CRÍTICA – Ms. Marvel (1ª temporada, 2022, Disney+)

    Ms. Marvel chegou no streaming da Disney como um respiro em relação às suas séries mais sérias. A série que apresenta Iman Vellani no papel da incrível Kamala Khan, nos apresenta uma personagem regular em uma história irregular com altos e baixos que precisam ser levados em conta.

    Em sua primeira história no Universo Cinematográfico Marvel, a série do Disney+ apresenta a Ms. Marvel em uma história muito conveniente, na qual muitos de seus elementos são ignorados apenas para seguir em frente.

    ESTE TEXTO POSSUI SPOILERS DE ENREDO DE MS. MARVEL

    SINOPSE

    Ms. Marvel apresenta Kamala Khan, uma americana paquistanesa de 16 anos de Jersey City. Aspirante a artista, ávida gamer e uma voraz escritora, ela é uma grande fã dos Vingadores – Capitã Marvel em particular. Mas Kamala sempre lutou para encontrar seu lugar no mundo.

    ANÁLISE

    Ms. Marvel

    Com uma história potente sobre pertencimento, a série tem início ao nos apresentar Kamala Khan e sua família. Como uma aficcionada em super-heróis, Kamala descobre ter poderes a partir de uma herança familiar.

    Abordando assuntos como pertencimento, a série nos leva por uma viagem histórica não apenas de Kamala, mas também do Universo Marvel e da Partição da Índia. Com um ponto em comum entre todas as séries da Marvel – que são viagens ao passado -, a única diferenciação de Ms. Marvel em relação às outras séries, é a sua irregularidade.

    Ainda que Iman Vellani seja muito carismática, a série não se sustenta apenas nisso.

    Ms. Marvel

    Com episódios que variam entre sequências maçantes e histórias cansativas, Ms. Marvel parece saber onde quer chegar, mas aos trancos e barrancos narrativos a série parece fazê-lo de maneira livre, sem levar tanto em conta seus personagens.

    Apesar de sua história ser profunda, a série que se sustenta em seus dois primeiros episódios parece encontrar seu caminho apenas em seu episódio final. Ao se recordar que uma história de herói principalmente da Marvel precisa de fato abraçar sua história e ser divertida, Ms. Marvel conclui sua história de maneira satisfatória, preparando a personagem para um futuro brilhante ao lado de Carol Danvers e Monica Rambeau no filme The Marvels.

    VEREDITO

    Com um final divertido a série parece se embrenhar no que foi apresentado de melhor desde seu primeiro episódio, o visual e o dinamismo de uma série produzida para a geração Z, mas não apenas isso. Após os eventos de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura que nos apresentou o Professor Xavier, Ms. Marvel dá os primeiros sinais de que os mutantes estão prontos para chegar ao Universo Cinematográfico Marvel, e Kamala talvez seja a primeira mutante.

    Ms. Marvel está disponível no Disney+.

    Nossa nota

    3,0 / 5,0

    Confira o trailer da série:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – Eu Nunca… (3ª temporada, 2022, Netflix)

    A terceira temporada da série adolescente Eu Nunca... chegou na Netflix. A série é uma criação de Mindy Kaling e Lang Fisher. No elenco...

    Desastre Total: Woodstock 99 | Tudo sobre o documentário da Netflix

    Woodstock de 1969 é sinônimo de Paz e Amor, mas a edição de 99 conseguiu destruir a reputação do maior festival da música.

    CRÍTICA – Sandman (1ª temporada, 2022, Netflix)

    Confira a crítica da nova série da Netflix, Sandman, que é a maior criação da lenda Neil Gaiman e que conta com Tom Sturridge como Morpheus.

    CRÍTICA – Manifest (2ª temporada, 2020, NBC)

    A segunda temporada de Manifest aprofunda ainda mais a história sem resolver arcos do passado. Mas isso é bom, ou ruim?