Início QUADRINHOS Artigo Mandarim: Conheça o vilão possuidor dos Dez Anéis

Mandarim: Conheça o vilão possuidor dos Dez Anéis

Mandarim: Conheça o vilão possuidor dos Dez Anéis

O Mandarim é um personagem da Marvel Comics e foi criado pelo famoso escritor Stan Lee e pelo artista Don Heck; sua primeira aparição foi na HQ Tales of Suspense #50 de fevereiro de 1964.

ORIGEM

Mandarim era filho de um rico homem chinês descendente de Gengis Khan, já a sua mãe era uma mulher nobre inglesa e nasceu no interior da China. Seus pais morreram logo assim que ele havia nascido e o mesmo foi criado por uma tia muito amargurada, o que influenciou na sua personalidade.

Ele tinha uma vida cheia de riquezas e vivia como um aristocrata, até perder suas posses e castelos durante a Revolução Cultural, por causa disso, o mesmo foi expulso de sua própria casa e se tornou uma pessoa vingativa que tinha planos de dominar o mundo.

Saindo de sua casa, Mandarim acabou encontrando destroços de uma nave alienígena no Vale dos Espíritos que guardava 10 cilindros e cada um continha um objeto muito parecido com anéis.

PODERES E HABILIDADES

Desde cedo, Mandarim mostrava certa habilidade física, era um excelente atleta e lutador das mais variadas artes marciais. Através da prática repetida, extrema resistência em muitas partes de seu corpo, especialmente as mãos, que são cobertas de grossos calos.

Ele pode até mesmo dividir uma viga-magnética de liga reforçada como fez na armadura do Homem de Ferro com golpes repetidos. Tão grande é a habilidade de artes marciais do Mandarim, que ele pode sobreviver até mesmo por anos sem comida e água, aparentemente; mantendo-se puramente através de seu domínio do chi.

As principais armas pessoais do vilão são os dez anéis que ele usa nos dedos de ambas as mãos. As operações dos anéis não podem ser explicadas pela ciência contemporânea da Terra, mas sabe-se que eles serviram como fontes de energia quase ilimitada para os motores de nave estelar Makluan de Axonn-Karr.

Ele passou um bom tempo estudando os anéis e aprendeu a usá-los de modo que respondessem a comandos mentais; Mandarim também é capaz de falar várias línguas e possui um intelecto avançado.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Conheça os dez anéis do Mandarim

EQUIPES

Em uma tentativa de despertar o poder completo dos 10 anéis, o Mandarim se aliou ao lorde Wong-Chu e decidiu atacar as armas produzidas pelas Indústrias Stark. Isso chamou a atenção do Tony Stark que foi até a China e o capturou.

Além de enfrentar o Homem de Ferro várias e várias vezes, o Mandarim já combateu o Hulk ao lado do Homem-Areia. Fez parte também dos Mestres do Terror, inimigos dos Vingadores. Chegou até a enfrentar os X-Men.

CURIOSIDADES

Utilizando sua mente incrível, Mandarim foi capaz de criar um dragão mecânico chamado Dragão do Paraíso, esse dragão é capaz de voar e está equipado com armas, mísseis, armadilhas e uma armadura que se reconstrói por conta própria. Mais tarde, ele acabou sendo destruído pelo Homem de Ferro.

O personagem também criou uma estação espacial que disparava raios que faziam uma pessoa odiar outra, como forma de dar início a um conflito global.

Após ser dado como morto em um confronto com o Homem de Ferro, seu legado é assumido pelo seu filho Temugin.

OUTRAS MÍDIAS

Trevor Slattery (Ben Kingsley) e Wenwu (Tony Leung).

O Mandarim já foi um grande vilão do Homem de Ferro no desenho animado The Marvel Super Heroes e foi dublado por Henry Ramer. Também apareceu na série animada Homem de Ferro nas duas temporadas.

Mandarim foi mencionado nos filmes do Homem de Ferro 1 e 2, mas só apareceu mesmo no Homem de Ferro 3 (2013) e foi interpretado pelo ator Ben Kingsley, mais tarde foi explicado que aquele era apenas um ator conhecido como Trevor Slattery e não o verdadeiro Mandarim.

O filme Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis está chegando e Ben Kingsley estava presente no tapete vermelho de estreia do filme e rumores indicam que ele vai voltar. Nesse filme também foi confirmada a verdadeira versão do vilão conhecido no filme como Wenwu, dessa vez interpretado pelo ator Tony Leung.

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Greak: Memories of Azur (2021, Team17)
Próximo artigoCRÍTICA – Vidrados (2ª temporada, 2021, Netflix)
Oi, meu nome é Matheus e amo muito tudo que envolve heróis, poderes e afins. Sou extrovertido e dedicado em tudo que me interessa.