Início SÉRIE Artigo Inspiration4: Viagem Estelar | Conheça a ambiciosa minissérie da Netflix

Inspiration4: Viagem Estelar | Conheça a ambiciosa minissérie da Netflix

Inspiration4: Viagem Estelar acompanha

2021 está sendo o ano de civis bilionários viajarem para o espaço. Neste ano o mundo já acompanhou as aventuras de Jeff Bezos (Amazon) e Richard Branson (Virgin Group) na órbita terrestre.

Agora, um novo passo importante da corrida espacial será dado em 15 de setembro, e Inspiration4: Viagem Estelar, ambiciosa produção original da Netflix, está nos permitindo acompanhar “quase em tempo real”.

Chamo a produção de ambiciosa porque ela está sendo feita enquanto eu escrevo esse texto, embora já tenha estreado em 6 de setembro. Curioso, né?

A produção é desenvolvida pela TIME Studios em parceria com a Known, e publicada exclusivamente pela Netflix. Os dois primeiros episódios já estão disponíveis, outros dois serão lançados em 13 de setembro, e o capítulo final em 30 de setembro.

Sabe o que acontece entre 13 e 30 de setembro? A viagem especial da SpaceX que está sendo documentada “quase em tempo real”.

O QUE É A INSPIRATION4?

A Inspiration4 que dá nome ao documentário é uma missão espacial da SpaceX, empresa de Elon Musk, que será comandada pelo bilionário CEO da Shift4 Payments, Jared Isaacman. Essa será a primeira viagem espacial com tripulação somente composta por civis.

Além de ser a primeira all-civilian mission to orbit, há mais motivos que distinguem a Inspiration4 de qualquer outra missão já realizada.

Isaacman está financiando a viagem para os outros três civis e, por esse motivo, ocupa o cargo de Liderança. A escolha dele e da SpaceX foi criteriosa e abrangente. Além disso, há um caráter humanitário, até mesmo como uma resposta a críticas recorrentes quando o assunto é desbravar o universo.

A causa humanitária é receber doações para o St. Jude Children’s Research Hospital, um centro de saúde referência nos Estados Unidos em pesquisas e tratamento de câncer. O St. Jude Children’s Research Hospital está diretamente ligado com a escolha da primeira civil que irá compor a Inspiration4.

Inspiration4: Viagem Estelar acompanha "quase em tempo real" o grande passo da humanidade na corrida espacial que acontecerá em 15 de setembro
Jared, Dra. Sian, Hayley e Chris | Créditos: Inspiration4 / John Kraus

Seu nome é Hayley Arceneaux, uma mulher que sobreviveu a um câncer nos ossos quando era criança. Ela foi tratada no hospital, e hoje é enfermeira no local, ajudando a tratar pacientes com leucemia e linfoma.

Com 29 anos atualmente, Hayley será a pessoa mais jovem que venceu o câncer a viajar para o espaço, e a faz merecer o cargo que representa Esperança.

O terceiro tripulante foi escolhido por sorteio após a campanha ser publicamente divulgada no Super Bowl 2021. A condição para participar era doar qualquer quantia para o St. Jude Children’s Research Hospital.

O sorteado foi Chris Sembroski, um homem que desde a infância nutre grande curiosidade sobre o universo. As formações acadêmica e experiências militares de Sembroski também têm tudo a ver com engenharia espacial, inclusive atuando para que a corrida espacial fosse aberta para o setor privado, possibilitando a existência de empresas como a SpaceX.

Por ter doado ao hospital, Chris Sembroski ocupa o cargo que representa Generosidade.

Ocupando o cargo da Prosperidade está a Dra. Sian Proctor, outra entusiasta do universo desde a infância. Nascida no Guam, ela é filha de um profissional que dedicou a carreira a assuntos espaciais, tendo trabalhado nas missões Apollo, inclusive. Em 15 de setembro, Dra. Proctor fará história também por ser a quarta mulher negra a viajar para o espaço.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES DE INSPIRATION4: VIAGEM ESTELAR

Os dois primeiros episódios da minissérie possuem 45 minutos de duração cada e apresentam a missão, os tripulantes, os riscos envolvidos e as preocupações dos familiares dos civis.

Dirigido por Jason Hehir (Arremesso Final), Inspiration4: Viagem Estelar começa com grandes méritos por ser objetiva, condensando tantas histórias importantes sem ser prepotente.

Não se trata de um documentário para dourar a pílula. A produção não é focada exclusivamente na SpaceX e nas benfeitorias do bilionário Isaacman. É lógico que poderá ter um efeito positivo na imagem de ambos, mas isso é consequência, e não o foco.

É até surpreendente que a iniciativa financiada por Isaacman tenha um documentário produzido por veículos muito importantes, mas distribua o foco entre os tripulantes e outras fontes relevantes de maneira justa nesses dois primeiros capítulos.

Créditos: Inspiration4 / John Kraus

As histórias de cada tripulante são muito bem contadas. Tanto os relatos dos civis, como os depoimentos de seus familiares são reais e emocionantes. A produção não esconde que existem riscos envolvidos, que a SpaceX trabalha para minimizá-los, e que os familiares carregam um fardo por conta das possibilidades negativas.

É interessante ver que Elon Musk responde diretamente à pergunta que ronda o assunto viagem espacial: Por que investir dinheiro para viajar a outros planetas se a humanidade possui tantos problemas na Terra?

De fato, é uma pergunta justa. Creio que cabe a cada pessoa julgar se a resposta de Musk é honesta, ética, positiva ou nada disso…

O certo é que a forma como a missão foi montada e os objetivos planejados também falam por si – possivelmente são mais efetivos que a resposta do CEO da SpaceX, inclusive.

Por que Inspiration4: Viagem Estelar é ambiciosa?

Inspiration4: Viagem Estelar é uma minissérie que está sendo documentada desde meados de 2020. Até aí, nenhuma novidade.

O diferencial ambicioso da produção da Netflix é que ela continua sendo filmada e editada até agora. O terceiro episódio da minissérie documental irá contar como foi o treinamento da tripulação, cujas etapas iniciaram em março de 2021.

Pense que enquanto as ações da SpaceX e dos futuros viajantes estão sendo filmadas, entrevistas com familiares e profissionais envolvidos com a missão também acontecem. Além, é claro, de todo o processo de edição.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – Top Secret: OVNIs (1ª temporada, 2021, Netflix)

O grande feito da Netflix e dos produtores, que traz a real importância do “quase em tempo real”, é que o episódio final será divulgado em 30 de setembro, 15 dias após o lançamento rumo à órbita da Terra. A viagem deverá durar três dias e ocorrerá em altura superior à Estação Espacial Internacional (ISS em inglês).

Imagine a correria para produzir, documentar, editar e publicar tudo isso em 15 dias…

A Netflix se diferencia a passos largos de outros serviços por veicular uma produção nesse formato. Assim como a ambiciosa missão espacial, o serviço de streaming pega carona e alça voos igualmente ousados.

Estou muito animado para o grande passo que a humanidade está prestes a dar, bem como para as novas regras do jogo que a Netflix pode estar ditando com o novo modelo. Até aqui com esses dois episódios, minha nota seria 5,0 / 5,0.

Assista ao trailer de Inspiration4: Viagem Estelar

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Sonic Colors: Ultimate (2021, SEGA)
Próximo artigoCRÍTICA – Sex Education (3ª temporada, 2021, Netflix)
Jornalista pós-graduado em Jornalismo Digital, fã de Mr. Robot, Pokémon e com uma menção honrosa a 24 Horas, o seriado que me fez entrar no mundo de séries e filmes.