Início FILMES Processo contra produtora de filmes sobre caso Richthofen é julgado improcedente

Processo contra produtora de filmes sobre caso Richthofen é julgado improcedente

50
0
Processo contra produtora de filmes sobre caso Richthofen é julgado improcedente

A Santa Rita Filmes ganhou todas as etapas da 1ª instância da ação interposta por Suzane von Richthofen referente aos filmes A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais.

O processo foi considerado improcedente e já foi transitado em julgado. Os longas, baseados nos autos do processo do assassinato do casal Von Richthofen, trazem as versões apresentadas no tribunal por Suzane e Daniel Cravinhos.

A estreia oficial dos filmes está marcada para 2 de Abril. A partir de 19 de Março, o público poderá assistir a A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais antecipadamente e em sequência, na mesma sessão, pelo preço de um ingresso.

Dirigidos por Maurício Eça, os filmes têm no elenco: Carla Diaz (Suzane), Leonardo Bittencourt (Daniel Cravinhos), Allan Souza Lima (Cristian Cravinhos), Kauan Ceglio (Andreas von Richthofen), Leonardo Medeiros (Manfred von Richthofen), Vera Zimmermann (Marísia von Richthofen), Debora Duboc (Nadja Cravinhos), Augusto Madeira (Astrogildo Cravinhos), entre outros.

A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais têm roteiro de Ilana Casoy (autora de Casos de Família: Arquivos Richthofen) e Raphael Montes. A produção é da Santa Rita Filmes em coprodução com a Galeria Distribuidora e o Grupo Telefilms.



E ai, você curte o nosso trabalho? Se sim, sabe que ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.