Início SÉRIE Crítica CRÍTICA – Glow Up (3ª temporada, 2021, Netflix)

CRÍTICA – Glow Up (3ª temporada, 2021, Netflix)

CRÍTICA - Glow Up (3ª temporada, 2021, Netflix)

reality show da BBC Three começou em 20 de abril de 2021, mas Glow Up: Quem Vai Brilhar Mais? (Glow Up: Britain’s Next Make-Up Star) chegou ao catálogo da Netflix nesta semana.

O programa é liderado por Val Garland, Dominc Skinner e Maya Jama.

SINOPSE

A série apresenta oito capítulos com maquiadores variados em busca de uma oportunidade de entrar, trabalhar e permanecer no mundo da beleza.

ANÁLISE

Val é uma maquiadora inglesa que iniciou sua carreira nos bastidores das passarelas de inúmeras marcas de luxo e mais tarde trabalhou para grandes publicações de moda. Ela também atuou como consultora da Yves Saint Laurent Beauty.

Atualmente Garland é Diretora Global de Maquiagem da L’Oréal Paris e autora na linha editorial de beleza da revista Vogue.

O também britânico Dominic estudou na London College of Fashion, da Universidade de Artes de Londres e atualmente é Artista Global Sênior da MAC Cosmetics, onde trabalha desde 2014.

A inglesa Maya é apresentadora de rádio e televisão, e seus principais trabalhos foram nos programas: Save Our Summer, Trending Live! e agora a 3ª temporada de Glow Up.

Os competidores são formados por Sophie Baverstock, Nicole Marilyn, Elliott Banks, Jack Oliver, Dolli Okoriko, Ryley Isaac, Craig Hamilton, Alex Ogden Clark, Xavi GuillaumeSamah Say.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Glow Up: Conheça os maquiadores da 3ª temporada

Além de contar com convidados de peso como:

  • A vencedora do Emmy (2019) de Melhor Maquiagem Não-Prostética em Minissérie ou Telefilme, Sherri Laurence, chefe do departamento de maquiagem da série Pose;
  • A vencedora do BAFTA (2020) na categoria Cabelo e Maquiagem, Laura Schiavo, designer de maquiagem de Peaky Blinders;
  • Cate Hall, cabeleireira e designer de maquiagem de The Crown; entre outros.

VEREDITO

Assim como Tattoo Fail, Glow Up também traz arte para o catálogo da gigante do streaming. O reality show, como de costume, apresenta talentosos artistas apaixonados por maquiagem que expressam seus sentimentos, ideais e motivações em cada desafio lançados nos oito episódios.

Cada participante tem sua própria história de vida e sonhos em relação ao mundo da maquiagem, mas independente do nível de qualidade das artes realizadas, o grande destaque da série como um todo é o envolvimento emocional entre os participantes, jurados e apresentador; o que facilmente é transmitido para o espectador.

Espero que a 4ª temporada venha em breve.

Nossa nota

5,0 / 5,0

Assista ao trailer da 3ª temporada:

As três temporadas de Glow Up estão disponíveis na Netflix.

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Cozinhando com Paris Hilton (1ª temporada, 2021, Netflix)
Próximo artigoCRÍTICA – Infinite (2021, Antoine Fuqua)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.