CRÍTICA – 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central (Minissérie, 2022, Netflix)

    Dirigida e roteirizada por Daniel Billio, com direção geral de Rodrigo Astiz, 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central conta detalhadamente em três episódios de 60 minutos cada a história surreal do roubo mais audacioso do Brasil.

    A minissérie documental chegou ao catálogo da gigante do streaming nesta quarta-feira, 16.

    SINOPSE

    Em 2005, um grupo de criminosos invadiu através de um túnel subterrâneo a caixa-forte do Banco Central, em Fortaleza (CE), e levou uma quantia superior a 160 milhões de reais em cédulas de R$ 50,00 que, juntas, pesaram mais de três toneladas.

    ANÁLISE

    Para destrinchar a história do caso, a produção recriou momentos importantes da investigação, com simulações reais para explicar o passo a passo dos bandidos na execução do crime; com relatos das principais mentes envolvidas na investigação feita pela Polícia Federal, mais de trinta pessoas foram entrevistadas para o documentário, entre policiais federais, jornalistas, pesquisadores, procuradores e juízes em São Paulo, Brasília, Fortaleza, Porto Alegre e da cidade de Boa Viagem, no interior do Ceará, além de pessoas envolvidas no crime, entre elas, um dos líderes do grupo.

    A minissérie documental também conta com muitos detalhes interessantes e pouco explorados pela imprensa na época, como a tentativa de outro assalto semelhante em Porto Alegre pela mesma quadrilha, e a existência de policiais corruptos que perseguiram os bandidos por conta própria para se apossar de parte do valor retirado do caixa-forte.

    A produção da Netflix, diferente do longa Assalto ao Banco Central (2011), dirigido por Marcos Paulo que foi baseado no livro Toupeira – a História do Assalto Ao Banco Central, de Roger Franchini, é objetiva e conta uma história menos glamurosa.

    VEREDITO

    Em um período recente em que séries de roubo estão em alta, como La Casa de Papel (2017-2021) e Lupin (2021-em andamento), é até engraçado relembrar que anos atrás o Brasil já tinha sua própria história de roubo audacioso; e na vida real!

    Para os fãs de true crime os três episódios prende a atenção ao relembrar e apresentar com dados, fatos e boas reconstituições toda a complexidade do assalto; e as consequentes ramificações que duraram anos e tiveram diversos impactos no mundo do crime.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    Assista ao trailer:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Curiosidades da 4ª temporada de Stranger Things

    Stranger Things sempre foi um tesouro da cultura pop; e para a 4ª temporada, a produção segue com o excelente trabalho de easter eggs.

    CRÍTICA – Stranger Things (4ª temporada, 2022, Netflix)

    Stranger Things chegou em seu quarto ano e foi dividido em duas partes que já estão disponíveis no catálogo da Netflix.

    Noites Sombrias #73 | Ranking de monstros de Stranger Things

    Stranger Things trouxe muitos monstros icônicos que fazem parte do seu Mundo Invertido. Confira nossa lista do pior ao melhor deles.

    Stranger Things enlouquece fãs ao som de Metallica

    A 4ª temporada - Parte 2 de Stranger Things já está disponível no catálogo da Netflix e com ela o sucesso do Metallica: Master of Puppets!