Início SÉRIE Artigo Game of Thrones: Jon Snow não é Azor Ahai, e sim...

[TEORIA] Game of Thrones: Jon Snow não é Azor Ahai, e sim a Luminífera

7029
0
[TEORIA] Game of Thrones: Jon Snow não é Azor Ahai - Ele é Luminífera

Uma das teorias mais populares de Game of Thrones sugerem que Jon Snow é a reencarnação do herói lendário, Azor Ahai. Entretanto, outra teoria aponta que Jon não é o Azor Ahai renascido, o Príncipe que foi Prometido, mas é na verdade, a Luminífera incorporada, a Espada Vemelha dos Heróis.

Com a oitava temporada de Game of Thrones se aproximando, os fãs esperam ansiosamente qualquer coisa que dê alguma ideia a respeito do que acontecerá nos episódios finais.

E sem um trailer definitivo da última temporada, sinopse de episódios, ou qualquer material dos livros (já que a narrativa da série da HBO ultrapassou o material lançado por George R.R. Martin), o que nos resta é a tentativa de adivinhar o que vem por aí, analisando teorias populares baseada nas profecias contidas na história.

O Príncipe que foi Prometido, uma profecia que previa a segunda chegada do Azor Ahai olhando detalhes específicos da história (fumaça e sal, uma estrela que sangra, etc.), é a profecia mais predominante em Game of Thrones. Mas essa interpretação particular do usuário do Reddit, luxurysedan3030, mostra uma aproximação interessante que conflita com a lenda original. E se a lenda for lida de forma mais simbólica, portando a Luminífera contra a escuridão, pode não se referir à espada de forma literal mas algo – ou alguém.

A Lenda do Azor Ahai e Luminífera explicada

Azor Ahai

Azor Ahai é o herói lendário que segundo a lenda levou a batalha contra a escuridão há 8.000 anos, terminando assim a Longa Noite. Para completar esse incrível feito, Azor Ahai forjou a poderosa, espada em chamas – Luminífera, a Espada Vermelha dos Heróis.

Leia mais sobre a lenda:

Game of Thrones: Azor Ahai e o Príncipe que Foi Prometido

Por que Jon Snow é a Luminífera e não o Azor Ahai?

Game of Thrones

Antes de Melisandre declarar Stannis Baratheon como o Azor Ahai renascido, o Príncipe que Foi Prometido, havia outra pessoa que muitos acreditaram ser o salvador profetizado – Rhaegar Targaryen. Claro, Rhaegar morre antes mesmo da história de Game of Thrones começar, o que parece ser um salvador improvável.

Entretanto, se nós lermos de uma forma mais simbólica a lenda de Azor Ahai – como o usuário do Reddit luxurysedan3030 fez – então o papel de Rhaegar como o Príncipe que Foi Prometido começa a fazer sentido.

Na lenda, Azor Ahai tentou três vezes forjar a espada, e é apenas na sua terceira tentativa – quando ele sacrifica seu amor verdadeiro, Nissa Nissa – que a espada não quebra. Por comparação, Rhaegar teve um total de três filhos, mas apenas seu terceiro filho – Jon Snow, fruto do amor de Rhaegar e Lyanna Stark – está vivo até hoje. E quando colocados de forma simbólica ao invés do sentido literal, fica incerto: A lenda de Azor Ahai “temperando” uma “espada” no “coração” da mulher que ele ama não é se trata da criação de uma arma, a lenda aponta o nascimento de uma criança. (Lyanna morreu no nascimento de seu filho, afinal.) Então, se Rhaegar era o Azor Ahai renascido como muitos acreditaram, então a Luminífera não é uma espada – e sim, Jon.

A Luminífera foi forjada a fim de afastar a escuridão, e ninguém se compromete tanto com a batalha mais do que Jon Snow. O juramento da Patrulha da Noite, que Jon recita, inclui as frases: “Eu sou a espada na escuridão; o Fogo que queima contra o frio; A Luz que traz o alvorecer“, e ao jurar, Jon se compromete em lutar contra a escuridão, ou seja, os Caminhantes Brancos. E quando ele é morto antes de cumprir seu dever, ele é ressuscitado por R’hllor – o Senhor da Luz – para que ele possa enfim cumprir seu destino.

Como isso muda a 8ª Temporada de Game of Thrones

Game of Thrones

Quando se trata da oitava temporada de Game of Thrones, Jon Snow sendo a Luminífera confirma os resultados que muitos já haviam previsto – Jon é a chave para destruir a ameaça que os Caminhantes Brancos representam. Exatamente como ele obterá êxito, continua um mistério, mas como Luminífera, é o destino de Jon repelir a escuridão. Esse é o propósito, de acordo com a teoria, a razão de Jon ter nascido, revivido, e seu único propósito.

Nesse caso, uma vez que ele completar sua missão e a escuridão for derrotada, a razão de Jon Snow existir terá acabado. Com seu destino completo, Jon certamente irá morrer – isso se não levarmos em conta a possibilidade de Jon morrer ao completar seu destino, que parece ainda mais improvável.

Não há futuro para Jon Snow no Trono de Ferro, ou em um casamento com Daenerys, ou nada além de ser quem derrota a escuridão. Se a teoria se provar real, então Jon não passa de uma ferramenta, um peão na luta de R’hllor.

O problema de Jon ser a Luminífera

Game of Thrones

Jon Snow ser a Luminífera ao invés de ser o Azor Ahai renascido é uma premissa interessante, mas há problemas nessa teoria. Enquanto Rhaegar cumpria quase todos os pré-requisitos da profecia do Príncipe que Foi Prometido, ele não cumpria todos os critérios da profecia. Por exemplo, havia fumaça e sal quando Rhaegar nasceu, como a profecia previa, mas não havia uma espada sangrando. E se Rhaegar não era o Azor Ahai renascido, o Príncipe que Foi Prometido, então Jon não pode ser a Luminífera.

A outra – e maior – questão nessa teoria, é não ter espaço para Daenerys, sendo que ela é a única personagem que “deu a luz” às armas capazes de destruir os Caminhantes Brancos. Mas há um argumento, já que Jon Snow é quem leva Daenerys até a luta contra a escuridão, então ele está “trazendo a luz” – também conhecido como fogo de dragão. Sem explicar o papel de Daenerys nisso tudo, a teoria de Jon como a Luminífera não se mantém contra algumas contestações sérias.

E aí, o que achou dessa nova teoria? E quais as suas teorias para a conclusão de Game of Thrones? Deixe seus comentários e leira também:

Game of Thrones: O que você precisa saber sobre os Caminhantes Brancos