Forest Whitaker: Conheça o ator e seus melhores trabalhos

    Forest Steven Whitaker nasceu em 15 de julho de 1961, em Longview, interior do Texas, mas cresceu no condado de Los Angeles. Ele frequentou um colégio secundário onde iniciou uma carreira no futebol e continuou jogando quando entrou na Universidade Politécnica da Califórnia. 

    No entanto, uma lesão fez ele mudar de curso na faculdade, onde passou a estudar música e artes dramáticas, se formando em 1982. No mesmo ano já conseguiu alguns papéis de coadjuvante em filmes, iniciando uma carreira de atuação. 

    INÍCIO DE CARREIRA

    Sua estreia nas telas foi aos 21 anos em Picardias Estudantis (1982), onde, naturalmente, fez o papel de um jogador de futebol. Foi como o jovem jogador de sinuca que desafia o personagem de Paul Newman em A Cor do Dinheiro (1986) que Whitaker chamou a atenção da crítica. Dois anos depois, foi convidado por Clint Eastwood para fazer o músico de jazz Charlie Bird Parker na cinebiografia Bird (1988), pelo qual recebeu a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

    Os 10 melhores trabalhos de Forest Whitaker

    A Cor do Dinheiro (1986)

    Um dos primeiros filmes do diretor Martin Scorsese, temos a história de Eddie Felson (Paul Newman), um ex-campeão de sinuca, encontra em um bar Vincent (Tom Cruise), um jovem que promete ter uma grande carreira no taco. Assim, Eddie decide lhe ensinar tudo o que sabe sobre sinuca, mas a amizade entre os dois se torna uma verdadeira guerra quando uma bela mulher, Carmen (Mary Elizabeth Mastrantonio) surge. Apesar da participação do Forest ser curta no filme, foi tempo o bastante para se tornar destaque na crítica onde descreveram sua performance como breve e surpreendente.

    Bom dia, Vietnã (1987)

    Forest Whitaker apareceu em vários grandes filmes militares, mas um de seus primeiros (seguindo o excelente Platoon) foi Bom Dia, Vietnam, que também estrelou o falecido Robin Williams em um papel icônico em sua carreira. Whitaker interpreta Edward Garlick, um soldado americano que trabalha na estação de rádio na base no Vietnã, onde Adrian Crona (Williams) transmite seus programas de rádio de comédia. As expressões faciais de Whitaker enquanto ele assiste a Williams – que provavelmente improvisou grande parte das partes do programa de rádio de sua performance – são realmente inestimáveis.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA – TBT #183 | Platoon (1986, Oliver Stone)

    Bird (1988)

    Bird, cinebiografia dirigida por Clint Eastwood, foi o primeiro papel principal de Forest Whitaker em um filme. Ele interpreta, é claro, o lendário saxofonista Charlie “Bird” Parker. Whitaker tinha apenas 27 anos quando atuou no longa de forma brilhante. Para se preparar para o papel, Forest Whitaker se mudou para um apartamento que continha apenas uma cama, um sofá e um saxofone, fazendo uma extensa pesquisa sobre Parker e também tendo aulas de saxofone. 

    Os críticos chamaram sua performance de “transcendente”. Whitaker foi indicado ao prêmio de Melhor Ator no Festival de Cinema de Cannes em 1988, e também recebeu uma indicação ao Globo de Ouro por sua atuação.

    O Quarto do Pânico (2002)

    Meg Altman (Jodie Foster) é uma mulher recém-separada que é surpreendida com a invasão de sua casa por três homens estranhos. Logo ela e sua filha Sarah (Kristen Stewart) vão para um quarto secreto, construído especialmente para situações de emergência. De dentro do quarto Meg espiona o que está ocorrendo em sua casa através de um circuito fechado de TV, mas logo ela passa a enfrentar pequenos problemas dentro e fora de seu refúgio, principalmente porque aquilo que os homens estão procurando está justamente no quarto onde Meg e Sarah estão.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Kristen Stewart: Conheça a atriz e seus 10 melhores trabalhos

    Forest Whitaker mais uma vez comprova a sua competência, no papel de Burnham, o invasor com princípios nobres e que conhece a casa como a palma da mão.

    O Último Rei da Escócia (2006)

    Em O Último Rei da Escócia, Forest Whitaker teve seu maior e mais bem-sucedido papel até hoje como o brutal ditador de Uganda, Idi Amin Dada. O filme se concentra no período em que um avião sequestrado cheio de cidadãos, principalmente israelenses, aterrissa em Uganda. Terroristas de seu regime levaram os passageiros como reféns até Israel, e lançaram uma missão secreta para resgatá-los. Enquanto Whitaker muitas vezes interpreta personagens gentis com um alto código moral, neste filme, seu personagem era o oposto, e ele foi para lugares profundos e sombrios para atuar como ditador.

    Whitaker ganhou o Oscar, Globo de Ouro, BAFTA, SAG Awards e muitos outros prêmios por sua interpretação.

    O Grande Desafio (2007)

    Inspirado em uma história real, o filme conta a jornada do brilhante, mas volátil, Professor Melvin Talson que, usando seus métodos pouco convencionais, sua visão política radical e o poder das suas palavras para motivar um grupo de alunos do Wiley College do Texas, a participar de um campeonato de Harvard.

    O Grande Desafio é um filme digno, admirável e tem grandes momentos de interpretação. Forest, por sinal, está presente naquelas mais impactantes.

    Os Reis da Rua (2008)

    Tom Ludlow (Keanu Reeves) é um veterano policial que enfrenta problemas desde a morte de sua esposa. Quando descobre que seu colega de trabalho foi executado ele passa a combater o sistema que vigora na polícia local, o mesmo do qual fez parte e defendeu ao longo de toda sua carreira. Isto faz com que questione a lealdade de todos ao seu redor, incluindo a do capitão Jack Wander (Forest Whitaker), seu mentor.

    Forest Whitaker encarna o capitão Wander com sua competência habitual, embora acabe se entregando ao exagero em sua última cena, que, por esta razão, torna-se menos impactante do que o ideal.

    O Mordomo da Casa Branca (2013)

    1926, Macon, Estados Unidos. O jovem Eugene Allen vê seu pai ser morto sem piedade por Thomas Westfall (Alex Pettyfer), após estuprar a mãe do garoto. Percebendo o desespero do jovem e a gravidade do ato do filho, Annabeth Westfall (Vanessa Redgrave) decide transformá-lo em um criado de casa, ensinando-lhe boas maneiras e como servir os convidados.

    Eugene (Forest Whitaker) cresce e passa a trabalhar em um hotel ao deixar a fazenda onde cresceu. Sua vida dá uma grande guinada quando tem a oportunidade de trabalhar na Casa Branca, servindo o presidente do país, políticos e convidados que vão ao local. Entretanto, as exigências do trabalho causam problemas com Gloria (Oprah Winfrey), a esposa de Eugene, e também com seu filho Louis (David Oyelowo), que não aceita a passividade do pai diante dos maus tratos recebidos pelos negros nos Estados Unidos.

    O desempenho reflexivo e poderosamente discreto de Forest Whitaker, preenche este filme imperfeito com potência e propósito.

    Burden (2018)

    Um órfão criado pela Ku Klux Klan tenta romper quando a garota que se apaixona incita-o a deixar o Klan para uma vida melhor em conjunto. Quando o Klan procura o homem por vingança, uma congregação de negros conduzida por um reverendo benevolente leva o homem, a sua namorada e o seu filho, protegendo-os e aceitando-os em sua comunidade.

    Forest Whitaker prova que se ele não tivesse sido um ator, poderia ter sido um pregador. Seu retrato do Reverendo Kennedy nos ajuda a aceitar um homem que parece demasiado piedoso para ser real. 

    Pantera Negra (2018)

    Pantera Negra foi um grande sucesso quando chegou aos cinemas em 2018, e lançou o falecido Chadwick Boseman para o estrelato. Na trama, Forest Whitaker interpretou um estadista mais velho enfrentando uma tribo rival pelo domínio. O elenco de Pantera Negra levou para casa o SAG Awards de Melhor Elenco por este filme.

    O personagem de Whitaker é uma espécie de Obi-Wan Kenobi–sábio, medido e respeitado.


    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – O Despertar das Tartarugas Ninja: O Filme (2022, Netflix)

    O Despertar das Tartarugas Ninja: O Filme continua da animação homônima que foi ao ar originalmente entre 2018 e 2020. O filme da Netflix...

    O Capuz: Quem é o vilão da série Coração de Ferro?

    Conheça Parker Robbins, um bandido comum que ao encontrar um manto e um par de botas místicos, tornou-se O Capuz!

    CRÍTICA – Carter (2022, Jung Byung-Gil)

    Carter é o mais novo filme sul-coreano da Netflix. O filme conta a história de Carter Lee, um agente desmemoriado que precisa lutar para cumprir sua missão.

    CRÍTICA – Lanterna Verde: Tema Meu Poder (2022, Jeff Wamester)

    Lanterna Verde: Tema Meu Poder ou Green Lantern: Beware My Power é uma animação do Tomorrowverse, nova linha de filmes da DC e está...