Início GERAL Facebook: Empresa admite manter histórico de chamadas e de mensagens de usuários

Facebook: Empresa admite manter histórico de chamadas e de mensagens de usuários

139
0

O Facebook armazena registros detalhados de ligações e mensagens de texto de alguns de seus usuários há anos, admitiu a empresa neste fim de semana. Os dados foram coletados em uma base opt-in, mas o armazenamento de informações faz com que aumente ainda mais a repercussão de privacidade que a empresa está enfrentando atualmente.

Os primeiros relatórios sobre a coleta de dados do Facebook surgiram na semana passada, quando alguns usuários fizeram uso de um recurso da própria rede social que lhes permite baixar todos os dados dos servidores da empresa. Alguns usuários descobriram que esses registros incluíam registros detalhados sobre chamadas telefônicas feitas no passado, incluindo números chamados, bem como data, hora e duração de cada chamada.

O Facebook admitiu no domingo que, de fato, vem coletando esse tipo de dados, mas tentou justificar como sendo uma forma de melhorar o serviço.

“Isso ajuda você a encontrar e manter contato com as pessoas de quem gosta e proporciona uma melhor experiência no Facebook. Esse recurso não coleta o conteúdo de suas chamadas ou mensagens de texto. Suas informações são armazenadas com segurança e não vendemos essas informações para terceiros.”

Disse a empresa em um post no blog.

A companhia também esclareceu que esse tipo de dados só foi coletado de alguns usuários, especificamente aqueles que usaram o Facebook Messenger ou o Facebook Lite no Android, e também optaram pelo upload contínuo de informações de contato telefônico, texto e chamada.

O Facebook adicionou esta opção ao aplicativo Android Messenger em 2015 e, posteriormente, também ao aplicativo do Facebook Lite. Na segunda-feira, o Facebook também detalhou como os usuários podem optar por não compartilhar esse tipo de informação através da Central de Ajuda.

A divulgação acontece quando o Facebook já está sob investigação minuciosa por seu papel no escândalo da Cambridge Analytica. A empresa de dados vinculada a Trump foi banida do Facebook sob acusação de violar informações de 50 milhões de usuários da rede social nos Estados Unidos. Não houve invasão ou atuação de malwares. Os dados foram capturados a partir de um “inocente” aplicativo de teste psicológico. A trama veio à tona depois de uma extensa investigação conjunta entre New York Times The Observer (do The Guardian). De acordo com ambos os veículos, o assunto é delicado não só por envolver violação de dados de milhões de pessoas, mas também por ser um indício do quão valiosas as informações pessoais podem ser para diversos fins, inclusive políticos. Na segunda-feira, foi divulgada a notícia de que a Federal Trade Comission (FTC) abriu uma investigação sobre o manuseio dos dados dos usuários no Facebook.

Qual sua opinião a respeito de redes sociais manterem dados de seus usuários? Deixe seu comentário e lembre-se de compartilhar essa notícia com seus amigos!

Sim, eu também tinha histórico de ligações no Facebook 😯
#QueLoko