Início LIVROS Crítica CRÍTICA – Tudo e Todas as Coisas (2015, Nicola Yoon)

CRÍTICA – Tudo e Todas as Coisas (2015, Nicola Yoon)

708
0
tudo e todas as coisas

Nicola Yoon é uma escritora jamaicana que cresceu no Brooklyn (USA) e é autora do best-seller Tudo e Todas as Coisas, cuja adaptação para o cinema estreou em 2017. O livro é uma ficção jovem adulta e foi lançado no Brasil em 2016 pela editora Novo Conceito. Originalmente, o livro foi publicado nos Estados Unidos pela editora Delacorte Books. E a obra foi considerada o Melhor Livro do Ano por Publisher’s Weekly e Amazon e foi finalista do National Book Awards 2016.

Confira a sinopse:

Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua. “A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla. Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly. Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.”

O livro conta a história da Madeline (Maddy), uma garota de 18 anos que nunca saiu de casa. Quando era bebê ela foi diagnosticada com IDCG, imunodeficiência combinada grave, uma doença que faz com que sua imunidade seja quase inexistente. Isso significa que ela é alérgica a qualquer coisa do mundo, desde um alimento, o toque de outra pessoa ou até o ar pode desencadear uma série de doenças e matá-la. Por isso, desde bebê ela é criada em um ambiente controlado sob o olhar da mãe – que é também sua médica – e da enfermeira Carla.

Maddy passa os dias lendo, escrevendo curtas resenhas de livros em seu blog, assistindo filmes, tendo aulas de arquitetura online e jogando jogos de tabuleiro com a mãe. Até que Olly, um garoto que tem mais ou menos a sua idade, e sua família se muda para a casa ao lado. Eles passam a conversar por e-mail, e o que deveria ser uma simples amizade se torna algo mais, mesmo que eles insistam em afirmar que são apenas amigos.

Decida a viver a vida como uma adolescente normal, Maddy quebra várias regras e se expõe a riscos que a levam a conhecer o mundo pela primeira vez. O livro tem um final muito impactante que deixa o leitor pensando em como poderia ter sido a vida de Maddy se as coisas tivessem sido diferentes.

A escrita de Nicola é envolvente, emocionante e cheia de mensagens importantes, ainda que tenha alguns clichês clássicos dos romances. A autora nos apresenta uma história tocante e reflexiva, sobre a superação de obstáculos e o significado do que realmente é viver. O livro é realmente uma lição de vida. Ele é lindo, fofo e repleto de descobertas e ensinamentos. Fazendo-nos refletir se estamos realmente vivendo a vida como gostaríamos.

Confira abaixo a capa de Tudo e Todas as Coisas e os detalhes da obra de Nicola Yoon:

Clique na imagem para ampliar.

Título: Tudo e Todas as Coisas
Autora: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Ano de Publicação: 2016
Páginas: 304

Avaliação: Excelente

E aí, já leu Tudo e Todas as Coisas? Ficou curioso? Nos conte a sua opinião aqui nos comentários! Se achou legal, compartilhe com os seus amigos nas redes sociais:

Facebook – Twitter – Instagram – Pinterest

Para ler outras resenhas e conhecer outros livros, clique aqui.

Curte eBook? Aproveite a oportunidade da Amazon e experimente gratuitamente por 30 dias o novo Kindle Unlimited, clicando aqui! Nele você terá acesso ilimitado a milhares de eBooks para ler à vontade. Aproveite!

Comentários