TBT #211 | A Supremacia Bourne (2004, Paul Greengrass)

    A Supremacia Bourne é o segundo longa da franquia de ação que mudou o cinema de sua maneira. Como citado anteriormente, no texto de A Identidade Bourne, a própria franquia 007 mudou completamente depois que os primeiros filmes da trilogia Bourne foram lançados.

    O longa nos apresenta uma das mais interessantes dinâmicas dos filmes de espionagem. Enquanto revitaliza o tropo comum que ficou conhecido e foi usado à exaustão durante a Guerra Fria, o longa ao invés de colocar os perigos que nosso personagem enfrentará em uma nação inimiga, coloca nos próprios Estados Unidos.

    SINOPSE

    Jason Bourne está vivendo na Índia quando é enquadrado por um agente russo, Kirill, pelo roubo de milhões da CIA. Kirill começa a perseguir Bourne com a intenção de assassiná-lo, mas, por engano, mata a namorada de Bourne, Marie. Jurando vingança, Bourne se propõe a provar sua inocência e trazer os culpados à justiça.

    ANÁLISE

    A Supremacia Bourne

    Durante o tempo em que se esconde na Índia, Bourne é encurralado por um agente russo, que ao matar sua companheira, puxa nosso agente desmemoriado para o mundo que ele pensava ter fugido, mais uma vez. Com todos os aspectos direcionados ao nosso personagem exacerbando ainda mais os efeitos que apenas uma história de espionagem é capaz de fazer, os desafios que Bourne precisa enfrentar vão além do que imaginávamos.

    Enquanto a história é quase que inteiramente rodada na Europa, o longa nos permite entender que naquele mundo – e no nosso -, as mãos da CIA se estendem para muito além do que compreendemos. Ao longo de todo o filme, Jason Bourne é lançado em conflitos – para além da estabilidade e da paz, mas que envolvem interesses pessoais de seus antigos superiores – que vão para além de agentes que o consideraram descartável após acabar com sua vida e não querem ser responsabilizados por qualquer erro cometido.

    O papel de atores como Brian Cox e Karl Urban mostram como a produção parece ter escolhido a dedo pessoas sem escrúpulos que farão o pior que puderem para obter o que desejam.

    VEREDITO

    A Supremacia Bourne é uma ode aos filmes de espionagem, e fez com que Matt Damon despontasse como um dos atores mais talentosos de sua geração. Ainda que o filme se baseie no gênero de ação, ele se estende a muito mais do que isso.

    Com perigos que podem surgir a qualquer momento e de qualquer lugar, o longa se faz interessante e profundo no que se propõe, sendo o segundo melhor da trilogia original, perdendo apenas para Ultimato Bourne.

    Nossa nota

    4,5 / 5,0

    O longa está disponível no Star+.

    Confira o trailer:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA: ‘Segredos de um Escândalo’ instiga, mas falha ao entregar narrativa incômoda

    Segredos de um Escândalo é o mais novo suspense estrelado por Julianne Moore e Natalie Portman. O longa adapta uma história real.

    TBT #264 | ‘Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal’ diverte, mas falha em entregar legado

    Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal é um dos muitos longas legados lançados nos anos 2000. O longa acompanha o amado Indy.

    CRÍTICA – ‘Bob Marley: One Love’ a voz do amor em tempos de guerra

    Bob Marley: One Love lança os espectadores por história emocionante, com músicas sobre amor, perseverança e biografia respeitosa.

    10 filmes indicados ao Oscar que você pode assistir na Netflix

    A Netflix recebeu 18 indicações ao Oscar; veja a lista completa dos filmes da gigante do streaming que concorrem na maior premiação do cinema.