Início GAMES Artigo FIFA 20 Volta: 6 coisas que você precisa saber

FIFA 20 Volta: 6 coisas que você precisa saber

143
0
FIFA 20 Volta: 6 coisas que você precisa saber

Com o FIFA 20 vem um novo modo de jogo – Volta – uma fusão do tão falado mas não esquecido FIFA Street, e o mais recente modo carreira: A Jornada.

Dentro do Volta estão vários modos – uma campanha de seis horas, um sistema de liga online e modos de início padrão.

O modo Volta está em desenvolvimento há 2 anos, tendo sido considerado um empreendimento muito grande para um ciclo anual e, de acordo com o diretor de criação Matt Prior, “visa engajar o público central do FIFA, mas quebrar as barreiras aos casuais”. Para administrar essa façanha, aqui estão algumas coisas que podem fazer com que Volta tenha um grande impacto no FIFA 20.

MUITO MAIS FIFA DO QUE STREET

A sensação de Volta baseia-se fortemente no jogo 11v11; crucialmente, ele não está sendo executado em um mecanismo diferente de “arcade”, da mesma forma que os títulos do FIFA Street. Isso significa que jogar o Volta não significa jogar um novo jogo, mas sim uma extensão do FIFA 20.

De fato, todos os novos acréscimos e ajustes introduzidos no jogo principal podem ser sentidos ao jogar o modo Volta. É claramente influenciado pelos jogos do antigo Street, mas coloca muito menos ênfase no aspecto de truques e flicks.

Ao conhecer as estrelas de futebol de rua da vida real, Issy “Hitman” Hamdaoui e Ed Van Gils, entre outros, a equipe da EA Sports percebeu que o jogo de rua estava muito mais alinhado com o jogo tradicional do que você imagina.



Para o diretor criativo e produtor da EA Sports, Matt Prior:

“Em essência, ainda é fundamentalmente futebol. Então, se você tem um cara que só entra em campo e faz habilidades, mas seu time perde, ele vai ser vaiado na quadra.”

MAIS ESPAÇO PARA TOQUE

Isso não significa que não exista uma grande oportunidade de se mostrar, e o dribles são muito mais fáceis de fazer do que no FIFA. Os movimentos de habilidade exigem combinações de botões menos complexos e, simplesmente pressionando uma sequência, você pode entrar e sair do malabarismo com um truque extra, sem ter que memorizar uma série de movimentos.

Paredes também podem ser usadas para sua vantagem – provocar um jogador em sua direção e, em seguida, jogar a bola em uma barreira para passar para um companheiro de equipe. O passe padrão também pode ser executado com talento, dependendo do nível de habilidade do jogador no jogo, sem a necessidade de pressionar botões extras para fazer você parecer melhor.

Esses aspectos mais acessíveis são fundamentais para as tentativas da EA de atrair o jogador mais casual com esse modo. Mas não se preocupe, se você é um jogador de classe mundial, você será capaz de adicionar de insulto à injúria para o seu adversário, realizando o que Prior chama de “derrota final” no futebol de rua.

MODO HISTÓRIA

Volta não é um substituto para a jornada, é muito maior do que isso“, diz Prior. Há uma clara tentativa de torná-lo mais pessoal que A Jornada; é tudo sobre você e seu personagem criado. Ao longo de uma história de seis horas, Volta tentará educar o jogador sobre a cultura do futebol de rua enquanto viaja pelo mundo, conhece estrelas como Jayzinho e enfrenta equipes diferentes em partidas 3v3, 4v4 e 5v5.

Os atributos do seu jogador irão aumentar ao longo do tempo, mas os seus colegas de equipe não irão, colocando ênfase no recrutamento através do método de derrotar uma equipe e pegar um de seus jogadores.

Ainda não está claro se esta é uma campanha linear, ou uma narrativa mais ramificada como a que esperávamos das aventuras de Alex Hunter.



VOLTA AO MUNDO

O mundo de Volta parece impressionantemente extenso. Aspectos onde a EA é inerentemente limitada no jogo 11v11 podem ser jogados com muito mais liberdade. questões como não personalizar kits licenciados e o fato de que homens e mulheres não podem jogar juntos não é um problema em Volta. É tão inclusivo quanto o FIFA, e isso só pode ser uma coisa boa.

Numerosas arenas diferentes de todo o mundo estão disponíveis – desde as coberturas de Tóquio até as gaiolas de Londres carregadas de concreto. Mas não são apenas os ambientes que dão a cada partida em Volta uma sensação distinta.

Semelhante aos desafios do Squad Building no Ultimate Team, mesmo quando jogamos sozinhos, as equipes de outros jogadores são tiradas do servidor para você enfrentar. Toda vez que você vence um adversário, você consegue recrutar um de seus jogadores. Isso significa que cada equipe contra a qual você jogará terá uma combinação diferente de jogadores e um visual diferente, incentivando a criatividade ao projetar seu time.

MANTENDO AS APARÊNCIAS

Desenvolver o seu estilo é fundamental para o futebol de rua, por isso só faz sentido que tenha um grande papel no Volta. Um conjunto completo de itens de vaidade – que vão desde roupas esportivas de marca até shorts rosa neon – é lucrativo com as moedas do Volta, a moeda que você ganha jogando partidas e completando desafios – ainda não se sabe se essas moedas estarão disponíveis via microtransações.

A roupa pode ser aplicada a toda a sua equipe, bem como ao seu próprio personagem criado, com esses itens regularmente sendo atualizados como um serviço ao vivo, na tentativa de mantê-lo voltando ao Volta para ganhar novos itens malucos e mostrar aos outros.



O RETORNO DO FUTSAL

E, finalmente, desde a Copa do Mundo 98, o futebol de salão tem sido visto em um núcleo da FIFA. Com o acréscimo de futsal no ginásio, Volta está tornando esse sonho uma realidade no FIFA 20. E isso me deixa muito feliz.

FIFA 20 será lançado em 27 de setembro de 2019 para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC.

Comentários