Início FILMES Crítica TBT #81 | Um Príncipe em Nova York (1988, John Landis)

TBT #81 | Um Príncipe em Nova York (1988, John Landis)

78
0
Um Príncipe em Nova York

Eddie Murphy sempre foi um dos meus atores de comédia favoritos. Digo isso, por conta de seus filmes que permearam a vida dos que cresceram nos anos 90, sempre na Sessão da Tarde em filmes como Trocando as Bolas, Um Tira da Pesada, O Rapto do Menino Dourado, Um Príncipe em Nova York, e clássicos de comédia que viriam nos anos seguintes.

Os filmes que Murphy atuou sempre fizeram uma ferrenha crítica a visão “americana” do povo negro, sendo Um Príncipe em Nova York uma das maiores críticas do “America Way of Life“, que costuma segregar e isolar socialmente os negros, e os mais pobres.

O longa-metragem foi lançado em 1988 pela Paramount Pictures e conta as aventuras em solo americano do jovem Akeem – vivido por Murphy -, príncipe da fictícia nação africana de Zamunda. O príncipe viaja para Nova Iorque, em busca de um verdadeiro amor, fugindo da antiga tradição de seu país, onde os casamentos são arranjados.

O filme conta com Arsenio Hall como Semmi, James Earl Jones como o Rei Jaffe, Shari Headley como Lisa McDowell e John Amos como Cleo McDowell no elenco.

Na esquerda, Eddie Murphy como o barbeiro Clarence, no meio Arsenio Hall como Morris e na direita, Eddie Murphy como o judeu Saul.

Como de costume, Eddie Murphy e Arsenio Hall dão vida a diversos personagens na história, não apenas a Akeem e Semmi.

É importante ressaltar como o filme retrata uma nação africana próspera em seu auge, fazendo uma clara crítica ao colonialismo. Como se Zamunda vivesse completamente fora da realidade, em que nações foram derrubadas a fim de obter mão de obra barata e traficados para longe de casa, seja para a América do Sul, América do Norte e até mesmo para a Europa.

Um Príncipe em Nova York

Ainda que Zamunda tenha algumas ideias referentes aos ideais que colocam o eurocentrismo como a única forma de olhar a história, ela se mostra como uma nação aparentemente livre e aberta.

Um Príncipe em Nova York é um filme divertido e brilhante, que tece críticas ao Sonho Americano, e entrega uma das mais incríveis atuações de Murphy. Ainda que divertido, o filme se mostra intenso, realista e cuidadoso.

Um Príncipe em Nova York

E vale falar aqui, que o filme envelheceu imensamente bem, tendo discursos relevantes referentes ao racismo, o papel de uma mulher na sociedade e desigualdade social e racial.

Um Príncipe em Nova York está disponível na Netflix.

Nossa nota

Atualmente Um Príncipe em Nova York ganhará uma continuação, mas sua produção segue sem data definida para retorno devido a pandemia de Covid-19.

Confira o trailer do filme:

E você, já assistiu a este clássico da Sessão da Tarde? Deixe seus comentários e sua avaliação. E Lembre-se de conferir nossas indicações anteriores do TBT do Feededigno.

Nota do público
Obrigado pelo seu voto


Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.