Início FILMES Crítica CRÍTICA – The Voyeurs (2021, Michael Mohan)

CRÍTICA – The Voyeurs (2021, Michael Mohan)

CRÍTICA - The Voyeurs (2021, Michael Mohan)

The Voyeurs é o novo filme da Amazon Prime Video dirigido e escrito por Michael Mohan. No elenco estão Sydney Sweeney (Euphoria), Justice Smith (Detetive Pikachu), Ben Hardy (Esquadrão 6) e Natasha Liu Bordizzo (The Society).

SINOPSE

Pippa (Sydney Sweeney) e seu namorado Thomas (Justice Smith) acabam de se mudar para um lindo apartamento com excelente vista para o centro de Montreal e para uma residência do outro lado da rua. O que inicia como uma curiosidade inocente, logo se transforma em uma obsessão total quando eles começam a acompanhar cada vez mais a vida glamorosa e sexy do casal que mora a frente.

ANÁLISE

The Voyeurs não é um filme fácil de assistir, isso porque nos primeiros minutos o longa de Michael Mohan engana o espectador ao parecer que têm um grande potencial. A direção meticulosa com demasiados close-ups em retinas e uma intensa tensão sexual até faz de The Voyeurs um filme interessante, mas o roteiro pedante torna o longa apenas um thriller erótico sem conteúdo.

Por isso, o grande problema de The Voyeurs é achar que consegue ludibriar o espectador de sua trama confusa e fraca com um inúmeras reviravoltas. Ao apresentar um jovem casal que em sua nova casa ficam consumidos pela vida dos vizinhos, com direito a binoculo de espionagem e vigias no escuro, não só é um tema batido dentro dos thriller, como acabamos de ver o mesmo plot com A Mulher na Janela.

Ainda assim, no começo realmente parece que The Voyeurs têm algo a mais a mostrar. Talvez Mohan tenha descoberto um rumo diferente dos thrillers eróticos dos anos 90, nos quais certamente se inspirou para seu longa. Contudo, não é o caso, nem as insinuações a Janela Indiscreta de Hitchcock tornam o filme palpável. Isso é, não há nada pior do que um filme que se acha mais inteligente do que de fato é.

CRÍTICA - The Voyeurs (2021, Michael Mohan)

Sendo assim, o longa de quase duas horas tenta construir um certo suspense e drama com os personagens. Pippa (Sydney Sweeney) e seu namorado Thomas (Justice Smith) estão começando uma vida juntos, porém ela se sente entediada com ele. Por isso, quando Pippa fica obcecada pelo lindo e sexy casal vizinho, Sebastian (Ben Hardy) e Julia (Natasha Liu Bordizzo) e começa a interagir com eles de maneira totalmente suspeita, The Voyeurs perde o time de seu plot.

Nesse sentido, ao segurar o máximo sua reviravolta o filme não apenas se torna desinteressante à medida que o tempo passa, como também revela como seu clímax é fraco.  Ainda assim, existe um esforço nas atuações do quarteto de personagens. Sydney Sweeney e Justice Smith constroem uma certa dinâmica que funciona, assim como, Ben Hardy e Natasha Liu Bordizzo são sedutores em seus papéis.

CRÍTICA - The Voyeurs (2021, Michael Mohan)

Porém, para o desapontamento do público, o diretor Mohan torna tudo tão óbvio e caótico que nos últimos momentos The Voyeurs perde total o seu real sentido. Logo, o filme fica no meio de várias maneiras, nunca assumindo ser um terror ou um suspense e nem tendo coragem o suficiente para ser excitante.

VEREDITO

The Voyeurs desperdiça um bom elenco e a oportunidade de ser ousado. Logo, o filme mostra mais uma história confusa sobre stalkers que foge total da realidade. Ainda assim, se as expectativas forem baixas, é possível tirar um certo prazer com o longa.

Nossa nota

2,5 / 5,0

Assista o trailer:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Maligno (2021, James Wan)
Próximo artigoGod of War: Ragnarok | Todos os novos personagens do trailer e suas contrapartes mitológicas
Jornalista em formação e apaixonada pela sétima arte. Representatividade e movimentos sociais através do cinema é fundamental. Apreciadora de livros, animes e joguinhos de ps4 nas horas vagas. The final girl.