Girl (ainda sem título nacional) estrelado por Jenna Ortega (Wandinha) e Martin Freeman (O Hobbit) trouxe à tona essa questão, fazendo com que os protocolos expedidos pelo Sindicato dos Atores (SAG-AFTRA) para os coordenadores de intimidade fossem alterados.

    Para aproveitar ao máximo filmes de qualidade sem entrar em uma situação socialmente perigosa, considere a lista a seguir um alerta sobre os filmes mais inapropriados que são melhor assistidos em total solidão.

    Calígula (1979)

    Premissa: Superficialmente, Calígula parece ser um drama histórico sobre a ascensão e morte de um infame imperador romano. Na verdade, passou por algumas mudanças estéticas depois que o fundador da revista Penthouse e financiador do filme, Bob Guccione, decidiu durante a pós-produção que o projeto deveria inserir cenas extras – obscenas – para torná-lo mais “interessante”.

    O que o torna tão desconfortável: Sem todas as cenas explícitas de sexo, Calígula seria um filme perfeitamente aceitável para assistir com a família ou amigos, na mesma linha de algo como Gladiador ou Tróia. No entanto, as inclusões de pós-produção apresentaram uma série de cenas de sexo que mudaram completamente o tom geral e o apelo do filme.

    Momento mais inapropriado: Todas as cenas exigidas por Guccione são suficientes para levantar as sobrancelhas, incluindo uma cena quente e não simulada com as modelos da Penthouse Anneka Di Lorenzo e Lori Wagner.

    A Lagoa Azul (1980)

    Premissa: Dois primos, Emmeline Lestrange (Brooke Shields) e Richard Lestrange (Christopher Atkins), acabam naufragando em uma ilha tropical. As crianças começam a construir uma vida na ilha, mas com o início da puberdade, elas se sentem atraídas uma pela outra. 

    O que torna tudo tão desconfortável: Em primeiro lugar, eles são crianças, então essa história parece suja desde o início. Em segundo lugar, eles são primos! Isto não é Game of Thrones, onde quanto mais primos e parentes alguém tiver, maior será o seu número de encontros. Essas duas razões se combinam para criar um enredo de romance perturbador que é ainda mais desconfortável do que a soma de suas partes. 

    Momento mais inapropriado: Embora Atkins tivesse 18 anos na época das filmagens, e Shields, de 14 anos, tivesse um dublê de corpo, adulta, para as cenas de nudez de sua personagem desde que ela tinha apenas 14 anos, ainda há algo estranho em assistir a uma cena que retrata ostensivamente dois menores de idade nadar pelados. É ainda pior que a nudez pareça desnecessária neste caso; poderia facilmente ter sido implícito, em vez de totalmente demonstrado.

    De Olhos Bem Fechados (1999)

    Premissa: O último filme de Stanley Kubrick é centrado em Alice Harford (Nicole Kidman) revelando a seu marido, Bill (Tom Cruise), que ela fantasiou em fazer sexo com outro homem. Confuso e atordoado por esta revelação inesperada, Bill embarca numa viagem que o leva a entrar numa sociedade secreta que promete prazeres da carne, mas que traz consigo uma série de outros problemas.

    O que o torna tão desconfortável: Além das cenas de pessoas se tocando que ocupam boa parte do tempo de execução do filme, são também as discussões introspectivas sobre relacionamentos, desejos carnais e infidelidade que podem fazer as pessoas se contorcerem nas cadeiras. O fato de Kidman e Cruise, que eram um dos casais mais conhecidos de Hollywood na época das filmagens, estarem cercados por rumores de problemas de relacionamento divulgados injustamente pelos tabloides da época, acrescenta outra camada de desconforto à experiência.

    Momento mais inapropriado: Inquestionavelmente, a cena da orgia mascarada. Embora não seja tão gráfico quanto o que poderia ser indicado ao prêmio máximo no AVN Awards, a sequência deixa pouco para a imaginação, à medida que inúmeros personagens entram em ação.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Stanley Kubrick: Conheça o diretor e seus 10 melhores filmes

    E Sua Mãe Também (2002)

    Premissa: Dois adolescentes, Julio Zapata (Gael García Bernal) e Tenoch Iturbide (Diego Luna), partem em uma viagem com uma mulher mais velha, Luisa Cortés (Maribel Verdú). Ao longo do caminho, eles aprendem mais um sobre o outro, descobrem uma série de segredos e desenvolvem sentimentos sexuais entre os três.

    O que torna tudo tão desconfortável: Os filmes adolescentes sobre a maioridade não têm medo de se comprometer com suas cenas de sexo, mas o longa de Alfonso Cuarón leva isso a um nível raramente visto, não apenas nas representações de sexo na tela, mas também em discussões casuais entre os personagens. Consequentemente, isso pode levar a alguns olhares e olhares estranhos se alguém assistir a este filme com outras pessoas.

    Momento mais inapropriado: O encontro final entre Julio, Tenoch e Luisa dá aos espectadores mais do que esperavam, à medida que todos os sentimentos e emoções reprimidos explodem de maneira sensual. O desconforto não é necessariamente sobre o que os personagens fazem como adultos consentidos, mas como a representação explícita provavelmente surpreenderá o público naquele momento.

    Ninfomaníaca (2013)

    Premissa: O espetáculo sexual em duas partes de Lars von Trier, Ninfomaníaca, segue a história de uma ninfomaníaca confessa Joe (Charlotte Gainsbourg), que conta suas experiências de vida desde a juventude até a idade adulta para um homem que ela conheceu em uma noite fatídica. Só pelo título, é óbvio que esta é uma história sobre sexo, relacionamentos e todos os encontros perversos entre eles.

    O que o torna tão desconfortável: Lars von Trier é um provocador renomado e não esconde nada nos dois volumes, ao declarar que todo o sexo do filme não é simulado e é inteiramente real (exceto pelo fato de ter usado CGI para colocar o rosto dos protagonistas nos rostos dos “dublês”). Como era de se esperar, os dois filmes se tornam incrivelmente gráficos nos momentos íntimos.

    Momento mais inapropriado: Escolher um único exemplo aqui não é tarefa fácil. Desde uma sequência em que Joe leva vários parceiros sexuais no hospital enquanto seu pai morre de doença, até algumas práticas de sadomasoquismo que quase farão os espectadores sentirem dor física ao presenciar, há muitos motivos para não assistir a este filme com um membro da família ou conhecido casual.

    Cinquenta Tons de Cinza (2015)

    Premissa: Baseado no romance picante de EL James, Cinquenta Tons de Cinza segue a jovem e inocente Anastasia Steele (Dakota Johnson) enquanto ela se apaixona pelo obstinado empresário Christian Grey (Jamie Dornan). Rapidamente, ela descobre que ele exige uma variedade de vida sexual diferente e mais sombria do que ela inicialmente imaginou.

    O que o torna tão desconfortável: Embora o diálogo seja absolutamente digno de meme, e muitas das cenas ostensivamente românticas entre os protagonistas tenham chamado a atenção no estilo “tão ruim que é bom”, é difícil assistir este longa com um grande grupo de amigos, já que grande parte do filme envolve Christian tentando convencer Anastasia a ceder aos seus desejos inspirados em BDSM e caprichos sexuais agressivos. Pode não agradar a todos assistir a um filme que pode gerar conversas sobre por que as pessoas estão se espancando na tela.

    Momento mais inapropriado: Existem inúmeras cenas que podem ser consideradas as mais tabu em Cinquenta Tons de Cinza (e as sequências ficam mais excêntricas); durante a cena de flagelação não é pela natureza altamente sexualizada da sequência, mas sim pela reação de Anastasia. Ela não gosta nem um pouco e o avisa.

    365 dias (2020)

    CRÍTICA - 365 Dias: Hoje (2022, Barbara Bialowas)

    Premissa: Laura Biel (Anna-Maria Sieklucka) segue para a Sicília, Itália, apenas para ser sequestrada pelo mafioso Massimo (Michele Morrone). Encantado com sua beleza, Massimo decide mantê-la prisioneira por um ano, na tentativa de fazê-la se apaixonar por ele.

    O que o torna tão desconfortável: 365 dias é a Síndrome de Estocolmo com esteróides. É difícil explicar a alguém por que Laura deveria ou pode se apaixonar por Massimo, que cometeu um ato criminoso para forçar uma interação entre eles. Para completar, esse idiota tenta deixá-la com ciúmes tendo encontros sexuais com outras mulheres e fazendo-a assistir.

    Momento mais inapropriado: Massimo força Laura a observar outra mulher lhe dar prazer. Insatisfeito e querendo mais, ele ameaça agredir sexualmente Laura em seguida. Esse momento por si só ilustra por que Massimo deveria ficar atrás das grades pelo resto da vida – é totalmente desprezível e incrivelmente difícil de assistir.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – 365 Dias (2020, Barbara Bialowas e Tomasz Mandes)


    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    TBT #273 | ‘Vida Bandida’ é uma comédia repleta de diversão e simpatia

    Vida Bandida acompanha a história de um grupo de ladrões de banco. Estrelado por Bruce Willis e Cate Blanchett.

    A saga olímpica no cinema: Uma jornada de superação e emoção

    Entre dramas, comédias e até mesmo criminais, a melhor maneira de se preparar para as Olimpíadas é conhecendo as melhores histórias da competição.

    Superman: Possíveis vilões do novo filme do Homem de Aço

    Superman ganhará um novo filme. Apesar de quase todo o elenco do filme ter sido anunciado, os vilões ainda são mantidos em segredo.

    5 novos jogos de Nintendo Switch para toda a família explorar

    O Nintendo Switch dá as boas-vindas à primavera com seleção incrível de jogos casuais no portátil da Big N. Confira a lista!