Início MANGÁ Crítica CRÍTICA | Ataque dos Titãs – Volume 1 (2021, Panini Comics)

CRÍTICA | Ataque dos Titãs – Volume 1 (2021, Panini Comics)

Ataque dos Titãs

Grande parte da lore de Ataque dos Titãs foi o que sempre me encantou. Um mundo em que seus habitantes vivem isolados com medo de uma ameaça iminente, protagonistas fortes, sentimentos tão reais quanto os que eu ou você sentimos.

Em sua primeira edição que ganhou reimpressão no Brasil pela editora Panini, Ataque dos Titãs nos apresenta a história de Eren, Mikasa e Armin.

SINOPSE

O mundo foi dominado por Titãs, criaturas gigantescas devoradoras de humanos! Os poucos sobreviventes viram sua civilização reduzida a um território protegido por muralhas, que foram capazes de manter a ameaça afastada por mais de cem anos. Mas tanto tempo de tranquilidade está prestes a ruir, com o ataque de um titã mais alto e poderoso do que a enorme muralha!

ANÁLISE

Ataque dos Titãs

Após mais de 100 anos de paz, uma ameaça espreita os muros de 50 metros da muralha Maria – uma das três enormes muralhas que protegem o povo da Ilha Paradis dos titãs que vivem do lado de fora. Normalmente com não mais de 15 metros, o Titã Colossal abre um rombo na até então muralha impenetrável e deixa uma porta para que seus semelhantes adentrem, acabando a duradoura paz.

O anime lançado em 2013, foi a minha porta de entrada para o mundo criado por Hajime Isayama – que se assemelha imensamente ao protagonista da história, Eren Yeager. Agora, mergulho no mangá que teve sua primeira edição lançada no Japão em 2009.

Em uma espécie de binge watching, assisti até da primeira até a primeira parte da quarta temporada em menos de um mês. O anime está disponível na plataforma de streaming Crunchyroll.

O desenrolar do Volume 01 nos leva até o ataque à Muralha Rose, a segunda das muralhas que protegem os últimos membros da humanidade. Nesse momento da história, se passaram 5 anos desde o último ataque, que mudou a vida de Eren, Mikasa e Armin para sempre, os levando à se alistar no exército.

As forças que protegem a humanidade após sua graduação na Divisão de Treinamento, se separam entre três divisões específicas:

  • Guarnição: Essa divisão é responsável por reforçar a defesa e proteger as cidades.
  • Reconhecimento: Essa divisão é responsável por fazer a exploração do território dos titãs fora das muralhas. Esses membros precisam estar prontos para sacrificar suas vidas.
  • Policiamento: Essa divisão atua na muralha que está no interior da Muralha Sina – especificamente na área dos humanos. E é responsável por proteger o rei, e manter a ordem.

O Volume 1 de Ataque dos Titãs conta com as 5 primeiras edições do mangá. Pela Panini, a série será lançado no Brasil em 30 volumes. Com um spin-off intitulado Antes da Queda.

Enquanto nos aprofundamos mais na história, o Volume 1 chega ao fim com uma virada de página perfeita, nos deixando tão desolados quanto nas primeiras páginas do mangá.

Nossa nota

5,0 / 5,0

Em breve traremos a resenha dos próximos volumes do mangá!

Curte o nosso trabalho?

Se sim, sabe que ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – O Pai Que Move Montanhas (2021, Daniel Sandu)
Próximo artigoPokémon Unite: Conheça a melhor build para Blastoise
27 anos, apaixonado por cinema, quadrinhos e games!