Início FILMES Han Solo: Uma História Star Wars | Roteirista culpa a Disney pelo...

Han Solo: Uma História Star Wars | Roteirista culpa a Disney pelo fracasso do filme

101
0
Han Solo: Uma História Star Wars | Roteirista culpa a Disney pelo fracasso do filme

O co-roteirista de Han Solo: Uma História Star Wars, Lawrence Kasdan, culpa a Disney pelo fracasso do filme nas bilheterias. Lançado em 2018, o segundo filme antológico de Star Wars se tornou a primeira bomba comercial da franquia, arrecadando apenas 392,9 milhões de dólares em todo o mundo.

O desempenho de Han Solo foi um desastre maior pelo fato de o orçamento de produção ter sido ridiculamente inflado devido às extensas refilmagens que ocorreram quando Ron Howard substituiu Phil Lord e Chris Miller como diretores.

Com o filme chegando nem perto das expectativas, a Lucasfilm encerrou a linha Star Wars Story, supostamente redirecionando o spin-off de Obi-Wan como uma série da Disney+.

Juntamente com a intensa reação de Star Wars: Os Últimos Jedi apenas alguns meses antes, a exibição Han Solo foi vista por alguns como prova de que o público estava cansado de Star Wars.



Apesar de tudo, o spin-off tem uma boa base de fãs. O culpado mais provável pelas bilheterias de Han Solo: Uma História Star Wars é o mau gerenciamento do estúdio, que incluiu uma fraca campanha de marketing. Kasdan parece concordar com essa avaliação.

Enquanto esteve no Austin Film Festival, Lawrence Kasdan comentou para o Syfy sobre sua história trabalhando na franquia Star Wars. Depois de ser contratado para roteirizar O Despertar da Força com J.J. Abrams, o lendário roteirista aceitou trabalhar em Han Solo com seu filho Jonathan, pois o personagem era o seu favorito. O roteirista deu a seguinte declaração:

“O estúdio estragou tudo. Mas isso não é incomum.”

Após as duas últimas experiências com a LucasFilm e Disney, Kasdan admitiu não ter nenhuma vontade em regressar ao universo da franquia criada por George Lucas. De acordo com o roteirista, a Lucasfilm esperava que ele continuasse envolvido na saga, tanto que enviaram um mensageiro à sua casa para tentar entregar um roteiro em mãos.

“Eu nunca vi esse pobre mensageiro que eles enviaram. Eu disse: ‘Não posso’. Eu não queria sentar e ler o filme de outra pessoa sobre Star Wars. Não estou mais interessado [em Star Wars].

Não pense nem por um segundo que eu não sei o quão sortudo sou por poder receber um roteiro em minha porta e dizer: ‘Não, não vou aceitar’. Você tem que estar em uma situação muito privilegiada para fazer isso, e eu não desvalorizo [essas oportunidades].”

Um dos problemas de Han Solo: Uma História Star Wars foi a data de lançamento. A Disney manteve a data de lançamento prevista para Maio de 2018, em vez de aprovar o pedido da Lucasfilm de adiá-la para Dezembro. O estúdio também se recusou a dar a Han Solo “tratamento preferencial” em promoção, para não interferir na publicidade de Vingadores: Guerra Infinita. Essa foi uma tempestade perfeita de circunstâncias que condenaram a produção.

Em vez de ser o grande atrativo da temporada de festas, estreou na sombra das bilheterias de Guerra Infinita e Deadpool 2, provando que até algo uma franquia com uma legião de fãs como Star Wars é vulnerável à forte concorrência.

Comentários