Início SÉRIE Crítica PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Quem Matou Sara? (2ª temporada, 2021, Netflix)

PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Quem Matou Sara? (2ª temporada, 2021, Netflix)

PRIMEIRAS IMPRESSÕES - Quem Matou Sara? (2ª temporada, 2021, Netflix)

Com uma breve pausa entre a primeira e a segunda temporada, Quem Matou Sara? volta à Netflix provando seu sucesso na plataforma. A nova temporada estreia no dia 19 de maio e nós já temos as impressões dos três primeiros episódios.

A série é uma criação de José Ignacio Valenzuela e no elenco estão Manolo Cardona, Carolina Miranda e Ginés García Millán.

SINOPSE

Depois de muitas revelações chocantes, a lista de possíveis responsáveis ​​pela morte de Sara (Ximena Lamadrid) não diminuiu.

Elroy realmente manipulou o paraquedas da jovem em nome da ciumenta Mariana (Claudia Ramírez)? Ou será que César (Ginés García Millán), marido de Mariana, decidiu se livrar de Sara para impedir que a mesma denunciasse seu bordel clandestino? Em meio a tantas alegações, porém, não se pode descartar a opção de Sara ter acabado com a própria vida.

ANÁLISE

Depois de uma primeira temporada cheia de reviravoltas e revelações que deixaria até Agatha Christie com uma pulga atrás da orelha, Quem Matou Sara? volta para uma segunda temporada com ainda mais mistérios. O que se pode dizer é que estamos bem longe de descobrir quem de fato matou Sara (Ximena Lamadrid).

Pelo menos, nos três primeiros episódios, a série consegue manter seu suspense interessante. São tantos personagens entre passado e futuro que é quase impossível não sentir uma ponta de curiosidade sobre os caminhos da trama. Esse ponto se dá em virtude ao criador da série, José Ignacio Valenzuela, que já trabalhou com novelas mexicanas.

O enredo de suspense é cativante na medida certa e tal como uma novela, consegue prender a atenção do telespectador mesmo que seja extremamente clichê. Por sinal, a segunda temporada de Quem Matou Sara? não foge do convencionalismo. A série aposta em seus personagens excessivamente dramáticos e caricatos para tornar a trama relevante.

Nesse mesmo sentido, a produção é bastante confusa em sua montagem, deixando muitos furos de roteiros escancarados. Talvez faça parte da construção da trama, mas o uso demasiado de flashbacks para contar quem realmente era Sara e sua relação com a família Lazcano é cansativo.

Sem contar que Alex (Manolo Cardona) parece mais uma vez correndo em círculos para achar o culpado da morte de sua irmã. O que se revela um pretexto para manter a atenção do espectador que, já tão saturado da mesmice dos episódios, precisa ainda se atentar a outras narrativas não menos desinteressantes da trama.

Contudo, se é preciso apontar motivos para continuar assistindo Quem Matou Sara? é o fato de ser uma boa série quando o intuito é apenas entretenimento puro, sem se preocupar com erros de roteiro, edição e atuações.

Por outro lado, a fotografia da produção é algo que vale a pena ser ressaltada. Visto que evoca todo aquele sentimento de novela que os brasileiros e mexicanos já estão acostumados. Logo, se o espectador assistiu até aqui, vale a pena conferir até o final para saber quem matou a Sara e acima de tudo, quem realmente era ela.

VEREDITO

Os três primeiros episódios de Quem Matou Sara? conseguem prender a atenção e continuar seu principal mistério. Porém, a série peca em seus clichês do gênero sem ao menos se importar com seus erros.

Nossa nota

2,0 / 5,0

Assista ao trailer:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.