Início QUADRINHOS Crítica CRÍTICA – Duas Vidas (2018, Editora Nemo)

CRÍTICA – Duas Vidas (2018, Editora Nemo)

82
0
CRÍTICA - Duas Vidas (2018, Editora Nemo)

Quantas vezes você já pensou em largar o seu emprego chato para fazer algo que realmente ama, mas por “N” motivos você nunca recomeçou do zero, seja por insegurança ou por outros fatores sociais ou econômicos; e dessa forma você vive um dia após o outro trabalhando em algo que não te deixa satisfeito e apenas conta os dias com a tão sonhada aposentadoria?

E se durante essa sua jornada de busca pelo reconhecimento do seu trabalho descobrisse que tem poucos meses de vida e que boa parte dela foi desperdiçada apenas em prol da empresa que você trabalha, sem ter aproveitada nada e não tendo momentos inesquecíveis?

“Você tem duas vidas. A segunda começa quando você percebe que só tem uma.” – Confúcio

É com essa premissa que somos apresentandos a Baudouin, um advogado que vive em Paris e tem um emprego estável, mas leva uma vida inerte e sem desfrutar dos prazeres sociais. O personagem, desde de sua adolescência teve o sonho de ser um rock star, mas devido a pressão de seus pais acabou exercendo a função jurídica. Certo dia, Baudouin, recebe – por alguns dias – a visita de seu irmão Luc, que é o seu oposto.

Luc vive intensamente e viaja o mundo exercendo medicina, e assim, faz de tudo para retirar o seu irmão da rotina.

Tudo muda durante um banho, quando Baudouin repara um caroço de baixo do braço, com isso o seu irmão marcar um check up com um dos melhores médicos de Paris e que descobrem que Baudouin tem um tumor e lhe restam poucos meses de vida.

Dessa forma Baudouin passa a correr contra o tempo para viver intensamente e aproveitar tudo aquilo que perdeu durante o tempo em que esteve dentro de sua bolha.

Duas Vidas é um quadrinho emocionante, com uma trama envolvente; e mesmo com um estilo de arte bem simples, tem sua própria elegância. Um destaque também para o humor que é excelente apesar do tema do quadrinho ser bastante delicado.

Posso dizer que o trabalho de Fabien Toulmé me envolveu bastante, assim como DayTripper de Fábio Moon e Gabriel Bá e com certeza já entrou em minha lista de quadrinhos favoritos da vida.

Fabien Toulmé é um quadrinista francês que já viajou diversos países (inclusive o Brasil), além de quadrinista ele é engenheiro civil, e até o momento teve dois quadrinhos publicado por aqui: Não Era Você Que Eu Esperava , de  2017 e Duas Vidas, de 2018, publicado pela Editora Nemo. As duas edições publicadas têm um acabamento excepcional e que valem cada centavo cobrado pelas obras. Eu espero que a editora traga mais trabalhos do autor para terras tupiniquins.

Editora: Nemo

Autor: Fabien Toulmé (Roteiro, Arte)

Página: 269



E ai, você curte o nosso trabalho? Se sim, sabe que ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.