CRÍTICA – As Dusk Falls (2022, Xbox Game Studios)

    As Dusk Falls é uma narrativa dramática interativa e original que explora as vidas entrelaçadas de duas famílias ao longo de trinta anos após os eventos de uma pequena cidade do Arizona. Após oito longos anos de desenvolvimento o game promete muito sangue, uma linguagem forte, temas sugestivos, uso de drogas, álcool, violência e traumas; tudo isso originado de cada uma de suas escolhas.

    Desenvolvido pela INTERIOR/NIGHT e publicado pela Xbox Game Studios, o game chega ao Xbox One, Xbox Series X | S e PC através do Xbox Game Pass no dia 19 de julho.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Xbox Game Pass: 9 jogos adicionados recentemente

    SINOPSE

    Começando em 1998 com um roubo malsucedido em uma pequena cidade do Arizona, suas escolhas têm um grande impacto na vida dos personagens desta história implacável de traição, sacrifício e resiliência. Controle as vidas e relações de diversos personagens em uma história de décadas, contada em dois livros intensos.

    ANÁLISE

    A INTERIOR/NIGHT é formada por veteranos da Quantic Dream e da Sony. O estúdio e o jogo de estreia são comandados por Caroline Marchal, que foi antiga designer-chefe de títulos como Heavy Rain e Beyond: Two Souls. Com temática e jogabilidade que remetem a Life is Strange, porém em As Dusk Falls o jogador tem a opção de gameplay em modo cooperativo com até oito jogadores, seja localmente ou online.

    Aqui nós conhecemos os Walker, uma família adorável com a cota de problemas dela; eles estão indo ao Missouri para recomeçar. Já os Holt, vêm de uma pequena cidade do Arizona, onde enfrentam dívidas devastadoras e são famosos por causarem problemas. Quando os caminhos dessas famílias se cruzam em um solitário hotel à beira da estrada, elas ficam em lados opostos de uma luta que desafiará tudo o que valorizam.

    GRÁFICO

    Com uma história cinematográfica que ganha vida por meio da performance de atores renderizados digitalmente em um lindo estilo de arte, As Dusk Falls cria uma experiência única, reproduzindo como uma verdadeira graphic novel em movimento. Aqui, acompanhamos essas duas famílias em uma verdadeira luta pela sobrevivência para se proteger e resistirem aos desafios da vida e outros enraizados pelas gerações passadas que tornam-se únicas principalmente pela beleza de cada quadro visto em tela.

    MODO COOPERATIVO

    As Dusk Falls pode ser jogado mais de uma vez, já que você pode repetir a história diversas vezes para descobrir mais sobre os personagens e conhecer os diferentes resultados narrativos levados por cada decisão do jogador. Revelando percepções sobre você e seus amigos enquanto descobrem os valores implícitos nas suas decisões no modo cooperativo com oito jogadores localmente ou online (ou os dois).

    Os jogadores podem controlar o jogo usando dispositivos Android ou iOS, contanto que estejam na mesma rede que o console ou PC. É só baixar e instalar o aplicativo complementar de As Dusk Falls. O sistema operacional do seu celular Android deve estar executando a versão 4.4 (Kitkat). Já os celulares com iOS precisarão do sistema operacional 12.0 ou superior.

    Neste modo, cada jogador pode escolher sua própria decisão; onde decisões diferentes serão escolhidas aleatoriamente ou um jogador pode vetar o outro, tornando sua escolha como a definitiva.

    VEREDITO

    É inegável a qualidade gráfica e narrativa de As Dusk Falls, fazem com que o game seja uma verdadeira obra de arte.

    Ao apresentar um roteiro envolvente – que falta em muitos filmes e séries atualmente – e uma variada opções de escolhas que moldam a narrativa, é fácil entender o motivo da demora de seu lançamento, mas finalmente o game está chegando aos players e promete conquistar público e crítica pela empatia.

    Cada situação, desde as mais triviais até as mais críticas, podem estar ao alcance de qualquer pessoa no mundo real. Cada escolha define nosso futuro, mas As Dusk Falls nos lembra que ainda são as nossas escolhas que fazem com que seja possível mudar esse mesmo futuro.

    Dividido em dois livros, de dois capítulos cada um; o game tem um ritmo lento com poucas cenas de ação e a impossibilidade de controlarmos os personagens – com exceção de quick time event – pode espantar alguns novos jogadores, mas se você jogar um capítulo por vez e deixar um tempo entre eles para absorver e pensar sobre os impactos que suas escolhas desencadearam na vida de nossos protagonistas, certamente o título se transformará em uma experiência muito positiva.

    As Dusk Falls chega ao Xbox One, Xbox Series X | S e PC através do Xbox Game Pass no dia 19 de julho.

    Nossa nota

    4,0 / 5,0

    Assista ao trailer de anúncio:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    CRÍTICA: ‘Skull and Bones’ é uma boa experiência marítima 

    Skull and Bones é o mais novo lançamento da Ubisoft para o PlayStation 5, Xbox Series X | S e PC. Veja o que achamos!

    CRÍTICA: ‘Tomb Raider I-III Remastered’, coletânea é remaster respeitoso e faz jus ao legado

    Tomb Raider I-III Remastered é a coletânea remasterizada das primeiras aventuras de Lara Croft. O Remaster chegou em fevereiro aos consoles e PC.

    Desbloqueando o entretenimento com Códigos de Bônus de cassino

    Veja como identificar a melhor e mais segura plataforma de jogos para poder conseguir Códigod de Bônus sem correr o riscos?

    Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça | Quando um game deveria ser uma animação

    Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça chegou ao PlayStation 5, Xbox Series X | S e PC. Veja o que achamos do novo game da DC!