The Last of Us: O fungo Cordyceps e seus estágios de infecção

    Saindo direto dos vídeogames para a sua TV, The Last of Us tem causado um hype enorme nos últimos dias por conta de sua vindoura estreia na HBO. A série contará a história de um mundo pós apocalíptico destruído pela infecção do fungo Cordyceps. Este fungo tem a capacidade de transformar pessoas infectadas em criaturas análogas à zumbis, variando dependendo do estágio da infecção.

    Para celebrar a chegada da série, a equipe do Feededigno preparou um dossiê altamente detalhado com tudo que você precisa saber sobre este fungo aterrorizante e seus diferentes estágios de infeção. Confira abaixo!

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | The Last of Us: Entenda a linha temporal da franquia

    O que é Cordyceps?

    Vamos começar citando a principal diferença entre The Last of Us e as demais franquias de ficção com zumbis: a infeção não é causada por um vírus. O Cordyceps é um fungo que se infiltra no organismo hospedeiro até finalmente assumir o controle do cérebro. O fungo continua a se espalhar por todo o corpo, gerando os diferentes estágios de infeção apresentados na franquia.

    Tal definição torna o Cordyceps ainda mais perigoso do que um vírus. O fungo se reproduz por meio de esporos que podem infectar um humano mesmo que ele não tenha tido contato com um infectado. Além disso, quando o hospedeiro infectado for neutralizado, o fungo dentro dele pode continuar a crescer e infectar outros humanos por muito tempo.

    Estágios da infecção

    Conforme visto nos games da franquia, a infeção fúngica é dividida em quatro estágios principais. Conforme o Cordyceps avança dentro do organismo humano, seu hospedeiro perde gradativamente a sua humanidade a cada novo estágio da infecção.

    Primeiro estágio: Corredor

    Os Corredores são talvez os mais reconhecíveis de todos os estágios da horda infectada de The Last of Us. Tendo sido infectados recentemente, o fungo ainda não dominou completamente o cérebro. Desta forma os infectados regridem aos seus instintos mais primitivos de atacar e fugir.

    Individualmente os Corredores não são particularmente perigosos, mas tendem a formar grupos gigantescos e podem se tornar extremamente mortais em uma horda. Eles são um inimigo comum nos jogos da franquia e certamente também serão um incômodo constante na série de TV.

    Segundo estágio: Perseguidor

    Após algumas semanas de infecção, o Corredor passa para o segundo estágio, tornando-se um Perseguidor. Nesse nível a infecção fúngica se torna mais pronunciada, e os infectados até começam a ter crescimentos fúngicos fora de seus corpos que lhes concedem sentidos extras.

    Ao contrário dos Corredores, que atacam com animosidade, os Perseguidores fazem jus ao seu nome esgueirando-se sorrateiramente sobre suas presas. Seus ataques também são muito mais ferozes do que os movimentos atrapalhados de um infectado no primeiro estágio.

    Terceiro estágio: Estalador

    Um Estalador é um infectado que sobreviveu por um ano ou mais e perdeu a maior parte da humanidade após os dois estágios anteriores. Com horríveis crescimentos fúngicos cobrindo seus rostos, os Estaladores possuem habilidade de ecolocalização que lhes permite sentir o ambiente, apesar de serem totalmente cegos. Para utilizar esta habilidade eles emitem um som de clique ou estalo, dando assim origem ao seu nome.

    Significativamente mais fortes do que os estágios anteriores, os Estaladores além de suas capacidades ofensivas, seus crescimentos fúngicos também fornecem proteção e permitem que eles sustentem ataques brutais. Apesar de ter o corpo praticamente todo tomado pelo Cordyceps, o Estalador é um inimigo incrivelmente inteligente que irá caçar sua presa constantemente assim que ela for detectada.

    Quarto estágio: Inchado

    Os infectados no quarto e último estágio são conhecidos como Inchados. Tendo sido infectado por anos, o Inchado é a progressão natural dos crescimentos fúngicos de um Estalador. Eles são imensas criaturas pesadas, lentas e um tanto limitadas em seus movimentos. Porém, eles são quase imunes a ataques e sua força sobre-humana lhes permite destruir suas presas com as mãos. Mesmo as armas de fogo, que são úteis contra outros estágios, oferecem pouca ajuda contra um Inchado.

    Os inchados também possuem a capacidade de produzir e expelir crescimentos tóxicos que podem ser lançados como uma arma de longo alcance adicional contra indivíduos não infectados.

    PUBLICAÇÂO RELACIONADA | The Last of Us: Tudo que sabemos sobre a série, elenco e muito mais!

    O Cordyceps existe na vida real?

    A resposta para esta pergunta é… sim! O fungo Cordyceps existe na vida real e pode ser subdividido em cerca de 400 espécies, todas parasitas. Em sua maioria, as vítimas são insetos e artrópodes (como formigas e aranhas), porém eles também podem parasitar outros fungos. Uma característica predominante de um organismo infectado pelo Cordyceps, tal como visto na franquia de ficção, é a reposição do tecido hospedeiro por estruturas em formato de cogumelo.

    Vale citar ainda que o fungo também adquire controle sobre o comportamento do organismo infectado.

    Assustador, não? Mas podem ficar tranquilos pois, até o momento, não existe nenhum registro de infeção do Cordyceps em humanos. Tal contágio e cientificamente considerado impossível devido à diferença de temperatura do corpo e ao sistema imunológico mais avançado em relação aos insetos e artrópodes.


    A série de TV The Last of Us chega dia 15 de janeiro ao HBO Max e será estrelada por Pedro Pascal e Bella Ramsey.

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA: ‘Helldivers 2’ é a diversão intergaláctica ideal para jogar com os amigos 

    Helldivers 2 é a experiência cooperativa de guerra espacial perfeita. O game nos lança por um misto de Tropas Estelares e Ender's Game.

    EU CURTO JOGO VÉIO #1 | ‘The Legend of Zelda: The Minish Cap’ mostra que Zelda é Zelda em qualquer lugar

    The Legend of Zelda: The Minish Cap é parte da trilogia Four Swords. Em Hyrule, precisamos impedir Vaati de completar seus objetivos.

    CRÍTICA: ‘Bandle Tale: A League of Legends Story’ é um cozy game repleto de surpresas e diversão

    Bandle Tale: A League of Legends Story é o mais novo game original da Riot. Ajude a restaurar Bandópolis como um Yordle.

    Outer Banks: Tudo para saber sobre a 4ª temporada

    Os Pogues estão retornando para mais ação e aventura com uma quarta temporada de Outer Banks em 2024. Saiba tudo sobre o novo ano da série!