Início SÉRIE Crítica CRÍTICA – Lucifer (5ª temporada – Parte 2, 2021, Netflix)

CRÍTICA – Lucifer (5ª temporada – Parte 2, 2021, Netflix)

Lucifer

A 2ª parte da 5ª temporada de Lucifer estreia hoje, 28/05. Mas a Netflix nos deu a chance de assistir o desenrolar da temporada que trouxe para a Terra ninguém mais, ninguém menos que Deus ao fim de sua 1ª Parte. Confira nossa crítica sem spoilers!

Confira aqui a crítica da 1ª Parte da 5ª temporada de Lucifer!

ENREDO

Assim como durante a série, Lucifer engendrou em sua trama, acontecimentos que se desenrolavam junto da trama do Rei do Inferno de forma independente.

Na 2ª parte da 5ª temporada, não foi diferente. Com a chegada de Deus (Dennis Haysbert) ao fim da primeira parte da temporada, muito da dinâmica da série está para mudar.

ANÁLISE

Lucifer

A 2ª parte da 5ª temporada de Lucifer é onde vemos o melhor e o pior de seus personagens. Com a vida de Lucifer (Tom Ellis), Amenadiel (D. B. Woodside) e Miguel (Tom Ellis) mudadas para sempre com a chegada de seu pai, a trama toma um caminho completamente diferente do esperado. Se pegarmos como base todo o desenrolar da trama nas temporadas anteriores, a temporada aprofundar ainda mais os motivos e a vida de personagens que vêm sendo desenvolvidos há 5 anos.

O cuidado do showrunner Joe Henderson em abordar questões sensíveis, e até mesmo existencialistas, é muito interessante. Ao colocar imortais lidando com a finitude de uma vida e com o pós-vida, vemos personagens como Mazikeen se destacarem, se distanciando da persona violenta de temporadas passadas.

Questões contemplativas são o ponto forte desta segunda parte. Nela observamos diferentes facetas de antigos personagens, ao passo que, em determinados momentos, notamos os fios que controlam certos personagens de maneira elusiva pela trama.

Lucifer

Tom Ellis tem um destaque enorme nessa parte da temporada, e assim como na primeira parte, ele dá vida a dois personagens: Lucifer e Miguel, os irmãos que há séculos travam uma batalha na série – assim como na mitologia cristã.

A segunda parte da 5ª temporada conta com episódios que vão desde 50 minutos até 1 hora de duração. Ainda que seja arrastada e traga no cerne dos episódios um grande trabalho investigativo por parte do núcleo policial, a temporada tira proveito da longa duração dos episódios para dar espaço de desenvolvimento à trama e aos personagens.

VEREDITO

Há algumas temporadas, um rumor sobre um episódio musical foi trazido à tona. Desde então, muitos dos fãs ficaram vidrados esperando por ele. E de uma coisa você pode ter certeza: A espera vale a pena.

O incrível esforço do fandom para reviver a série após seu cancelamento pela FOX mostra que ainda havia muita história a contar. A Netflix dá aos produtores executivos e showrunners a liberdade criativa necessária para contar uma história que o Diabo precisa ter.

Apesar de haver um grande esforço durante todo o desenrolar da história, a falta de uma força motriz para mover a trama ainda pode ser sentida.

Tendo se desenrolado quase que inteiramente nos últimos episódios dessa temporada, a série mostra que ainda tem um futuro promissor para a vindoura 6ª temporada que já foi finalizada.

Nossa nota

3,0 / 5,0

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.