Início FILMES Pantera Negra e suas belas representações da cultura africana

Pantera Negra e suas belas representações da cultura africana

1634
0

O primeiro filme da Marvel Studios em 2018 se tornou um dos maiores filmes do estúdio e por se tratar de um filme que se passa na África, com um elenco majoritariamente negro, a Marvel optou por fazer a lição de casa e adaptou roteiro, figurinos e os cabelos dos personagens às culturas africanas.

A figurinista Ruth E. Carter disse ao Mic:

“Essa é a nova diáspora africana. Essa é uma nova forma de mostrar que a África tem uma voz e uma cultura que pode criar identificação. Houve uma época em que ninguém queria se identificar com a África, e sua beleza nunca foi expressada como é hoje e que é o futuro. Sempre foi uma forma de expressar militância ou protesto. E eu acho que, agora, é uma celebração da vida, cor, cultura e arte.”

Já a atriz Lupita Nyong’o, que interpreta Nakia, disse ao site da Reuters:

“A Marvel afeta a cultura popular e, ver essa cultura popular informada com coisas que são de origens africanas e as pessoas saberem disso, é algo poderoso. Espero que isso mude a noção do que é ser africano. Frequentemente vemos a África como um lugar de necessidade e aqui [no longa] é um lugar que você quer ir.”

Pensando nisso, decidimos listar algumas das muitas referências culturais utilizadas pela dupla Ruth E. Carter, figurinista, e Hannah Beachler, designer de produção, que passaram meses pesquisando e fazendo Wakanda ganhar vida.

.

1NAMÍBIA

Muitos dos trajes têm um tom de terra vermelho distinto. Isto foi feito estudando as cores usadas pelo povo Himba do noroeste da Namíbia, que é conhecido por aplicar uma pasta ocre vermelha, conhecida como “otjize“, para sua pele e cabelo.

.

2AFRICA DO SUL E ZIMBÁBUE

Okoye (Danai Gurira), general das Dora Milaje têm roupas com um colar proeminente. Este colar são anéis de pescoço dos Ndebele, que usam anéis de pescoço como parte de sua vestimenta tradicional e como um sinal de riqueza e status.

 

3QUÊNIA E TANZÂNIA

Muitos dos trajes têm ornamentação única e futurista, cheios de detalhes. Estes foram feitos homenageando estilos do povo Maasai. O povo Maasai da África Oriental vive no sul do Quênia e norte da Tanzânia.

A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre

.

4LESOTO

Oficialmente Reino do Lesoto; é um pequeno país da África Austral. Um enclave incrustado na África do Sul, montanhoso e sem saída para o mar, o país é o antigo reino da Basutolândia. O cobertor Basotho. Em várias cenas, W’Kabi (Daniel Kaluuya) e outros são mostrados vestindo cobertores basotho em torno de seus pescoços. Embora os cobertores sejam originalmente do povo do Lesoto, os desenhos são similares ao do povo Sesotho. O traje é uma espessa cobertura feita principalmente de lã. Os cobertores são onipresentes em todo o país durante todas as estações, e usado de forma diferente para homens e mulheres.

.

5GANA

O cachecol Kente de T’Challa (Chadwick Boseman). Este é um tipo de tecido de seda e algodão feito de tiras de pano entrelaçados e é nativo do povo Akan, de Gana. O Kente é o tecido mais apreciado entre todos os tecidos africanos, adotado mundialmente em toda a diáspora desde os anos sessenta, como símbolo de pan-africanismo e identidade afrocentrica. Além disso, continua a ter a mesma importância na vida cultural dos Axanti, seus criadores. A história do Kente esta mesclada com a do Império Axanti e sua corte real baseada em Kumase, dentro da zona florestal de Gana.

 

.

6ETIÓPIA

As marcas tribais ritualísticas de Erik Killmonger (Michael B. Jordan), em seu peito, braço e costas, assemelham-se a cicatrizes de tatuagens das tribos Mursi e Surma da Etiópia; bem como os pratos ou discos de lábios, que também são utilizados como forma de modificação cerimonial do corpo. 

.

7UMA SÓ ÁFRICA

A maquiagem tribal é praticada em muitas tribos africanas. A maquiagem, muitas vezes na forma de pintura facial, é usada por muitas razões diferentes e pode significar muitas coisas, tais como a caça, razões religiosas e tradicionais, fins militares ou até para assustar um inimigo e em Pantera Negra, vemos em muitos personagens, incluindo Shuri (Letitia Wright), a gênio, princesa, “zoera” e irmã de T’Challa.

Forest Whitaker interpreta Shaman Zuri, o líder espiritual de Wakanda. Ele usa mantos ornamentais conhecidos como Agbada. Este é um dos nomes do manto de manga larga usado por homens e mulheres em grande parte da África Ocidental e no Norte da África.

Os zulus são um povo do sul da África que vive em territórios correspondentes à LesotoSuazilândiaZimbábue, África do Sul e Moçambique. O Chapéu Zulu ou “Isicholos” são tradicionalmente usados por mulheres casadas para celebrações cerimoniais. E a BELÍSSIMA rainha Ramonda (Angela Bassett) usa uma touca distinta que é uma lembrança dos chapéus zulu.

Máscara Igbo. Em uma cena, Erik Killmonger usa uma máscara. As máscaras, conhecidas como Mgbedike, são distinguidas pelo tamanho grande e traços masculinos realçados. Elas são usados nos rituais dos Igbos e são projetadas para contrastar com as dançarinas mulheres, que levam traços mais femininos.

E aí, o que achou de toda essa homenagem em forma de referência ao continente e principalmente ao povo africano?

Leia também: 

CRÍTICA – Pantera Negra (2018, Ryan Coogler)

Pantera Negra chegou aos cinemas no dia 15 de Fevereiro e é o primeiro filme lançado pela Marvel em 2018. Já assistiu esse filmão? Conte pra gente! Deixe seu comentário e marque aquele seu amigo que não pode perder esse filme! 

Tá afim de assistir ao filme DE GRAÇA? Vá em nossas redes sociais e confira a PROMOÇÃO INFINITA!

Facebook – Twitter – Instagram – Pinterest

Comentários