Início GAMES Artigo Rocket League: Dicas para jogar bem o competitivo (bronze, prata e ouro)

Rocket League: Dicas para jogar bem o competitivo (bronze, prata e ouro)

É iniciante ou quer começar agora a jogar o modo competitivo? Então confira nossas dicas para se dar bem no Rocket League!

Rocket League é um fenômeno que une futebol a carros potentes. O resultado é um jogo de alta velocidade e muita adrenalina, que caiu nas graças do público desde o lançamento, em 2015.

A popularidade do Rocket League aumentou ainda mais quando o jogo se tornou gratuito para todas as plataformas, em setembro de 2020. O game estilo arcade de futebol e caos automobilístico pode ser jogado no PC, PlayStation 4 e PlayStation 5; Xbox Series X e Xbox One; e Nintendo Switch.

Apesar de ser um jogo relativamente antigo, Rocket League se mantém bastante atual graças às temporadas que sempre trazem novidades importantes. Entretanto, mesmo existindo desde 2015, e tendo se massificado há aproximadamente um ano, o jogo está longe de ser dominado por todos os players.

Isso porque Rocket League é um jogo bastante desafiador. Não é qualquer um que domina todos os recursos e desenvolve habilidades. O nível de desafio é tão alto que há quem seja um excelente jogador no 3v3, mas enfrente dificuldades em partidas 1v1.

Cientes da dificuldade e da demora para se acostumar com a alta velocidade do jogo, neste artigo trazemos dicas para quem é iniciante em Rocket League ou quer começar a levar a sério o modo competitivo.

O foco aqui é falarmos especialmente com jogadores sem ranque, bronze, prata e ouro. Afinal, todo mundo tem um começo, não é verdade?

Antes das dicas, veja a seguir a ordem de ranks no Rocket League.

Ranks do Rocket League

Os ranks do Rocket League são compostos por níveis e quatro divisões em cada nível.

Por exemplo: no Bronze I você terá a Divisão I como mais baixa, subindo progressivamente até a Divisão IV. Após atingir essa divisão, você passará para o rank Bronze II, repetindo o processo.

É iniciante ou quer começar agora a jogar o modo competitivo? Então confira nossas dicas para se dar bem no Rocket League!
Créditos: Psyonix / Rocket League

No competitivo, cada ranque vale para uma modalidade: 1v1, 2v2 e 3v3. Ou seja, você pode ser Ouro III no 3v3 e ao mesmo tempo Bronze II no 1v1, por exemplo.

Você precisa chegar ao nível 10 no jogo para desbloquear o modo competitivo. Após isso, você inicia sua jornada competitiva com a classificação Sem Ranque.

Veja a seguir cada rank:

  • Sem Ranque
  • Bronze I
  • Bronze II
  • Bronze III
  • Prata I
  • Prata II
  • Prata III
  • Ouro I
  • Ouro II
  • Ouro III
  • Platina I
  • Platina II
  • Platina III
  • Diamante I
  • Diamante II
  • Diamante III
  • Campeão I
  • Campeão II
  • Campeão III
  • Grande Campeão I
  • Grande Campeão II
  • Grande Campeão III
  • Lenda Supersônica

Dicas para vencer no competitivo do Rocket League

Conhecendo todos os ranks do Rocket League você percebe que a jornada até o topo é longa e trabalhosa.

São nos ranks iniciais que você precisa aprender as mecânicas básicas do jogo e treinar também sua tomada de decisão ágil. Um segundo a mais pensando no que fazer pode ser devastador numa partida.

Cada rank tem suas próprias particularidades. Entretanto, por ser o começo da jornada até ser uma Lenda Supersônica, os ranks Bronze, Prata e Ouro se assemelham em alguns aspectos. Então, as dicas deste artigo vão ser bem úteis se você está começando no competitivo do Rocket League.

1) Faça os treinos do jogo

Rocket League oferece diversos treinos padronizados, além da possibilidade de personalizar treinamentos. Os treinos básicos que já vêm no jogo são muito úteis. Cada um deles possui três níveis de dificuldade: novato, profissional e lenda.

Pode parecer pouco atraente jogar o novato e muito desafiador treinar como lenda. No entanto, desafie-se e faça os treinamentos. Você vai ver que eles fazem muita diferença.

2) Aprenda a jogar em equipe

A menos que você foque em jogar 1v1, as demais modalidades exigem que você saiba jogar em equipe. É como o futebol: cada um tem seu posicionamento, que precisa ser respeitado.

É claro que, assim como o futebol e outros esportes em grupo, eventualmente você precisará dar suporte em uma jogada e abandonar a posição.

LEIA TAMBÉM | Games clássicos: 5 jogos de futebol para PC que revolucionaram

Entretanto, se você tiver em mente que cada jogador(a) precisa ter noções de posicionamento para que a equipe jogue bem, isso será fundamental para que você saiba quando abandonar o posto e qual é o momento para voltar pro seu devido lugar.

Isso nos leva para a próxima dica.

3) Não dispute a mesma bola que seus companheiros

Não dispute a mesma bola que seus companheiros.

Não dispute a mesma bola que seus companheiros.

Não dispute a mesma bola que seus companheiros.

O quanto antes você souber que não se deve disputar a mesma bola que seus companheiros melhor. Acredite, há muita gente subindo de nível que continua fazendo isso.

No entanto, ir em dois ou três jogadores disputar a mesma bola pode ser letal. Isso porque o adversário poderá até mesmo marcar um gol de longa distância, pois a goleira estará desprotegida, e ninguém terá tempo hábil de correr para impedir o gol.

4) Aprenda a rotacionar no Rocket League

Ainda sobre posicionamento e jogo em equipe, é fundamental aprender a fazer o movimento de rotação.

Todas as áreas ficam bem protegidas se a equipe adota uma estratégia de rotação, independente de ser no campo de ataque ou defesa.

Assista ao vídeo abaixo e visualize melhor como rotacionar corretamente.

Se você pegar uma equipe no 3v3 em que seus companheiros não respeitam posicionamento e rotação, seja você a pessoa sensata a atuar estrategicamente. Lembre-se também de não disputar a mesma bola que seus teammates.

5) Saiba administrar o boost

Boost. Nitro. Turbo. Independentemente de como você chama a bolinha amarela que faz você correr mais, é importante aprender a administrar bem esse recurso.

Administrar o boost não significa sempre tentar pegar os que recarregam 100%. Você pode pegar os vários boosts menores e ir aumentando seu turbo armazenado.

O importante é evitar ficar zerado ou próximo a zero. Contar com pelo menos 50% de boost pode ser decisivo para salvar um gol, ou sair rapidamente em um contra-ataque matador.

LEIA TAMBÉM | Soccer Manager: 6 times emergentes para você fazer carreira

6) Foque em ser veloz

Além de administrar bem o boost, aprenda também a usar o pulo frontal para ganhar velocidade, especialmente se você não tem turbo suficiente.

7) Jogue contra adversários melhores

Pode ser frustrante jogar contra adversários melhores, pois as chances de derrota são grandes. No entanto, a cada partida contra jogadores melhores que você, ou contra equipes mais bem organizadas, você aprende muito e passa a tomar melhores decisões gradativamente.

Além disso, se você conseguir vencer jogadores ou equipes com mais horas de jogo, é porque você está sendo estratégico o suficiente para aproveitar os erros dos adversários. E acredite: todo mundo erra.

8) Jogue, jogue e jogue

Você pode ler dicas como essas, assistir a tutoriais, fazer os treinamentos do jogo e se encantar com profissionais jogando em alto nível… mas nada será mais efetivo do que realmente jogar. Seja no modo casual ou no competitivo, mantenha-se jogando e tente colocar em prática o que está aprendendo fora do jogo.

A regularidade vai ajudar você a desenvolver habilidades e, principalmente, tomar melhores decisões rapidamente.

Uma prova disso são as lives do Feededigno na Twitch. O Diego Rodriguez e eu jogamos com frequência, tendo atuado com companheiros de alto nível em algumas transmissões. Estamos longe de sermos Pro-Players, mas é perceptível que melhoramos muito no Rocket League desde que iniciamos.

9) Assista a tutoriais de Rocket League

Eu sei, eu falei para você colocar seu carro em campo e jogar. No entanto, é tentador assistir aos jogos dos outros. Cuide para não ficar assistindo somente Pro-Player, pois isso poderá desanimar você.

Foque em assistir tutoriais de streamers focados em ensinar dicas e truques no Rocket League. Um que nos ajudou muito é o Copyright RL. Inscreva-se no canal e assista aos vídeos dele!

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Control Z (2ª temporada, 2021, Netflix)
Próximo artigoCRÍTICA – O Esquadrão Suicida (2021, James Gunn)
Jornalista pós-graduado em Jornalismo Digital, fã de Mr. Robot, Pokémon e com uma menção honrosa a 24 Horas, o seriado que me fez entrar no mundo de séries e filmes.