Início FILMES Artigo 8 filmes (não tão) infantis para ver no Halloween | Feededigno

8 filmes (não tão) infantis para ver no Halloween | Feededigno

8 filmes (não tão) infantis para ver no Halloween | Feededigno

Mês das crianças e também do Halloween, duas combinações que fazem de outubro um ótimo momento para assistir aqueles filmes nostálgicos da infância. Porém, se você ainda não revisitou essas obras enquanto adulto pode se surpreender ao achar assustador e bizarro demais para a mente infantil. 

Seja como for, os filmes infantis de horror e comédia dos anos 80 e 90 tiveram grande colaboração para o entusiasmo quando o assunto é Halloween. Já que bem antes dos famosos “scary movies” para adolescentes e adultos, a mente fértil das crianças já fantasiava com bruxas, vampiros e fantasmas.

Sendo assim, nada mais justo que voltar no tempo para ver o que ganhamos com aqueles filmes infantis bizarros. Além de ser uma ótima forma de ir entrando na vibe do Halloween, se tiver filhos ou sobrinhos no sofá a diversão é mais do que garantida.

Beetlejuice – Os Fantasmas se Divertem (1988)

Filmes (não tão) infantis para ver no Halloween

Após morrerem, Barbara Maitland (Geena Davis) e Adam Maitland (Alec Baldwin) se veem como fantasmas que não podem sair da sua casa pelos próximos cinquenta anos. A paz é rompida quando o casal Charles (Jeffrey Jones) e Delia (Catherine O’Hara) junto com a filha Lydia Deitz (Winona Ryder) compram casa.

Na tentativa de expulsar os novos moradores, Barbara e Adam contratam os serviços de um Beetlejuice (Michael Keaton), um “bio-exorcista”, para apavorar os moradores, apesar de sentirem simpatia por Lydia.

Nosso primeiro filme não se passa no Halloween, mas com certeza não tem como esquecer esse marco nos filmes cômicos de terror. Beetlejuice – Os Fantasmas se Divertem tornou-se cult ao longo dos anos. Mas, desde sua estreia já havia sido considerado um sucesso sendo o equilíbrio perfeito entre bizarrice, comédia e horror.

O filme de Tim Burton ganhou um Oscar de Melhor Maquiagem, sendo também indicado a dois BAFTAs. Certamente é o papel mais memorável de Michael Keaton que aparece em pouco mais de 17 dos 92 minutos de filme.

Os Garotos Perdidos (1988)

Os Garotos Perdidos: CW dá sinal verde para episódio piloto da seriesLucy (Dianne Wiest) vai morar com seus filhos Michael (Jason Patric) e Sam (Corey Haim), em Santa Clara, uma cidade que tem muitos jovens desaparecidos. 

Logo os dois irmãos descobrem que uma gangue de motoqueiros está mais morta do que viva, pois estão se transformando em vampiros.

Sam tem que trabalhar rápido, pois Michael está se apaixonando por Star (Jami Gertz), uma destas criaturas, e está gradualmente se tornando um deles.

A temática de adolescentes vampiros sempre fez parte da imaginação juvenil. Logo, Os Garotos Perdidos se consagra como um clássico cult para os jovens levando tanto o humor quanto o terror dos anos 80.

O filme recebeu outras duas sequências e séries em histórias em quadrinho. Nas premiações recebeu o Prêmio Saturn (Academia de Filmes de Ficção Científica, Fantasia e Horror dos Estados Unidos) na categoria de Melhor Filme de Terror.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Os Garotos Perdidos: CW dá sinal verde para episódio piloto da série

Convenção das Bruxas (1990)

Filmes (não tão) infantis para ver no HalloweenApós a morte do pai, Luke (Jasen Fisher), de 10 anos, é levado por sua avó (Mai Zetterling) para um hotel na Inglaterra. Lá o garoto descobre que um grupo de bruxas, comandado pela senhorita Eva Ernst (Anjelica Huston), está fazendo uma convenção e que pretendem transformar todas as crianças do mundo em ratos. 

O filme Convenção das Bruxas ganhou um remake com Anne Hathaway e Octavia Spencer para 2020. Mas, tem quem duvide que o filme irá bater o original de 1990.

As maquiagens horripilantes causam arrepios até hoje e o filme carrega um sensação estranha de desconforto principalmente com as bruxas. Porém, icônica em seu papel, Anjelica Huston foi indicada a quatro prêmios de Melhor Atriz. No qual, ela venceu três, incluindo a premiação da Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles.

A Família Addams (1991)

Filmes (não tão) infantis para ver no HalloweenOs Addams, uma família peculiar, correm o risco de perder seu tesouro de moedas de ouro, pois Tully Alford (Dan Hedaya), um advogado desonesto de quem os Addams são clientes, está em sérias dificuldades financeiras.

O advogado tem uma ideia ao notar que seu comparsa é muito parecido com Fester, o irmão perdido de Gomez Addams (Raul Julia). Assim, o homem finge ser Fester para tentar encontrar a fortuna de Gomez, Mortícia (Anjelica Huston), Wandinha (Christina Ricci) e Pugsley Addams (Jimmy Workmen). 

Humor negro com comédia nunca falha e A Família Adams é a prova viva. O filme é baseado na série de quadrinhos homônima criada pelo cartunista Charles Addams e também na série de TV de 1964.

Sendo amplamente referenciada na cultura pop e no imaginário popular tem aquele tom macabro e ao mesmo tempo divertido.

Mais uma vez Anjelica Huston deu um show de atuação sendo indicada ao Globo de Ouro como Melhor Atriz. O filme da família aristocrata e bizarra também foi indicado a um Oscar como Melhor Figurino.

Abracadabra (1993)

Abracadabra 2: Elenco original poderá retornar para sequênciaWinnie (Bette Midler), Sarah (Sarah Jessica Parker) e Mary Sanderson (Kathy Najimy) são três bruxas que ressuscitaram no século XX após seus espíritos serem evocados no Dia das Bruxas. 

Banidas há 300 anos devido à prática de feitiçaria, elas estão dispostas a tudo para garantir sua juventude e imortalidade. Porém precisarão enfrentar três crianças e um gato falante, que podem atrapalhar seus planos.

As bruxas voltaram… Literalmente! Abracadabra irá ganhar uma continuação no streaming do Disney+, ainda sem data de estreia. Porém, as três protagonistas do filme se reuniram para um evento especial beneficente que acontecerá no dia 30 de outubro.

Abracadabra é um filme mais cómico com aquele ar infantil, mas aposto que revendo hoje em dia você irá achar algumas daquelas “piadas adultas”. Além disso, a cena da festa a fantasia onde as Irmãs Sanderson performam a música “I Put a Spell On You” e realmente enfeitiçam os adultos, é de dar calafrios.

O Estranho Mundo de Jack (1993)

Jack Skellington (Chris Sarandon) é um ser fantástico que vive na Cidade do Halloween, um local cercado por criaturas fantásticas. Lá, todos passam o ano organizando o Halloween do ano seguinte, mas Jack se mostra cansado de fazer aquilo todos os anos.

Jack acaba atravessando um portal para o Natal, onde vê demonstrações do espírito natalino. Ao retornar para a Cidade do Halloween, ele começa a convencer os cidadãos a sequestrarem o Papai Noel (Edward Ivory) e fazerem seu próprio Natal.

Um dos clássicos de Halloween, O Estranho Mundo de Jack foi considerado sombrio demais para levar a marca Disney, o filme foi então distribuído por uma divisão do grupo.

O que pode ser perfeitamente normal para uma história em que o protagonista rouba o Natal na busca por pertencimento e algo a mais. O Estranho Mundo de Jack também foi o primeiro filme a usar a técnica de stop motion sendo até hoje lembrado por isso.

A história foi inspirada em um poema escrito por Tim Burton e foi indicado ao Oscar de Melhor Efeitos Especiais.

A Casa Monstro (2006)

Nenhum adulto acredita quando três adolescentes falam que existe uma casa no bairro que é uma criatura perigosa. Com o Dia das Bruxas se aproximando, eles têm que descobrir uma forma de destruir a casa antes que ela faça mal a crianças inocentes.

A arte de misturar animação com temas sensíveis sempre foi muito bem vista no cinema e com A Casa Monstro não poderia ser diferente. O filme trata sobre puberdade, relacionamento abusivo e depressão de uma forma que só fica entendida quando se é mais velho. Porém, mais do que isso, A Casa Monstro é um filme apavorante e duvido você não sentir medo da sua própria casa depois de assistir.

A animação é uma história original que inovou ao usar a técnica de captura de movimentos até então pouco utilizada na época. A Casa Monstro foi produzida por Steven Spielberg, roteirizada por Dan Harmon (Rick and Morty) e a casa mal-assombrada teve inspiração em um conto de Stephen King.

Coraline e o Mundo Secreto (2009)

Coraline: Neil Gaiman se pronuncia a respeito de rumor de live-actionEntediada em sua nova casa, Caroline Jones (Dakota Fanning) um dia encontra uma porta secreta. Através dela tem acesso a uma outra versão de sua própria vida, a qual aparentemente é bem parecida com a que leva. A diferença é que neste outro lado tudo parece ser melhor, inclusive as pessoas com quem convive.

Coraline também ganham espaço aqui já que pode ser bem mais fácil amedrontar crianças usando bonecos com olhos de botão.

Coraline e o Mundo Secreto não é uma animação comum, adaptada do livro de mesmo nome de Neil Gaiman é uma obra cheio de significados e até hoje cultuada.

O longa é considerado o stop motion mais longo já produzido, além disso foi indicado ao Oscar de Melhor Animação. O que não falta são teorias tentando explicar a história de Coraline; e seu fator aterrorizante e enigmático leva tanto crianças como adultos a se fascinarem por esse mundo secreto.

E você, qual indicação para assistir nesse Halloween? Deixe nos comentários!

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.