CRÍTICA – Panic (1ª temporada, 2021, Amazon Prime Video)

    Panic é a mais nova produção da Amazon Prime Video inspirada no livro homônimo de Lauren Oliver, a autora também é produtora executiva da série. No elenco estão Olivia Welch, Mike Faist, Jessica Sula, Camron Jones e Ray Nicholson.

    SINOPSE

    Em uma pequena cidade do estado do Texas, nos Estados Unidos, todo verão os estudantes do último ano do Ensino Médio participam de uma série de desafios e o vencedor ganha um prêmio. Mas esse ano as regras mudaram: a quantidade de dinheiro do prêmio é maior e o jogo se tornou ainda mais perigoso.

    Os jogadores irão enfrentar cara a cara seus maiores e mais sombrios medos. Logo, serão forçados a decidir até que ponto estão dispostos a correr riscos para ganhar.

    ANÁLISE DE PANIC

    Tanto o cinema, como a televisão estão cheios de histórias de adolescentes que arriscam a vida em desafios na busca de algo maior. Basta lembrar da franquia Jogos Vorazes, ou até mesmo do longa Nerve: Um Jogo Sem Regras (2016), ambos à sua maneira utilizam de ótima maneira a combinação “jovens e jogos perigosos”.

    Logo, a pergunta que fica é: como a nova série do Prime Vídeo poderia se diferenciar em meio a tantas produções da mesma premissa?

    A resposta não é fácil, porém, é imprescindível que Panic tenha mais a oferecer do que aparenta. Isso porque a série não utiliza apenas a fórmula de abordar conflitos adolescentes em uma cidade do Interior cercada de mistérios e adultos tolos.

    Pânico (Panic) é um seriado original da Amazon Prime Video do gênero Drama voltado especialmente ao público de Jovens Adultos

    O que realmente está em jogo em Panic são os relacionamentos que cada personagem construiu ao longo da vida, seja com amigos, pais e até mesmo com a cidade, chamada Carp. O interessante em séries que se passam em cidades pequenas é que a cidade sempre passa a ser uma personagem importante da trama, querendo o criador ou não.

    Dessa forma, é por ser considerado um fim de mundo que todos os adolescentes de Carp anseiam por ir embora do local. Sem oportunidades e cercado por uma mesmice, o jogo Panic é a única saída para muitos, inclusive para a protagonista Heather Nill (Olivia Welch).

    Após conflitos com a sua mãe e perdendo seu dinheiro para faculdade, Heather decide participar dos desafios. O objetivo da jovem é vencer seus medos para proporcionar uma vida melhor para ela e sua irmã mais nova.

    Para completar o quadro de coprotagonistas, somam-se a Heather sua melhor amiga, a audaciosa Natalie Williams (Jessica Sula), que deseja ganhar o jogo para tentar ser atriz em Los Angeles. Por sua vez, o misterioso Dodge Mason (Mike Faist) é um garoto novo na cidade que deseja vingança através do Panic.

    Ainda temos o caipira Ray Hall (Ray Nicholson) que também quer embolsar o dinheiro e Bishop Mason (Camron Jones), melhor amigo de Heather que não participa do jogo, mas esconde alguns segredos.

    Pânico (Panic) é um seriado original da Amazon Prime Video do gênero Drama voltado especialmente ao público de Jovens Adultos

    O elenco de adolescentes em Panic é o ponto central da trama. Nos primeiros episódios os personagens são apresentados através de seus comportamentos nos desafios. Logo, passamos a conhecer melhor cada um e suas motivações.

    No entanto, à medida que a produção avança, cada vez mais o jogo passa a ser um pano de fundo para contar uma história de mistério.

    Os adultos dessa trama têm pouca participação, ainda que sejam cruciais para alguns pontos da história. É através de relações entre pais e filhos que se entende um pouco mais sobre por que os jovens desejam tanto sair da cidade. Como são negligenciados e cercados por pais ruins, é como se o jogo Panic fosse a única saída.

    Consequentemente, Panic constrói de maneira satisfatória sua teia de enigmas. Cada episódio aumenta ainda mais a tensão e mostra que a criadora, Lauren Oliver, fez um ótimo trabalho.

    Além disso, a série encaminha muito bem seus personagens, são poucos os que parecem sobrar na trama. De modo que, ao acompanhar Heather e as aprovações que a jovem precisa passar, o espectador consegue sentir o peso de suas ações.

    Por isso, Panic é realmente uma série digna de maratona.

    Seus erros básicos de narrativa, com a extrema exposição para detalhes que por si o espectador já entenderia, não atrapalham por completo a experiência com a série. Mas, são de certa forma irritantes e desnecessários. Contudo, a revelação do mistério final é até agradável, visto que a série tenta apontar para outros lados, na tentativa de pegar o espectador de surpresa.

    Sendo assim, Panic se configura como uma série teen que aborda algumas duras questões, como o abandono parental, suicídio, maturidade precoce, classes sociais, etc. Sem ser demasiado aprofundado ou clichê, apenas, na medida certa. Algo que combina perfeitamente com mistérios, aventura e um bom drama.

    VEREDITO

    Panic é uma produção Amazon Prime Video que chegou sem grande alarde no streaming. Porém, consegue se manter ao longo dos seus dez episódios com mistérios envolventes, personagens interessantes e alguns desafios perigosos. O final mostra que nem tudo está resolvido. Se a série obter sucesso, uma segunda temporada é possível pela Amazon Studios.

    Nossa nota

    3,5 / 5,0

    Assista ao trailer:

    Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

    Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

    Artigos relacionados

    Obi-Wan Kenobi: Tudo sobre a nova série de Star Wars do Disney+

    Obi-Wan Kenobi estreia com 2 episódios no Disney+ no dia 27 de maio. Confira nesse artigo tudo o que você precisa saber sobre a série.

    CRÍTICA – Reação Nuclear (Minissérie, 2022, Netflix)

    Reação Nuclear é uma minissérie documental da Netflix que relata o maior acidente nuclear nos Estados Unidos, em 1979.

    CRÍTICA – Nossa Bandeira é a Morte (1ª temporada, 2022, HBO Max)

    Nossa Bandeira é a Morte é uma série de comédia e aventura da HBO Max estrelada por Taika Waititi, Rhys Darby e muitos outros. 

    CRÍTICA – Clark (Minissérie, 2022, Netflix)

    Clark reconta as verdades e mentiras presentes na autobiografia de Clark Olofsson, um sueco que ficou famoso por seus assaltos a bancos.