Início FILMES Crítica #52filmsbywomen 37 – Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014, Ana Lily Amirpour)

#52filmsbywomen 37 – Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014, Ana Lily Amirpour)

86
0
garota sombria caminha pela noite 52 films by women

Garota Sombria Caminha Pela Noite é um longa iraniano de 2014, dirigido por Ana Lily Amirpour. Em uma cidade abandonada chamada Bad City, uma vampira faminta assusta a população. No elenco, Sheila Vand, Arash Marandi, Mozhan Marnò e Marshall Manesh.

O longa de Amirpour possui poucos diálogos, A Garota (Sheila Vand) praticamente não tem falas. Assim, temos pouca ou nenhuma exposição sobre as personagens, quem são, ou sobre o ambiente. Tudo se descobre através das imagens, das composições e dos planos alongados que representam a solidão e o isolamento dos poucos habitantes de Bad City. No aspecto terror, o filme se utiliza de construções clássicas para construir A Garota: vemos a vampira através de tomadas over the shoulder, através de longas cenas em que ela segue ou imita os passos de sua provável presa, e close ups em seu rosto ameaçador e sedutor.

O aspecto sedutor d’A Garota é talvez um dos mais interessantes do filme. Sua personagem envolve desde o início um ar misterioso e convidativo clássico de filmes de vampiro. Porém, sua figura e seu corpo nunca são explorados para tal, uma diferença em relação a muitos desse filmes com personagens femininas. Aqui está muito presente o olhar de Amirpour, uma intenção de desconstruir clichês do gênero utilizando uma história clássica. O contraste entre a trilha sombria com as infusões de música pop iraniana que A Garota e Arash (Arash Marandi) consomem também demonstra o choque entre o tradicional e o novo – o longa também é preto e branco – que nas mãos competentes de Ana Lily funcionam como mágica.

Garota Sombria Caminha Pela Noite é um suspense que empresta do cinema noir, do spaghetti western e incorpora no cinema iraniano com longos planos, e pouca ação clássica. É um filme inventivo, com uma protagonista interessante e complexa que se constrói praticamente sem palavras, com olhares, expressões. Uma ótima pedida para comemorar tardiamente o Halloween nesse fim de semana!

Confira abaixo o trailer legendado:

E aí, o que achou da indicação de hoje? Deixe seu comentário, compartilhe com seus amigos e lembre-se de conferir as indicações anteriores da nossa campanha 52 Films By Women.

Comentários