TBT #270 | ‘A Morte te dá Parabéns’ brinca com ‘Feitiço do Tempo’ em incrível terrir

    Feitiço do Tempo‘ marcou uma geração e mesmo não sendo o primeiro longa-metragem a fazer isso, ainda define um gênero. ‘A Morte te dá Parabéns‘ é produzido pela Blumhouse e dirigido por Christopher B. Landon (Como Sobreviver a um Ataque Zumbi, Freaky – No Corpo de um Assassino). De 2017, o longa nos apresenta Teresa que está fadada a reviver o dia da sua morte até descobrir quem é o assassino. Mas com uma reviravolta, o dia de sua morte também é o dia do seu aniversário.

    Diferente de outros filmes que tem pouquíssimo tempo para nos ambientar às suas histórias, aqui, os muitos ciclos nos dão a chance de conhecer as mais diferentes facetas dos personagens e mais, fazer a missão quase impossível de tornar Teresa uma pessoa melhor.

    SINOPSE

    A estudante universitária Tree Gelbman maltrata as pessoas e não parece estar muito disposta a atender as ligações do pai no seu aniversário. No fim do mesmo dia, no entanto, ela é brutalmente assassinada por um mascarado. Acontece que ela sobrevive, ou melhor, acorda no mesmo e fatídico dia, em uma espécie de looping macabro que termina sempre com a morte da garota. Reviver este dia dá a Tree a chance de investigar quem é o seu assassino.

    ANÁLISE

    A Morte te dá Parabéns

    A história de Teresa a coloca como uma das personagens mais irritantes de um filme assim, mas ao longo deste, você descobrirá que existe alguém ainda mais horrendamente incômoda. Diferente de ‘Feitiço do Tempo,’ em a trama cansa e se torna repleta de eufemismos, Landon neste ganha espaço para desenvolver quase que completamente seus personagens, trazendo à tona suas verdadeiras faces.

    O perigo que Teresa enfrenta parece vir de todos os lugares imagináveis. Desde caminhos escuros, até mesmo a janela de seu quarto. Isso sem falar em alas hospitalares abandonadas.

    Grande parte do mote do filme, vem do fato de Tree ser como é graças a um trauma do passado, visto que sua mãe foi assassinada por um serial killer, o que fez com que sua relação com seu pai – seu único parente vivo – se tornasse ainda mais distante.

    A Morte te dá Parabéns

    A parte de viver por ciclos por vezes terríveis, A Morte te dá Parabéns brilha quando o assunto é matar seus personagens de maneiras mais mirabolantes. Sendo tudo, ou quase tudo solucionável graças à estar preeesa em um looping temporal, Tree percebe que sua única alternativa talvez seja pedir ajuda à um provável indivíduo, o nerd cuja cama ela acorda todas as manhãs.

    Acertando onde clássicos falharam, ‘A Morte te dá Parabéns’ não chega a cansar graças a como seus ciclos são pensados para se desenrolar. Com alguns twists ligados à como esses ciclos de morte tem um impacto na vida da personagem, ouso dizer que aqui o filme brilha e diverte.

    VEREDITO

    A atuação de Jessica Rothe como Tree e Israel Broussard como Carter, o nerd, cativam e dão a uma trama assim o carisma necessário para que o longa ganhe força a cada um dos loopings. Não apenas por sua divertida história, mas também por nos fazer compreender sua montagem, o longa nos leva por caminhos inesperados e uma jornada repleta de detalhes que provavelmente só serão notados em uma próxima vez que você o assistir.

    ‘A Morte te dá parabéns’ faz parte de uma divertida duologia cujos perigos divertem e nos fazem rir, levando-se a sério e sendo irrisória em momentos oportunos.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    A Morte te dá Parabéns está disponível no Prime Video.

    Confira o trailer do filme:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Superman: Possíveis vilões do novo filme do Homem de Aço

    Superman ganhará um novo filme. Apesar de quase todo o elenco do filme ter sido anunciado, os vilões ainda são mantidos em segredo.

    TBT #272 | ‘O Exterminador do Futuro’ é terror desesperador e ação absoluta

    'O Exterminador do Futuro' foi criado como um temor em relação ao futuro. E se as máquinas dizimassem a humanidade e colocasse nossa única...

    TBT #271 | ‘Dupla Explosiva’ já é clássico de ação com explosões e comédia exagerada

    Dupla Explosiva é clássico de ação repleto de absurdo e estrelas do cinema. Nele, acompanhamos Michael Bryce e Darius Kincaid.

    Duna: Parte Dois consegue a maior estreia desde Barbie, e já se consagra como um dos grandes sucessos de 2024

    Apesar de estarmos no terceiro mês do ano, Duna: Parte Dois conseguiu, em quatro dias desde a sua estreia, tornar-se a maior bilheteria de 2024.