Início FILMES Artigo O Homem Invisível: Conheça as principais adaptações do personagem

O Homem Invisível: Conheça as principais adaptações do personagem

O Homem Invisível: Conheça as principais adaptações do personagem

O Homem Invisível (The Invisible Man, título original) é uma novela de ficção científica de H. G. Wells publicada originalmente em capítulos na revista semanal Pearson em 1897 e lançada como um romance no mesmo ano. O homem invisível do título é Griffin, um cientista que dedicou-se à pesquisa em sistemas óticos e inventa uma maneira de mudar o índice de refração de um corpo para que ele não absorva nem reflita a luz e, assim, torna-se invisível. Ele realiza com sucesso este procedimento em si mesmo, mas falha em sua tentativa de reverter isso.

O AUTOR

Herbert George Wells (1866-1946), conhecido como H. G. Wells, faleceu aos 79 anos. Em vida, Wells teve uma juventude difícil e sem sucesso, quando adulto tornou-se professor, onde ganhou uma bolsa na Escola Normal de Ciências em Londres, para estudar biologia.

Seus primeiros romances, descritos, ao tempo, como “romance científico”, inventou uma série de temas que foram mais tarde aprofundados por outros escritores de ficção científica, e que entraram na cultura popular em trabalhos como A Máquina do Tempo (1895), O Homem Invisível (1897) e A Guerra dos Mundos (1898). Além de analisar a dicotomia entre a natureza e os homens; e questiona a humanidade no livro A Ilha do Dr. Moreau (1896).



ADAPTAÇÕES

1933

Dirigido por James Whale e com roteiro de R.S. Sherriff, a primeira adaptação cinematográfica trouxe o ator britânico Claude Rains para seu primeiro papel em Hollywood como o cientista que perde a sanidade depois de encontrar a fórmula da invisibilidade.

Como o rosto do personagem Jack Griffin está sempre coberto de bandagens, apenas a voz de Claude Rains pode ser ouvida, com a revelação de seu rosto apenas nos momentos finais do longa.

1940

Não é de hoje que os estúdios de Hollywood tentam transformar seus sucessos em franquias e “espremer” até o último cifrão, e aqui não é diferente. Em 84, dirigido por Joe May, tivemos A Volta do Homem Invisível (The Invisible Man Returns). Nesta continuação temos o dono de uma mineradora de carvão preso por um crime de fratricídio e que decide tomar uma droga para torná-lo invisível, apesar de seu efeito colateral: loucura gradual.

O elenco conta com Cedric Hardwicke, Vincent Price, Nan Grey e John Sutton como Dr. Frank Griffin.

1942

Em A Mulher InvisívelUniversal Pictures muda o rumo da franquia ao se distanciar da obra criada por H. G. Wells, nos apresentar a primeira comédia da franquia estrelada por Virginia Bruce como Kitty Carroll/Mulher InvisívelJohn BarrymmoreJohn HowardCharles Ruggles e outros.



1942

Dirigido por Edwin L. Marin, o neto do Homem Invisível usa a fórmula para espionar a Alemanha nazista. O elenco conta com Ilona MasseyJon HallPeter Lorre e outros.

1944

Nada é tão bom que não possa piorar. Dirigido por Ford Beebe, aqui temos um “efeito Velozes & Furiosos retrô” com uma franquia saturada e um estúdio sedento por bilheteria.

Em The Insivible Man’s Revenge temos um cientista excêntrico que ajuda um fugitivo da lei a se tornar invisível, inconscientemente, dando-lhe o poder de se vingar de seus antigos amigos.

2000

Por 56 anos, o Homem Invisível conseguiu ficar despercebido dos olhos vorazes de seu estúdio, até que nos anos 2000 a Universal Pictures lançou O Homem Sem Sombra.

O filme dirigido pelo holandês Paul Verhoeven e estrelado por Kevin BaconElisabeth ShueJosh Brolin nos apresenta um novo título para uma história antiga porém repaginada para o novo século e conta com ótimos efeitos de CGI.

Em um laboratório militar ultra-secreto, um grupo de brilhantes cientistas faz uma das mais importantes descobertas do século: a fórmula da invisibilidade. Ansioso por analisar os efeitos da fórmula num ser humano, o líder da equipe, Sebastian Craine (Kevin Bacon), decide por testá-la em si mesmo. Entretanto, há um problema: a equipe ainda não tinha descoberto o antídoto para a fórmula.

Começa então uma corrida contra o tempo, por parte dos demais cientistas, para tentar encontrar algo que impeça o processo de invisibilidade pelo qual passa o corpo de Craine que aos poucos o afeta, e faz com que ele comece a acreditar que seus colegas são na verdade uma ameaça à sua existência.



2003

A Liga Extraordinária (The League of Extraordinary Gentlemen) foi dirigido por Stephen Norrington e conta com roteiro de James Robinson; o longa é inspirado no primeiro volume da incrível graphic novel homônimo de Alan Moore e Kevin O’Neill onde grandes personagens da literatura mundial são reunidos pela Rainha Vitória para combater um homem que deseja dominar o planeta.

São recrutados o aventureiro Allan Quatermain (Sean Connery), a vampira Mina Harker (Peta Wilson), o pirata Capitão Nemo (Naseeruddin Shah), o médico Henry Jekyll e seu alter-ego, o monstro Edward Hyde (Jason Flemyng), o Homem Invisível Rodney Skinner (Tony Curran), o imortal Dorian Gray (Stuart Townsend) e o espião americano Tom Sawyer (Shane West).

2006

Apesar de O Homem Sem Sombra com um orçamento de US $ 95 milhões, ter feito uma bilheteria total de US $ 190 milhões e uma indicação ao Oscar na categoria de Melhores Efeitos Visuais. , sua continuação dirigida pelo diretor Claudio Fäh foi lançada direto para o homevideo e contou um um marketing praticamente nulo.

Em O Homem Sem Sombra 2 apesar o seu título tem ligação com filme de 2000, aqui vemos Christian Slater (Entrevista com o Vampiro) na pele do assassino Michael Griffin que vai enlouquecendo enquanto causa o terror após ter tomado um soro experimental da invisibilidade.

O governo usa a cientista Dra. Maggie Dalton (Laura Regan), que é a única capaz de mantê-lo vivo, como isca para poder pegá-lo; que conta com a ajuda do Detetive Frank Turner (Peter Facinelli), que chega a um ponto crucial quando descobre que para manter sua protegida viva, será preciso tomar o tal soro, o que o transformará também em um homem sem sombra. Agora, dois homens invisíveis se enfrentam em uma batalha onde apenas um deles saíra com vida.

2020

Dirigido por Leigh Whannell (Sobrenatural: A Origem) e estrelado por Elisabeth Moss (The Handmaid’s TaleNós) e Storm Reid (Uma Dobra no Tempo e Euphoria), a Universal Pictures parece tentar reviver seu Dark Universe iniciado com Drácula: A História Nunca Contada (2014) e A Múmia (2017).

Parece que dos personagens de horror da galeria da Universal, o Homem Invisível é o mais hábil em escapar das garras da indústria cinematográfica; entretanto, 14 anos depois de sua última adaptação, a nova versão finalmente ganhou data de estreia pela Blumhouse Productions: o longa chega aos cinemas em 27 de Fevereiro de 2020.

O filme acompanha Cecilia (Moss), uma mulher que recebe a notícia que seu abusivo ex-namorado se matou. Ela decide reconstruir sua vida e melhora, mas seu senso de realidade é colocado em questão quando ela começa a suspeitar que seu ex-namorado segue vivo.

Assista ao trailer legendado:

E você, é fã do personagem? Deixe seus comentários e lembre-se de compartilhar esse conteúdo com seus amigos nas principais redes sociais!



E ai, você curte o nosso trabalho? Se sim, sabe que ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.