Início QUADRINHOS Artigo Capitã Marvel: Conheça a história de Carol Danvers

Capitã Marvel: Conheça a história de Carol Danvers

5691
0
capitã marvel

Primeiros anos

Carol Danvers cresceu como a filha mais velha de três irmãos de uma família tradicional de Boston, com seu pai empreiteiro que acreditava no mérito do trabalho duro. Quando ele construiu sua casa de veraneio em Cape Cod, Carol insistiu em trabalhar tão duro quanto seus dois irmãos mais novos, tentando ser igual à eles diante dos olhos de seu pai. Uma leitora voraz, ela sonhou em se tornar uma astronauta e viajar até planetas distantes; quando adolescente, escalou até o Cabo Canaveral para ver um lançamento. Seu pai, entretanto não aceitava que mulheres fossem semelhantes, e quando problemas financeiros atingiram a família, ele escolheu enviar apenas seu filho do meio à universidade, apesar das notas mais altas, de Carol.

Força Aérea Americana

Ela completou 18 anos pouco depois, e no dia seguinte ela deu as costas à seu pai e se alistou na Força Aérea Americana, com a intenção de se tornar uma pilota e conseguir um diploma universitário. A morte de seu irmão, durante uma ação militar, fez com que Carol voltasse para sua família, mas ela nunca sentiu que fosse verdadeiramente aceita por seu pai. Ela rapidamente se tornou uma das melhores alunas da sua classe na Força Aérea. Enquanto voava em um avião à jato experimental pelo espaço aéreo árabe, Carol foi derrubada e capturada por Ghazi Rashid, que a torturou por muitos dias. Ela conseguiu escapar (apesar da perna quebrada e inúmeros ferimentos), e chegou até um esconderijo da CIA, dando informações importante à inteligência da agência. Esse incidente a fez ser recrutada pela inteligência da Força Aérea.

Ela completou inúmeras missões diferentes e trabalhou com figuras como Coronel Nick Fury, Logan (que mais tarde seria conhecido como Wolverine) e Benjamin Grimm (O Coisa), enquanto lutava contra inimigos como Victor Creed (Dente de Sabre), e Natalia Shostakova (Viúva Negra).

Ela também se tornou parceira do Coronel Michael Rossi, e os dois se relacionaram por algum tempo.

NASA

A NASA eventualmente a requisitou para uma posição em aberto como chefe de segurança, que ela aceitou, fazendo com que ela se aposentasse da Força Aérea. Se tornando a chefe de segurança mais jovem na história da NASA, ela ficou incumbida dos esquemas estelares do Império Kree. E foi durante essa época que ela conheceu o soldado Kree, Mar-Vell cujos inimigos seriam responsáveis por sua transformação futura. Nos meses seguintes, ela foi sequestrada pelo robô alien Cyberex e então ficou hospitalizada por um Homem de Ferro controlado que atacou o Cabo Canaveral. O alien Yon-Rogg então a sequestrou enquanto ainda tinha uma concussão que eventualmente lutou contra Mar-Vell. Durante a batalha, Carol foi derrubada em um Psico-Magnetron Kree defeituoso, um poderoso artefato que pode transformar imaginação em realidade. A estrutura genética de Carol foi alterada, fazendo-a se tornar uma super-humana, meio Kree. Ela desconhecia essa mudança por meses.

Miss Marvel

A carreira de sucesso na NASA sofreu um forte baque, causado pelos recentes acontecimentos na vida de Carol. Devido à sua inabilidade de controlar as incursões inumanas, ela foi removida e realocada pra uma instalação perto de Chicago. Isso não demorou muito para Carol, ela foi rebaixada para o cargo de mera segurança, e retornou para o Cabo Canaveral após o super-humano Nitro, invadir a base. Por causa de sua carreira decadente, Carol se demitiu da NASA.

Agora vivendo de um salário acumulado, Carol escreveu um livro, revelando inúmeros segredos da NASA, destruindo assim, qualquer chance de voltar à agência. O livro se tornou best seller e fez Carol se tornar uma celebridade e ela começou a trabalhar como editora para a Woman Magazine, um selo a parte do Clarim Diário. Entretanto, ela desenvolveu um transtorno dissociativo de personalidade, causadas pelas mudanças do Psico-Magnetron. Ela eventualmente tinha apagões e se tornava uma guerreira Kree, e instantaneamente um traje aparecia em seu corpo, criado pelo Psico-Magnetron para amenizar as mudanças do corpo de Carol.

Ela continuou a sofrer apagões, e eles não a impediram de ir atrás de sua carreira como escritora e editora. Ela assumiu o nome de Miss Marvel, como uma homenagem à Mar-Vell. A mente dela, já fragmentada eventualmente se recuperou com a ajuda de tratamentos extra dimensionais de Hécate e do Kree, Ronan O Acusador. Ela se estabeleceu como uma das primeiras heroínas de Nova York, trabalhando com o Homem Aranha, os Defensores e os Vingadores.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – Capitã Marvel (2019, Anna Borden e Ryan Fleck)

Juntando-se aos Vingadores

Depois de trabalhar em inúmeros casos com Os Vingadores, a Miss Marvel foi convidada a se juntar à equipe durante a ausência da Feiticeira Escarlate.

Ela rapidamente se mostrou um membro de valor, mas deixou a equipe após sua bizarra gravidez causa por “Marcus”, que dizia ser filho de Immortus. Marcus manipulou Carol para acreditar que ela o amava e a levou para seu lar, o Limbo. Entretanto, o plano de Marcus falhou quando ele descobriu que ela envelhecia em uma velocidade acelerada no Limbo. Carol aprendeu a usar a tecnologia de viajar no tempo de Immortus e retornou a sua linha temporal. Tomada de raiva, ela confrontou os Vingadores expressando seu ressentimento em relação a eles por terem caído nas mentiras e manipulações de Marcus contra ela, permitindo que ele a sequestrasse para futuras profanações em sua mente.

Procurando tranquilidade após os problemas causados por Marcus, Carol se mudou para São Francisco e optou por não retomar seus laços com os Vingadores. Em uma batalha com a mutante que absorve poderes, Vampira, Danvers perdeu quase todos seus poderes de Miss Marvel, a deixando apenas com uma estrutura genética melhorada. Vampira tentou matá-la, mas Carol sobreviveu boiando inconscientemente na água abaixo da ponte Golden Gate. A Mulher-Aranha a resgatou e alertou Os Vingadores e os X-Men quanto à situação difícil que Carol passou. Vampira absorveu suas memórias, e a maioria delas foi restaurada por seu mentor mutante, Charles Xavier. Entretanto, Professor X não conseguiu restaurar os laços emocionais ligados àquelas memórias. Durante esse período, Carol se tornou uma aliada dos X-Men.

Transformação em Binária

Mais tarde, Carol foi abduzida pela alien chamada Ninhada e submetida a um raio evolucionário que serviu como a centelha para ativar os poderes latentes de seus genes melhorados. Assim, ela se tornou a mutante com habilidades cósmicas, chamada Binária. Sem ligações com pessoas ou lugares na Terra, Carol decidiu deixar o planeta e buscar novos desafios como um membro da equipe de aventureiros espaciais conhecidos como Piratas Siderais.

Enquanto o corpo de Carol estava no espaço, suas memórias começaram a ganhar vida no corpo de Vampira. A experiência fez com que Vampira ficasse louca. Depois de passar pelo Portal do Destino, as memórias de Carol se separaram de Vampira, formando assim, uma nova Miss Marvel (com Vampira mantendo seus poderes, assim como Carol). Dobra teleportou as duas para longe dos Reavers, com Vampira nas Terras Selvagens e Carol na Ilha Muir. O Rei das Sombras controlou Carol e a enviou para matar Vampira. O poder que residia dentro de Carol, era o suficiente para manter apenas uma pessoa viva, por isso, Carol estava se decompondo. Entretanto, a batalha terminou com a morte de Carol, devido à interferência de Magneto, que agiu a favor de Vampira.

Retorno aos Vingadores

No retorno à Terra alguns anos depois, Carol exauriu todos seus poderes cósmicos para salvar o sol. Seus níveis de poder baixaram drasticamente, e ela passou alguns meses se recuperando na Mansão dos Vingadores. Agora, conhecida como Warbird, ela eventualmente se uniu à equipe. Carol superou o vazio emocional, alcoolismo e níveis de poder substancialmente reduzidos e uma corte marcial diante de seus companheiros de equipe para provar a si mesma como membro valiosa entre os Vingadores. Ela se provou em inúmeras missões e teve papel importante durante a derrota de Kang, durante as Guerras Kang, como resultado da atração do filho dele, Marcus Kang XXIII, por ela. Carol ficou para ajudar em algumas missões mas eventualmente foi trabalhar para o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos onde foi oferecido a ela uma alta posição em uma das agências.

Ela foi uma dos vários Vingadores que se opuseram à Feiticeira Escarlate durante seu colapso e continuou com eles até o grupo ser oficialmente desfeito. Pouco tempo depois, Carol se encontrou trabalhando lado a lado com os Novos Vingadores.

Dinastia M

Quando a Terra-616 se fundiu a realidade da Dinastia M, Carol se tornou a super-heroína mais popular da Terra, embora ela fosse apenas uma ‘sapien’ operando sob as regras mutantes. Perto de seu leito de morte, Mar-Vell a chamou de “Capitã Marvel”.

Como Capitã Marvel, ela rastreou um ladrão e lutou contra um místico chamado Warren Traveler antes de ser ‘despertada’ por Emma Frost e Layla Miller. A partir dali, ela se juntou a outros heróis na tentativa de reverter a realidade.

O efeito de lembrar ser uma das mais populares heroínas, teve um efeito substancial em Carol, que tentou criar um nome novamente, e entrar na Lista-A de heróis, contratando um assessor.

Líder dos Poderosos Vingadores

Carol se manteve ao lado do Homem de Ferro e do Ato de Registro durante a Guerra Civil. Ela e Magnum trabalharam juntos em diversas missões, como perseguir Julia Carpenter, a antiga Mulher-Aranha, e o recrutamento da jovem Araña. Após a guerra, foi dada a ela a liberdade dos Poderosos Vingadores, a filial de Nova York da iniciativa dos 50 Estados. Carol ajudou seus parceiros dos Vingadores, Homem de Ferro, Ares, e Magnum quando eles tentaram parar o Hulk e seu Pacto de Guerra. Ela também convenceu o Homem de Ferro a deixá-la controlar um mini porta-aviões da S.H.I.E.L.D. e ter sua própria unidade, a Operação Tempestade Relâmpago. Eles enfrentaram a A.I.M. e M.O.D.O.K., entre outros. Miss Marvel foi capturada mais uma vez pela Ninhada na Ilha Monstro, após se encontrar com a Rainha da Ninhada.

Durante a caótica Batalha de Manhattan que aconteceu durante a Invasão Skrull, Miss Marvel levou um tiro de Nick Fury que estava convencido de que ela não era a Carol Danvers de verdade. Ela se recuperou e lutou bravamente, matando inúmeros Skrulls e Super-Skrulls sozinha, antes de liderar um grupo de sobreviventes com a Agente Sum para a Balsa.

Novos Vingadores

Ao final da Invasão Skrull, todos os membros originais dos Poderosos Vingadores deixaram a equipe, e Carol não fez diferente. Já que a S.H.I.E.L.D. havia sido desfeita, ela ficou sem trabalho, e ao invés de ficar sozinha, ela se juntou aos Novos Vingadores. Ela inflexivelmente recusou o convite de Norman Osborn de se juntar à equipe de Vingadores criada por ele. Oficialmente, quem tomou o lugar da Miss Marvel nessa equipe foi Karla Sofen, mais conhecida como Rocha Lunar.

Mais tarde, Osborn tentou assassinar Danvers, planejando fazer de Sofen a única Miss Marvel. Mas Danvers foi dividida em quatro seres de energia, que usou bebês M.O.D.O.K. para se reconstruir. No entanto, ela tinha um alter ego separado de seu próprio corpo, Catherine Donovan, que quando colocada próxima de Danvers, aumentava significativamente a sua força. Donovan foi criada pelo Contador de Histórias na tentativa de dar a ela o desejo de ficar livre de seus fardos. Eventualmente, Donovan foi morta por Norman Osborn, e fundida à Rocha Lunar. Depois de uma grande epifania, Karla foi capaz de expulsar Donovan de sua mente, fundindo assim, Donovan e Carol juntas. Durante sua luta com Karla, Carol removeu a pedra lunar do corpo de Karla deixando-a sem poderes. Após ver Karla sem poderes e perdida, Carol decidiu dar a Karla a pedra lunar, para que ela pudesse se redimir.

Seguindo o Cerco à Asgard, a Miss Marvel continuou como um membro dos Novos Vingadores, e até admitiu se sentir atraída por seu parceiro de equipe, o Homem-Aranha. Quando a Serpente atacou a Terra, Miss Marvel ao lado da Mulher-Aranha e Noh-Varr, foram confrontar o Hulk, que havia se tornado o Nul, O Destruidor de Mundos.

Guerra com os X-Men

Quando percebeu que a Força Fênix estava vindo em direção a Terra, a Miss Marvel foi parte da equipe enviada para cercar/derrotar a Força Fênix a qualquer custo, se necessário. Ela encontrou o Capitão Marvel, que foi revivido pelo Império Kree utilizando o Cristal M’Kraan para unir e proteger todos os Kree contra a ameaça que era a Força Fênix.

Mar-Vell junto de todos os outros Kree e todos que eram energizados pelos Kree, sofreram uma lavagem cerebral para acreditar que a Fênix traria sua salvação. Visão conseguiu libertar Mar-Vell e outro Kree da ilusão, mas era tarde demais para evacuar o planeta, pois a Fênix estava próxima de Hala. Mar-Vell percebe que a Fênix estava vindo para clamar parte do poder que havia sido usado para trazê-lo de volta e ainda residia dentro dele. Ele se sacrificou para salvar Hala e a Fênix então partiu para a Terra. Carol percebeu o que Mar-Vell significava para ela e decidiu assumir seu manto, se tornando assim, a Capitã Marvel no fim da guerra contra os X-Men.

O inimigo interior

Enquanto investigava inúmeros desaparecimentos de aviões com Monica Rambeau, ela a absorveu em estado de energia para destruir um robô gigante. De volta à Nova York, foi descoberto que ela tinha uma lesão cerebral que causaria perda de memória caso ela voasse. Enquanto procurava pela aparentemente desaparecida Rose com a Mulher-Aranha, Carol e Jessica foram atacadas pelas Arpoadoras. Depois de derrotá-las (mas voando) uma delas revelou que Rose estava no Central Park. Quando Carol chegou, ela e Thor lutaram contra dois T-Rex e encontraram Rose e um recado com o endereço do apartamento de Carol. Quando ela chegou em casa, junto da Mulher-Aranha, elas descobriram que alguém havia roubado um pedaço do Psico-Magnetron.

Uma nave da Ninhada apareceu de repente, e os Vingadores, incluindo a Capitã Marvel lutou contra eles. Enquanto isso, Yon-Rogg se revelou como quem havia roubado o Psico-Magnetron e solicitou que os Kree transportassem ela de volta à Hala. Quando eles recusaram, ele se fundiu ao Psico-Magnetron e afirmou que reformaria a Terra. Os Vingadores derrotaram a Ninhada, mas sem que eles soubessem, um Sentinela Kree chegou à Terra. Os Sentinelas projetaram um campo de força ao redor de Nova York quando Rogg usou o cérebro de Danvers como fonte de energia para amplificar o campo para recriar a cidade Kree no céu de Nova York. Os Vingadores planejaram usar o escudo do Capitão América para destruir o campo de força, mas Danvers voou para o espaço afim de separar Rogg de sua fonte de poder, o que acabou funcionando. A Capitã Marvel salvou a cidade mas sofreu um grande dano cerebral no processo, o que custou a ela parte de suas memórias.

Após um breve período no espaço, trabalhando com Os Guardiões da Galáxia afim de se redescobrir, Carol voltou à Terra, e se juntou a S.H.I.E.L.D. afim de caçar os Illuminati. Na mesma época, Carol começou a namorar James Rhodes, um antigo parceiro piloto, conhecido por vestir o traje de Máquina de Combate.

Guerras Secretas

Durante a incursão final, Carol foi um dos heróis que tentaram impedir que a Terra-1610 destruísse a sua Terra. Após a nave que transportava a “equipe de ressurreição” da Terra ter sido destruída pelos Filhos do Amanhã, o Senhor Fantástico foi forçado a colocar o “bote salva-vidas” em ação, Dobra teletransportou inúmeros heróis, para dentro dele, incluindo Homem-Aranha, Senhor das Estrelas, Thor e Ciclope, e a própria Carol, que permitiu que eles sobrevivessem ao fim do Multiverso.

Carol e os outros heróis transportados no bote foram acordados pelo Doutor Estranho oito anos depois do fim do Multiverso e da criação do Mundo Bélico, um planeta montado com partes das realidades destruídas, que foi criado e governado pelo Doutor Destino. A Capitã Marvel e outros heróis foram transportados mais tarde por Estranho para enfrentar a Cabala após um pedido de socorro ser enviado a ele por um membro da Tropa Thor, e após isso o próprio Destino apareceu para acabar com a luta. Quando Destino tentou matá-los, Doutor Estranho os teletransportou através do Mundo Bélico, o que custou sua própria vida. Ela foi transportada para o domínio da Corte Sinistra, onde o exército de clones do Senhor Sinistro a capturaram e a levaram para o Sinistro original, onde ele então a corrompeu. Mais tarde, após uma conversa com o Imperador Deus Destino, Sinistro pediu conselhos a ela. Ela o socou algumas vezes no rosto, ele pareceu gostar, e decidiu ser “malvado”, e Carol aprovou. Durante a batalha final contra Destino, Sinistro foi convencido por ela a trair Destino e matar a Baronesa Madeline Pryor, o que levou a restauração do Multiverso.

Oito meses depois, Carol foi recrutada pelo Programa Espacial Tropa Alfa para trabalhar como comandante da Estação Espacial de Órbita Baixa Tropa Alfa, a primeira linha de defesa da Terra, e assim se uniu aos Supremos.

Guerra Civil II

As aventuras de Carol junto dos Supremos lhe proporcionou uma visão diferente das ameaças que podem pôr a qualquer momento, a Terra em perigo, fazendo-a desenvolver uma intensa preocupação com o bem-estar do planeta. Capitã Marvel encontrou uma possível resposta para sua preocupação na forma do recém despertado Inumano, chamado Ulysses Cain que possuía o dom da profecia com um extremo grau de precisão. Carol quis usar o dom de Ulysses para barrar ameaças preventivamente antes que elas pudessem acontecer. Entretanto, seu amigo Tony Stark se opôs a ideia, duvidando da eficácia dos poderes e da moralidade de Ulysses por trás de usá-los afim de condenar pessoas antes mesmo de cometerem crimes.

A tensão entre Tony e Carol cresceu depois dela usar os poderes de Ulysses e resultar em tragédia em duas ocasiões diferentes. Primeiro, o Máquina de Combate morreu e a She-Hulk foi deixada em coma tentando emboscar Thanos. Mais tarde, Bruce Banner foi morto pelo Gavião Arqueiro, após uma visão prever que Banner causaria uma enorme tragédia quando se descontrolasse como Hulk.

Depois da Capitã Marvel prender uma banqueira inocente, chamada Alison Green baseada em nada mais que uma visão de Ulysses que se provou errada, Homem de Ferro recebeu ajuda de inúmeros heróis para atacar o Triskelion e resgatar Green. A batalha entre Homem de Ferro e Capitã Marvel teve fim quando uma nova visão de Ulysses mostrou a morte do Capitão América pelas mãos do novo Homem-Aranha, Miles Morales nos pés do prédio do Capitólio. O Pantera Negra deixou o lado da Capitã Marvel publicamente, dando ao Homem de Ferro e seus aliados tempo o suficiente para se teletransportarem.

Homem de Ferro e a Capitã Marvel lutaram uma última vez após o Homem-Aranha e o Capitão América viajarem até Washington para provar que a visão estava errada. Tony foi derrotado em batalha, e ficou em coma. Enquanto isso, os poderes de Ulysses se provaram mais difíceis do que a compreensão humana podia acompanhar, e ele deixou a Terra para se juntar à outras entidades cósmicas.

Poderes

Força sobre humana: Carol possui força sobre humana e é listada com o nível normal de força e classe 50, metade de seu nível de poder quando assumiu o manto de Binária. Mas já que ela é capaz de absorver quase todo tipo de energia, ela pode usar essa energia para aumentar temporariamente sua força física à níveis similares de quando ela era Binária, sendo seu nível de força e classe sendo classificada como 100+.

Velocidade sobre humana: Ela é capaz de correr a velocidades que um humano nunca seria capaz.

Vigor sobre humano: A musculatura de Carol produz consideravelmente menos fadiga durante atividade física do que a musculatura de um humano comum. Ela pode agir por 24 horas seguidas antes de apresentar qualquer sinal de fadiga. Entretanto, ela é capaz de canalizar a energia absorvida para aumentar mais ainda seu vigor.

Durabilidade sobre humana: Os tecidos do corpo dela são considerados mais resistentes à ferimentos físicos do que um humano comum. Capitã Marvel é capaz de aguentar tiros de balas de altos calibres, grandes impactos, quedas de locais altos, exposição à temperatura e pressões extremas, e poderosas explosões de energia sem sofrer um arranhão. Enquanto canalizando energia que ela absorveu, a resistência de seu corpo é estendida. Recentemente, ela se provou capaz de sobreviver à luta no vácuo do espaço, precisando apenas de um pouco de oxigênio.

Agilidade sobre humana: A agilidade, equilíbrio e coordenação morota de Carol são aumentadas a níveis que estão além do limite físico natural de um atleta humano.

Reflexos sobre humanos: Seus reflexos são aumentados de uma maneira similar e são superiores à atletas humanos.

Vôo: Carol é capaz de se lançar através do ar e do vácuo do espaço à uma velocidade tremenda. Apesar de sua velocidade máxima ser desconhecida, ela foi mostrada voando três vezes mais rápido que a velocidade do som por muitas horas, então é provável que ela possa ir muito mais rápido.

Antecipação/Consciência Cósmica/Consciência Hiper-cósmica: Parte dos seus poderes originais como Miss Marvel, Carol era capaz de antecipar os movimentos de seus oponentes, apesar do seu poder não ser exatamente confiável, ele era ativado de forma aleatória. Depois de Vampira roubar seus poderes, ela foi subsequentemente transformada em Binária. Depois desses poderes acabarem, parece que o Sétimo Sentido de Carol retornou. T’Challa criou uma teoria de que quando o Psico-Magnetron Kree deu poderes à Carol, ela herdou alguns dos poderes do Capitão Mar-Vell durante sua exposição. No sentido de que suas viagens através do Exoespaço pode ter reforçado seus poderes nesse aspecto, garantindo a ela a habilidade de ver a grade que prende a realidade do Universo Marvel.

Imunidade: Carol possui uma amálgama de fisiologia Humana/Kree que a garante um nível de imunidade à toxinas e venenos.

Explosões de Fótons: Carol pode lançar poderosas explosões de fótos e luzes estelares de suas mãos e dedos.

Absorção de Energia: Seu corpo é capaz de absorver vários tipos de energia para o propósito de melhorar seus próprios atributos físicos. Ela pode aumentar sua força e projetar energia similar a de uma explosão nuclear. Com poder suficiente, ela pode tomar novamente a forma de Binária temporariamente.

  • Fator regenerativo: A energia absorvida aumenta a potência de seu metabolismo, permitindo que ela rapidamente se regenere de ferimentos mortais.
  • Pequeno controle molecular: Ela pode absorver energia para transformar seu traje.

Agora você poderá assistir ao filme da Capitã Marvel conhecendo tudo sobre a personagem. Compartilhe esse artigo com seus amigos, deixe-nos seu comentário e lembre-se de nos acompanhar nas principais redes sociais:

Facebook – Twitter – Instagram – Pinterest

Comentários