CRÍTICA – Relic Hunters Rebels (2022, Rogue Snail)

    Desenvolvido pelo estúdio brasileiro indie Rogue Snail, Relic Hunters Rebels (Relic Hunters: Rebeldes, em português) é o primeiro jogo da franquia exclusivamente para celulares Android e iOS.

    Lançado globalmente em 3 de maio de 2022, o jogo está disponível gratuitamente para assinantes da Netflix e pode ser baixado através do app mobile da gigante do streaming.

    SINOPSE

    Neste shooter/looter/RPG, atire e corra através de níveis coloridos enquanto cria e atualiza dezenas de armas. Derrote o Império Ducan e traga paz a um planeta dividido.

    Jogue como quatro dos amados caçadores da franquia (Jimmy, Ace, Pinkyy e Raff) enquanto cria e coleciona 44 armas diferentes, cada uma com qualidades, afinidades e efeitos elementares únicos! Você precisará dessas armas especializadas para ajudar a combater patos e tartarugas espaciais enquanto tenta derrotar o malvado Império Ducan.

    ANÁLISE DE RELIC HUNTERS REBELS

    A Netflix Games, vertente gamer dentro do app mobile da Netflix, começa a fortalecer seu catálogo de jogos com Relic Hunters Rebels, uma importante adição que é motivo de orgulho para nós, povo brasileiro. A criação da Rogue Snail chama atenção de cara pelo colorido e pela interessante mobilidade.

    De fato, esse shooter + looter + RPG mobile entrega uma experiência que garante um bom divertimento pelo celular, especialmente para aquela viagem no ônibus ou durante aquele longo tempo esperando para ser atendido em algum lugar. Uma vez baixado, o jogo fica disponível para ser curtido offline.

    Eu joguei usando um iPhone 7 que já tem uns anos de vida e está com a bateria bem comprometida. E o primeiro ponto que me chamou atenção foi justamente a ótima otimização de Relic Hunters Rebels.

    Conheça o shooter / looter / RPG brasileiro Relic Hunters Rebels, disponível exclusivamente para assinantes da Netflix

    O consumo de energia da versão de lançamento foi muito baixo. Imagine que eu abro o Safari, e a bateria cai 4% imediatamente. Entretanto, minha primeira experiência jogando Relic Hunters Rebels foi por aproximadamente uma hora direto, e a bateria caiu uns 15% no período. Imagino que em celulares com a bateria maia nova, a experiência deve ser ainda melhor.

    Espero que isso se mantenha sempre.

    Outro ponto positivo é a evolução dos personagens e o upgrade no armamento. Iniciamos a aventura com Jimmy e, pouco a pouco, liberamos nossos companheiros, à medida que abrimos novas áreas no mapa.

    O grind é bastante agradável e conta com o estímulo de bônus diários para agilizar o progresso dos mais aficionados ou facilitar um pouco a aventura de quem joga pontualmente. Relic Hunters Rebels oferece ainda uma área do mapa chamada Patrulhas, em que as missões se renovam diariamente e também são fonte de recursos para aprimorar suas armas.

    Vale destacar também o design gráfico e a interface de usuário. As cores chamam bastante atenção, assim como os personagens são bastante carismáticos e cheios de identidade.

    O graphic design me lembrou o de Moonlighter Mobile, que por sinal será uma das adição ao catálogo da Netflix Games ainda em maio. Leia nossa crítica aqui para saber o que esperar do jogo!

    O grande desafio dos jogos para celulares é condensar informações e menus para que caibam na tela sem atrapalhar a experiência. Relic Hunters Rebels não precisa se preocupar, pois o fez isso muito bem.

    A interface de usuário bem distribuída e com elementos essenciais possibilita uma boa fluência para atirar e se locomover em cada fase. Entretanto, ela poderia ser ainda melhor se fosse compatível com um controle.

    Tentei jogar com o meu GameSir T4 Mini, mas apenas é possível controlar o personagem, sem atirar. Vi um relato nos comentários da App Store detalhando o mesmo comportamento. Espero que o pessoal da Rogue Snail consiga adicionar essa compatibilidade, pois tende a melhorar a experiência, especialmente para quem vai jogar dentro de casa.

    Conheça o shooter / looter / RPG brasileiro Relic Hunters Rebels, disponível exclusivamente no app mobile da Netflix para assinantes

    Outro ponto que poderia ser melhorado é o uso da linguagem neutra. A dublagem é em inglês, um idioma que formalmente conta com termos em gênero neutro, e as legendas estão disponíveis em diversos idiomas, inclusive português. No entanto, eventualmente a neutralidade é usada sem critério, com momentos em que um termo neutro é usado, e na sequência o mesmo personagem se refere a algo atribuindo um gênero.

    Isso não estraga a experiência do jogo em si, que está ótima, mas é um aspecto que pode ser melhor trabalhado em futuras atualizações.

    VEREDITO

    Relic Hunters Rebels, ou Relic Hunters: Rebeldes, é um jogo que orgulha a comunidade gamer brasileira.

    O primeiro representante nacional no catálogo da Netflix Games se destaca pelo colorido e pela experiência fluida, garantindo boas horas de diversão e uma ótima opção de entretenimento principalmente para quem está em trânsito ou em filas de espera.

    A equipe da Rogue Snail está de parabéns pelo jogo e por ter conquistado a oportunidade de ter um produto conhecido globalmente por meio do catálogo da Netflix!

    Nossa nota

    4,0 / 5,0

    Assista ao trailer de Relic Hunters Rebels:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    Drácula: As mais marcantes adaptações nos games

    Mesmo Drácula sendo um recordista de adaptações no cinema, o vampiro mais famoso de todos também tem suas adaptações nos games!

    Xbox Game Pass: 8 jogos adicionados recentemente

    O Xbox Game Pass é um serviço da Microsoft que oferece uma variedade de títulos para donos de Xbox One, Xbox One S, Xbox Series X | S e PC.

    CRÍTICA – Weird West (2022, Devolver Digital)

    Das mentes geniais do indie Wolfeye Studios, impulsionadas pela excelente Devolver Digital, surgiu Weird West. Confira nossa análise.

    CRÍTICA – Nintendo Switch Sports (2022, Nintendo)

    Nintendo Switch Sports foi lançado em 29 de abril de 2022 para o console híbrido da Nintendo é o sucessor do Wii Sports. Leia nosso review.