PRIMEIRAS IMPRESSÕES – The Flight Attendant (2ª temporada, 2022, HBO Max)

    A segunda temporada de The Flight Attendant chega na HBO Max com dois episódios já disponíveis, com oito episódios o restante será lançado semanalmente.  A série é baseada no livro de mesmo nome escrito por Chris Bohjalian e adaptação fica por conta do roteirista Steve Yockey.

    Voltam ao elenco Kaley Cuoco que também atua como produtora executiva, Zosia Mamet e Rosie Perez. Já Mae Martin, Cheryl Hines, Margaret Cho e Shohreh Aghdashloo chegam para essa segunda temporada. 

    SINOPSE

    Após os acontecimentos do ano anterior, Cassandra Bowden (Kaley Cuoco) está prestes a completar um ano sóbria e pretende manter sua vida nos eixos. Durante suas viagens, Cassie passa a trabalhar para a CIA como informante. Mas, acaba por se envolver demais em um caso, o que gera duras consequências. 

    ANÁLISE

    Uma segunda temporada nem sempre é fácil e na maioria das vezes não supera sua antecessora. Por isso, é até um pouco desconcertante assistir Cassie mais uma vez em The Flight Attendant, visto que a primeira temporada passou longe de ser um esplendor. Já de início, os primeiros episódios desse segundo revelam que a série irá mais fundo nas tramas mirabolantes e caóticas.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – The Flight Attendant (1ª temporada, 2020, HBO Max)

    Como dito, Cassie está de volta, mas há quase um ano longe de bebidas alcoólicas, a comissária de bordo se dedica ao seu trabalho, amigos e o novo namorado. Mas existe um porém, Cassie agora trabalha para CIA como uma espécie de informante, seguindo pessoas misteriosas pelas ruas de grandes cidades ao redor do mundo. Seu papel é apenas observar, mas para Cassie isso é praticamente impossível. Logo, ela se envolve em uma trama sobre agentes duplos, conspirações globais e para piorar, alguém está se passando por ela. 

    Dessa forma, The Flight Attendant volta ao seu estado original. É uma série sobre mistérios baratos que com uma pitada de ação e drama prende o espectador. O ritmo caótico e o estado emocional de Cassie dão um tom a mais: é uma produção cheia de picos de ansiedade e nervosismo. E isso para alguns espectadores pode significar sinal vermelho, já para outros é uma viagem emocionante. 

    Não à toa, a série também carrega um bom humor. Muito pela atuação de Kaley Cuoco que está mais divertida e enérgica, fazendo caras e bocas sempre que algo inusitado acontece. Da mesma maneira, os primeiros episódios dessa temporada buscam explorar ainda mais a psique de Cassie. Se antes, ela conversava com um cara morto que acabará de conhecer, agora seus monólogos são com antigas versões de si mesma. 

    É um embate interessante que se for levado a sério pela produção pode trazer boas narrativas para a história e um debate sobre saúde mental. Mas, é difícil esperar isso de The Flight Attendant, o roteiro quase não apresenta novidade e apela para um conteúdo que o público já está fadado a assistir, a CIA. Para Cassie isso até pode funcionar, mas é com certeza mais difícil de convencer a audiência. 

    Um ponto positivo é que a produção da HBO Max traz seus melhores personagens da primeira temporada, as amigas de Cassie, Annie (Zosia Mamet) e Rosie (Perez e Megan) são personagens com grandes potenciais que devem ser melhor valorizados nesse segundo ano. Já a produção continua sendo um um mundo à parte, com belos cenários que emulam os filmes de espiões. 

    De certa forma, The Flight Attendant funciona e cumpre com as expectativas, é uma série que constrói uma tensão com consequências imediatas na vida da protagonista. Além disso, o espectador passa a se importar com a personagem, sua sobriedade está em jogo, assim como o confronto com ela mesma em sua cabeça pode levar a mais confusão. Logo, a série orignal da HBO Max está de volta com pouca novidade, mas com altas doses de mistério, humor e drama que de uma forma ou de outra funcionam muito bem. 

    VEREDITO

    A segunda temporada de The Flight Attendant promete mais tramas caóticas e misteriosas. No entanto, pesa que a série poderia ser melhor se houvesse um roteiro mais sério. Para além, Cassie continua sendo uma ótima protagonista para uma história tão exagerada.

    Nossa nota

    3,0 / 5,0

    Assista ao trailer legendado:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Stranger Things: 5 teorias sobre a 1ª parte da 4ª temporada

    A 1ª parte da 4ª temporada de Stranger Things chega com muito mistério. Quais são as teorias que você acredita terem mais chances ser reais?

    Stranger Things: 5 obras que inspiraram a quarta temporada

    Confira nesta lista as cinco principais obras das quais Stranger Things referenciou na nova temporada da série.

    PRIMEIRAS IMPRESSÕES | Stranger Things (4ª temporada, 2022, Netflix)

    Confira nossas primeiras impressões do quarto ano de Stranger Things, série de sucesso original do catálogo da Netflix.

    CRÍTICA – The Kids in the Hall (2022, Prime Video)

    The Kids in the Hall é um revival da série canadense de esquetes que foi ao ar originalmente entre 1988 até 1995.