CRÍTICA – The Legend of Zelda: Skyward Sword HD (2021, Nintendo)

    O Nintendo Switch não fica a ver navios enquanto a aguardada continuação de Breath of the Wild não vem. The Legend of Zelda: Skyward Sword HD é o mais novo lançamento da franquia para o console mais atual da Big N.

    Lançado globalmente em 16 de julho de 2021, essa versão em alta definição é um remake de The Legend of Zelda: Skyward Sword, lançado para Nintendo Wii em 2011.

    A tarefa de remasterizar o título é um verdadeiro desafio para a gigante japonesa. Isso porque Skyward Sword é considerado um dos melhores jogos da Nintendo.

    Para você ter uma ideia, o jogo do Wii está avaliado com nota 93/100 no Metacritic, possuindo o selo Must-Play, além das seguintes distinções na plataforma:

    • Melhor jogo de Wii em 2011
    • Jogo de Wii mais discutido em 2011
    • Jogo de Wii mais compartilhado em 2011

    Será que Skyward Sword HD para o Nintendo Switch é páreo para essa tarefa? Leia nossa avaliação a seguir.

    SINOPSE

    Junte-se a Link em sua missão de voar alto para salvar Zelda, uma amiga de infância que precisa enfrentar seu destino. Voe entre as ilhas flutuantes e desça ao perigoso mundo da superfície nesta versão atualizada em alta definição de The Legend of Zelda: Skyward Sword.

    ANÁLISE DE SKYWARD SWORD HD

    É inegável que Skyward Sword HD ficou um tanto esquecido após a Nintendo Direct neste ano, quando a empresa anunciou que a sequência de The Legend of Zelda: Breath of the Wild será lançada em 2022.

    Elogiar The Legend of Zelda é chover no molhado. No entanto, preciso destacar que essa desatenção ao novo remake é fruto justamente da grandeza da franquia, e não de um demérito por Skyward Sword HD se tratar de uma remasterização lançada no meio do ano.

    O novo Zelda para Nintendo Switch traz as mecânicas consagradas no Wii para o atual console mais poderoso da Big N. Entretanto, as mudanças são sutis.

    Os gráficos são muito parecidos com a versão original para Wii. Skyward Sword HD tem cores ligeiramente mais “vivas” e elementos com um acabamento um pouco mais trabalhados. Quem esperava por mudanças gráficas significativas entre jogos lançados com dez anos de diferença poderá se desapontar.

    Particularmente prefiro olhar pelo lado de que esse é um título muito importante de se ter no catálogo do Nintendo Switch. Quem não teve a oportunidade de jogá-lo no Wii (meu caso) agora pode curtir um clássico em um console atual e com a portabilidade como importante diferencial.

    Jogabilidade de Skyward Sword HD

    A história de Skyward Sword HD é a mesma da versão original do Wii. Logo no começo, somos apresentados ao contexto da aventura de Link, que precisa reencontrar seu Loftwing antes de uma competição pelos ares de Skyloft.

    Na primeira hora de jogo os tutoriais básicos são apresentados à medida que a história se desenvolve, de maneira bem feita, como é o costume da franquia. A diferença de Skyward Sword é a interatividade para executar os comandos.

    Os diferentes golpes com a espada exigem que se utilize os Joy-Con para realizar movimentos distintos. O próprio ato de empunhar a espada apontando-a para o céu também demanda tal ação na sua casa.

    Disponível para Nintendo Switch, The Legend of Zelda: Skyward Sword HD é a versão remasterizada do jogo lançado em 2011 para Wii

    Essa interação entre jogadoras/jogadores e o game foi bastante inovadora no Wii. Dez anos depois, era de se esperar que a sincronia fosse perfeita, mas infelizmente os sensores às vezes se perdem. Isso prejudica a experiência, especialmente em situações de treinamento.

    Apesar disso, a fluência em meio a batalhas é agradável. Utilizar combinações entre ataques com a espada e se defender com o escudo é uma experiência bem divertida.

    O diferencial é, portanto, essa interação por meio dos Joy-Con. Mas há também recursos bem atrativos exclusivos do Nintendo Switch.

    A portabilidade é possível, fazendo com que você utilize os botões do controle ao invés de movimentar os Joy-Con para jogar. Outro recurso exclusivo do Switch é a interação com o amiibo de Zelda e seu Loftwing, que possibilita voar de onde você estiver na superfície para retornar ao céu.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Conheça o Especial The Legend of Zelda produzido pelo Feededigno!

    VEREDITO

    Sem diferenças significativas na qualidade gráfica e na experiência interativa, The Legend of Zelda: Skyward Sword HD traz ao Nintendo Switch a possibilidade de jogar um dos melhores títulos do Wii.

    Isso não é nenhum demérito, especialmente considerando que já se sabe que em 2022 será lançada a sequência do famoso Breath of the Wild, pensado diretamente para o console mais atual da Nintendo.

    Skyward Sword HD é sem dúvida um jogo que precisa ser jogado por fãs da franquia e apreciadores de recursos interativos, uma das especialidades da Nintendo.

    Nossa nota

    4,5 / 5,0

    Assista ao trailer de The Legend of Zelda: Skyward Sword HD

    Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

    Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

    Artigos relacionados

    22 jogos indie e AAA para ficar de olho ainda em 2022

    Selecionamos 22 jogos indie e AAA (Triple A) para PC e principais consoles que prometem boas experiências ainda em 2022. Confira!

    CRÍTICA – Xenoblade Chronicles 3 (2022, Nintendo)

    Lançado em 29 de julho de 2022, Xenoblade Chronicles 3 é o novo jogo da franquia desenvolvida pela Nintendo com a MONOLITHSOFT. Leia o review.

    Assassin’s Creed: 15 anos de franquia da Ubisoft

    Relembre de Assassin's Creed de 2007, que trouxe elementos inovadores para jogos de mundo aberto que se tornaram padrão atualmente.

    Pokémon GO: Veja a programação da Hora do Holofote em agosto

    Entre 18h e 19h nas terças, a Hora do Holofote (Spotlight Hour) coloca um Pokémon em destaque. Veja como será em agosto de 2022