Início FILMES Crítica CRÍTICA – O Primeiro Homem (2018, Damien Chazelle)

CRÍTICA – O Primeiro Homem (2018, Damien Chazelle)

250
0
o primeiro homem

O Primeiro Homem é o novo projeto do diretor Damien Chazelle; em parceria com o também premiado roteirista Josh Singer (Spotlight e The Post), a produção aborda a história de Neil Armstrong, o primeiro astronauta a pisar na lua.

Baseado no livro homônimo de James R. Hansen – que aqui atua também como roteirista – O Primeiro Homem tem como objetivo nos apresentar a história de vida do engenheiro e os passos dados por ele para chegar até a NASA.

Damien Chazelle é um diretor que não precisa mais de apresentações. Com Whiplash e La La Land, o norte-americano conquistou seu espaço nas grandes premiações ao redor do mundo. O diretor de apenas 33 anos já é considerado um dos nomes mais fortes da atual indústria do entretenimento. 

Com filmes que retratam personagens ambiciosos e com grandes sonhos – assim como o próprio diretor – Chazelle encontra em Neil Armstrong o seu mais novo objeto de estudo e contemplação.

Quem for ao cinema esperando um filme similar a Gravidade, por exemplo, com grandes efeitos especiais e a experiência de “viver” o espaço, pode se decepcionar. O foco da produção está na trajetória de Neil até chegar a sua grande missão, a Apollo 11.

É claro que esse olhar de desconstrução não anula os momentos de tensão e angústia da missão espacial. Chazelle intensifica as filmagens em primeira pessoa, como se estivéssemos, de fato, dentro da cabine de comando.

A habilidade de mesclar momentos como esses com inúmeras filmagens que lembram um documentário – com câmeras “pixeladas” e imagens desfocadas – causa um pouco de estranheza. E isso é bom.

A experiência no IMAX é excelente. Assim como Dunkirk, O Primeiro Homem utiliza efeitos sonoros a seu favor, transformando a experiência em algo sensorial. Não é necessário abusar dos efeitos especiais para que isso aconteça: a simplicidade é o grande trunfo nestas cenas.

Você pode ter um pequeno spoiler aqui:

Trabalhando juntos desde La La Land, a parceria entre Damien Chazelle e Ryan Gosling é retomada em O Primeiro Homem. Ryan foi a grande aposta de Chazelle para dar vida ao herói americano. Mesmo desempenhando o trabalho com maestria, a condução da história – baseada na biografia autorizada de Neil Armstrong – passa a sensação de que falta algo a ser decifrado.

Apesar de conhecermos seu passado, acompanharmos suas mudanças e seu trajeto até o grande feito lunar, não conhecemos seus sentimentos por completo. É como se o herói fosse complexo demais para ser decifrado.

Janet Armstrong, por outro lado, é um livro aberto. Interpretada por Claire Foy, Janet é o grande pilar da família. Assim como Neil, Janet passa por inúmeros percalços e perdas ao longo da trama, porém ainda precisa lidar com o abatimento e indiferença do próprio marido e criar os dois filhos basicamente sozinha.

Morando em um condomínio com outras famílias de astronautas, Janet precisa tirar forças de onde não tem para ajudar as amigas que se tornam viúvas do dia para noite. A existência de um perigo eminente – de Neil jamais voltar – está presente durante todas as cenas em que o casal aparece junto.

A situação provoca grande mudança no relacionamento dos dois e isso é perceptível em tela. O peso da missão lunar interfere não só no cotidiano, mas também na personalidade de ambos.

A pressão política também é abordada durante todo o filme. O pioneirismo da União Soviética na corrida espacial, a destinação de recursos governamentais para a missão em detrimento ao cenário social dos Estados Unidos, as inúmeras falhas nas etapas do projeto Gemini e a morte de vários astronautas: tudo está ali.

É difícil prever se o novo projeto de Chazelle terá tanto destaque na temporada de premiações quanto seus filmes anteriores, mas é bem provável que ganhe indicações no mínimo nas categorias técnicas.

O Primeiro Homem é um filme sobre ambição, sacrifícios e a jornada de desmistificar um dos maiores heróis da história americana. A humanização de um símbolo conhecido e reconhecido por todos.

Avaliação: Bom

Confira o trailer legendado:

O Primeiro Homem chega aos cinemas de todo o Brasil no dia 18 de outubro!

Comentários