Início GAMES Artigo Crash Bandicoot: Curiosidades da franquia que completou 25 anos

Crash Bandicoot: Curiosidades da franquia que completou 25 anos

Conhecido como o primeiro mascote da Sony, o marsupial Crash Bandicoot completou 25 anos em 9 de setembro de 2021.

Crash Bandicoot acaba de completar 25 anos de existência! O primeiro mascote da Sony teve seu primeiro jogo lançado para PlayStation em 9 de setembro de 1996.

Filho de uma era repleta de mascotes, Crash surgiu 11 anos após o nascimento de Mario (Nintendo) e quatro anos após Sonic (SEGA). À época ter um bichinho que representasse as empresas era essencial, e Crash Bandicoot cumpriu esse papel para o sucesso da Sony, do PlayStation e da Naughty Dog no mundo dos games.

De lá para cá, Crash Bandicoot já foi protagonista de diversos jogos para plataformas variadas. O personagem também estrelou comerciais memoráveis.

Confira a seguir esses comerciais e mais curiosidades sobre o marsupial mais querido dos games.

1) Crash quase foi um outro marsupial

O plano inicial não era que Crash fosse um bandicuto (Bandicoot), animal onívoro nativo da Austrália, Tasmânia, Nova Guiné e outras ilhas que compõem a Oceania. A ideia original dos criadores Andy Gavin e Jason Rubin era que Crash Bandicoot fosse Willy the Wombat.

Wombat, em português vombate, também é um marsupial originário da Austrália e que habita regiões da Oceania. A inspiração dos desenvolvedores ao pensar a existência do Willy era Taz, o Diabo da Tasmânia, dos Looney Tunes.

Bandicuto fotografado por JJ Harrison (Wikimedia Commons)

No entanto, os desenvolvedores conheceram os bandicutos e, pelo visto, acharam a espécie mais fofa. Além da excelente jogabilidade desde o começo, é possível atribuir o sucesso de Crash Bandicoot à fofura dos bandicutos, e à esquisitice do mascote criado em 1996.

2) Crash Bandicoot já teve um visual anime

Como tornar um bandicuto ainda mais fofo? Transformando-o em anime, é claro!

Versão japonesa de Crash Nitro Racing
Créditos: videogameartarchive.com

A ilustração da versão japonesa de Crash Nitro Kart (Crash Bandicoot Bakusou! Nitro Kart, em japonês) teve tudo a ver com a cultura oriental, e transformou Crash e sua turma de amigos e inimigos em anime.

3) Quase que Crash Bandicoot não existiu

É preciso que os gestores das grandes empresas aprovem as ideias antes que elas sejam vendidas para o mundo. Bem, com Crash Bandicoot a história foi um pouco diferente.

Ken Kutaragi, CEO da Sony à época e um dos responsáveis pelo sucesso do PlayStation, odiava a ideia de atrelar o console a um mascote. Ele queria distância do que era praticado pela concorrência com Mario e Sonic.

Kutaragi entendia que o PlayStation não deveria focar em títulos “para toda a família”, pois não queria passar a impressão de que o console era apenas um brinquedo para crianças. No entanto, ele perdeu em votação interna, e Crash Bandicoot nasceu e se tornou o sucesso que acaba de completar 25 anos.

4) A dança icônica de Crash nasceu de um comercial

No primeiro jogo da franquia, Crash Bandicoot não celebrava cada fase concluída com sua dancinha icônica. A dança foi criada pela equipe de marketing no Japão para um comercial de TV.

O pessoal da Naughty Dog curtiu tanto a dança que a incluiu nos jogos seguintes. Confira o incrível comercial a seguir.

Não deixe de assistir também à evolução das danças do Crash no vídeo abaixo!

5) Crash é especialista em comerciais

Duas das grandes virtudes dos criadores dos jogos da franquia são a criatividade e a liberdade para executar ideias. Tanta inovação não se limita apenas aos games, como também aos comerciais.

Além do primeiro comercial que originou a dancinha, há pelo menos mais duas publicidades marcantes na carreira de Crash Bandicoot.

O primeiro é o vídeo abaixo, em que Crash vai até a sede da Nintendo para provocar seu rival encanador bigodudo.

Não pense que as gracinhas do marsupial fora dos consoles ficaram para trás. A divulgação do jogo mais recente, Crash Bandicoot 4: It’s About Time, foi hilária!

Assista ao comercial japonês:

Felizmente o público brasileiro também foi contemplado. Já pensou em misturar o Crash com a Carreta Furacão? Pois bem, a equipe de marketing do jogo no Brasil pensou e deu origem à Crasheta Furacão.

Confira:

6) Crash Bandicoot também é vítima de fake news

Nem mesmo Crash está livre de ser alvo de mentiras. Menos mal que as fake news aqui são apenas memes inofensivos, que não ferem a honra e a imagem do querido marsupial.

Em 2019, um usuário no Twitter afirmou que Crash Bandicoot foi traduzido na Espanha como Carlos, el topo que gira, trazendo a foto de um suposto CD do jogo original.

Bom, foi o que bastou para que o tweet viralizasse.

Encontrei outras montagens hilárias na primeira vez que fui atrás da informação, como a que afirma que The Legend of Zelda: Ocarina of Time seria Las Trepidantes Aventuras del Duende Jose Luis y su Armónica del Destino. Apesar de ser falso, eu não consigo não rir sempre que eu vejo essa montagem.

Mas como eu disse, tudo isso não passa de memes. A Espanha se tornou alvo de traduções falsas que muitas vezes viralizam na internet. Você pode conferir todo esse rolê explicado pelo site Neox Games clicando aqui.

7) Os jogos mais bem avaliados são para PlayStation

Crash Bandicoot iniciou sua história no PlayStation. Teve até provocação pra cima da Nintendo, mas com o passar dos anos, a franquia se tornou multiplataforma.

Apesar do grande sucesso do carismático bandicuto, o público mais fiel ao Crash parece ser quem curte os games dos consoles PlayStation.

De acordo com o Metacritic, o jogo com melhor avaliação é Crash Bandicoot 3: Warped, lançado para PlayStation 1 em 31 de outubro de 1998. O game possui nota 91 no Metascore, e 9.0 na avaliação dos usuários.

No ano seguinte, Crash Team Racing foi lançado para o mesmo console, mais precisamente em 30 de setembro de 1999. O jogo está avaliado com nota 88 no Metascore, e 9.0 na opinião do público em geral.

O título mais recente, Crash Bandicoot 4: It’s About Time, também figura bem avaliado. A nota do Metascore para o jogo de PlayStation 4 é 85, enquanto a avaliação do público é de 8.1.

Por falar em Crash Bandicoot 4, confira o vídeo comemorativo dos 25 anos da franquia, nas palavras dos desenvolvedores Toys for Bob, empresa responsável pelo game mais atual.

Crash Bandicoot 4: It’s About Time pode ser adquirido individualmente, como parte do Pacote de Crashversário ou também do Pacote Quadrilogia nas seguintes plataformas: PlayStation 4 e PlayStation 5; Xbox One, Xbox Series X|S, Nintendo Switch e PC.

O Pacote de Crashversário inclui cinco jogos: Crash Bandicoot N. Sane Trilogy (com os três primeiros jogos da franquia), Crash Team Racing Nitro-Fueled e Crash Bandicoot 4: It’s About Time.

Por sua vez, o Pacote Quadrilogia inclui os citados da franquia principal, exceto Crash Team Racing Nitro-Fueled.

Confira como comprar em www.crashbandicoot.com/crash4/home

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorGod of War: Ragnarok | Todos os novos personagens do trailer e suas contrapartes mitológicas
Próximo artigoCRÍTICA – Antstream Arcade: A plataforma de games retrô por streaming!
Jornalista pós-graduado em Jornalismo Digital, fã de Mr. Robot, Pokémon e com uma menção honrosa a 24 Horas, o seriado que me fez entrar no mundo de séries e filmes.