CRÍTICA – LEGO Star Wars: The Skywalker Saga (2022, WB Games)

    LEGO Star Wars: The Skywalker Saga é o novo jogo da franquia LEGO criado pela WB Games e TT Games. Lançado no dia 5 de abril, ele está disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series X | S, e Nintendo Switch.

    Nós disponibilizamos, aqui no site, as nossas primeiras impressões sem spoilers antes do lançamento. Você pode conferir o texto completo clicando aqui.

    Confira abaixo a nossa crítica do novo game de Star Wars e LEGO para o Nintendo Switch.

    SINOPSE

    Vivencie os nove filmes da saga Star Wars em um novo jogo LEGO diferente de tudo o que você já viu! Divirta-se em aventuras épicas com humor fantástico e a liberdade de mergulhar totalmente na galáxia de LEGO Star Wars.

    Quer jogar como um Jedi? Um Sith? Rebelde, caçador de recompensas ou droide? LEGO Star Wars: A Saga Skywalker contém centenas de personagens jogáveis de toda a galáxia. Seja na terra ou no espaço, diversos veículos estão disponíveis para serem controlados. Avance na velocidade da luz com a Millennium Falcon, voe com o airspeeder T-47 e lute contra os Caças Tie nos X-wings da Resistência… essa é a experiência MÁXIMA de LEGO Star Wars.

    Além do jogo de base, a Edição Deluxe inclui sete pacotes DLC em um pacote de Coleção de Personagens:

    • O Mandaloriano 1ª Temporada
    • O Mandaloriano 2ª Temporada
    • Rogue One: Uma História Star Wars
    • Personagens Clássicos
    • Han Solo: Uma História Star Wars
    • Star Wars: Os Mal Feitos
    • Pacote Soldados

    ANÁLISE DE LEGO STAR WARS: THE SKYWALKER SAGA

    Com mais horas de jogo e todos os planetas liberados, posso dizer que LEGO Star Wars: The Skywalker Saga é uma das aventuras mais divertidas que já joguei no Nintendo Switch. Com mecânicas diferenciadas para cada arco dos filmes, e o humor característico da franquia LEGO, o game da WB Games e TT Games é um deleite para todos os públicos.

    Você definitivamente não precisa ser fã de Star Wars para curtir esse jogo, mesmo que ele passeie pela temática dos nove filmes. Jogar com diversos personagens diferentes – inclusive alguns secundários que o público nem lembra o nome – é uma experiência deliciosa e que garante horas de diversão.

    Apesar de não incluir mundos específicos para os spin-offs, você também recebe a oportunidade de jogar com outros personagens da franquia. Isso se torna ainda maior se você jogar a Edição Deluxe, em que estão disponíveis protagonistas como os da série The Mandalorian.

    Mais do que apenas o personagem principal, você também pode curtir as missões desafiadoras com Kuiil, Cara Dune, IG-11 e muitos outros. Alguns deles você só poderá ativar durante o jogo livre de cada mundo, impedindo que você dê uma de Flash e bagunce as linhas temporais da saga.

    Jogo Livre

    Essa é a modalidade mais legal de LEGO Star Wars: The Skywalker Saga. Apesar de curtir as dinâmicas do modo história, é no jogo livre que você encontra centenas de quebra-cabeças escondidos por diversos planetas diferentes.

    Mesmo quando você termina uma grande fase, por mais desafiadora que ela seja, é no jogo livre que se escondem as aventuras mais divertidas e empolgantes, quase superando a experiência do modo história em si. Quebre tudo em Tatooine, destrua todos os soldados da Primeira Ordem, voe enquanto briga com o mini Anakin: o jogo é seu para fazer o que der na telha.

    Uma das partes mais divertidas do jogo livre está nos puzzles. Diversos jogos possuem esse tipo de prática, mas em LEGO Star Wars: The Skywalker Saga há um grande apelo para finalizar as missões paralelas, pois colecionar as pequenas peças e minikits rende upgrades para o seu personagem e, também, a possibilidade de utilizar na liberação de naves do jogo.

    Poderes dos personagens

    Apesar de alguns personagens possuírem poderes muito superiores ao de outros – afinal, se eu sou um Jedi ou Sith, eu viro basicamente um Deus -, LEGO Star Wars: The Skywalker Saga consegue balancear bem a importância de todos eles dentro do universo do jogo.

    Há fases em que você precisa utilizar um robô ou um personagem que possua armas / planador (por exemplo). Você terá que retornar em diversos mundos para liberar áreas que são inacessíveis em um primeiro momento, pois esses personagens que não possuem grandes poderes têm habilidades cruciais para que você ganhe aquele minikit escondido.

    É verdade que, durante o jogo livre, é possível jogar com qualquer personagem (inclusive dos spin-offs). Entretanto, você ainda encontrará restrições em algumas áreas se não tiver liberado personagens que possuam habilidades específicas para as missões. Ou seja: não há caminho fácil!

    Storytelling

    Quando você coloca todos os filmes lado a lado na dinâmica de jogo, é possível perceber – ainda mais – como o storytelling e as missões da saga clássica são superiores aos da saga nova.

    Mesmo com o humor afiado de LEGO Star Wars: The Skywalker Saga melhorando diversos arcos dos esquecíveis episódios 7, 8 e 9, suas aventuras não são páreo para as ótimas horas e risadas que a saga clássica rende neste jogo.

    Entretanto, o game consegue criar puzzles e mini jogos complexos, interessantes e muito bem construídos, o que tornará o fã da saga nova ainda mais fã (e, quem não gosta, talvez crie um pouco de carinho por ela). O fato da franquia LEGO conseguir rir de si mesma torna tudo mais fluido e empolgante.

    Modo co-op

    Apesar de funcionar muito bem, o modo co-op local talvez seja a parte menos empolgante de LEGO Star Wars: The Skywalker. Por não conseguirmos enxergar de uma forma ampla o jogo enquanto a tela está dividida, existem fases que se tornam pouco fluidas, trazendo mais irritação do que felicidade.

    É uma pena pensar que esse game não possui um modo multiplayer online. Não há uma explicação para essa modalidade não existir, visto que cada jogador poderia ter as suas tarefas devidamente divididas e trabalhar em conjunto para chegar ao final da fase. É torcer que um próximo game traga essa possibilidade, pois uma corrida de naves em multiplayer online seria tudo de mais maravilhoso no mundo.

    VEREDITO

    LEGO Star Wars: The Skywalker Saga é um daqueles jogos que você pensa que não irá te conquistar, mas, quando você menos percebe, passa horas se divertindo e curtindo os seus personagens favoritos.

    Com um grande apelo nostálgico, ótimas dinâmicas de jogo, minigames inteligentes e o humor afiado de sempre, o game é uma excelente opção para os jogadores de Nintendo Switch e das demais plataformas para as quais está disponível.

    Nossa nota

    4,5/5,0

    Confira o trailer:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    Xbox Game Pass: 8 jogos adicionados recentemente

    O Xbox Game Pass é um serviço da Microsoft que oferece uma variedade de títulos para donos de Xbox One, Xbox One S, Xbox Series X | S e PC.

    CRÍTICA – Relic Hunters Rebels (2022, Rogue Snail)

    Desenvolvido pelo estúdio brasileiro indie Rogue Snail, Relic Hunters Rebels (Relic Hunters: Rebeldes, em português) é o primeiro jogo da franquia exclusivamente para celulares...

    CRÍTICA – Weird West (2022, Devolver Digital)

    Das mentes geniais do indie Wolfeye Studios, impulsionadas pela excelente Devolver Digital, surgiu Weird West. Confira nossa análise.

    CRÍTICA – Nintendo Switch Sports (2022, Nintendo)

    Nintendo Switch Sports foi lançado em 29 de abril de 2022 para o console híbrido da Nintendo é o sucessor do Wii Sports. Leia nosso review.