Início SÉRIE Crítica CRÍTICA – My Name (1ª temporada, 2021, Netflix)

CRÍTICA – My Name (1ª temporada, 2021, Netflix)

CRÍTICA - My Name (1ª temporada, 2021, Netflix)

Não é de hoje que a Netflix vem investindo em produções sul-coreanas; e depois de Alice in Borderland e o fenômeno Round 6, estreou nesta última sexta-feira (15): My Name.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Round 6: Curiosidades sobre a série da Netflix

Em tempo, não confunda com o anime Your Name, de Makoto Shinkai.

SINOPSE

Yoon Jiwoo (Han So-Hee), uma jovem que, após presenciar o assassinato do pai, busca vingança a todo custo contra o responsável pela sua morte.

Ela então deposita sua confiança em um chefão do crime organizado da Córeia do Sul, Choi Moojin (Park Hee-Soon), que lhe promete justiça. Sob seu comando, Jiwoo assume uma nova identidade e entra para polícia coreana na intenção de se tornar informante para ele.

ANÁLISE

Com episódios bem cadenciados e trama instigante, temos uma possível candidata a queridinha da gigante do streaming. A protagonista vivida por Han So-Hee é um presente para os fãs de ação.

So-Hee nos presenteia com sua atuação ao acompanharmos a jornada de Jiwoo, que passa de uma menina órfã, até uma agente dupla e em seguida uma assassina vingativa no melhor estilo John Wick, porém mais verossímil.

O elenco de apoio principal, também merecem seus louros da vitória, desde Ahn Bo-hyun com seu policial do Departamento de Narcóticos Jeon Pildo e seu chefe, Cha Gi Ho, vivido por Kim Sang-Ho, até Park Hee-Soon como o chefe da organização criminosa.

Todo o elenco é muito versátil e naturalmente talentosos e a direção e roteiro bem trabalhamos por vezes nos faz acreditar ou duvidar de quem é o vilão ou o mocinho.

O aspecto visual, trabalho de câmera, cores e coreografia de luta são bem executadas.

VEREDITO

Com um roteiro bem amarrado, My Name pode muito bem não ter uma segunda temporada, mas caso caia nas graças do público pode ser facilmente renovada e então ficará a dúvida cruel: melhor ver o elenco em outras produções ou revê-los em uma nova temporada e ter o risco de estragar algo muito bom?

Nossa nota

5,0 / 5,0

A primeira temporada já está disponível no catálogo da Netflix.

Assista ao trailer legendado:

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorCRÍTICA – The Trip (2021, Tommy Wirkoia)
Próximo artigoPRIMEIRAS IMPRESSÕES – Young Justice (4ª temporada, 2021, HBO Max)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.