The Witcher: Entrevista com Henry Cavill

    Na última terça (14) o Feededigno foi convidado a participar de um evento global da Netflix, que contou com a exibição do primeiro episódio da segunda temporada da série The Witcher e com a presença de Henry Cavill, que dá vida a Geralt de Rívia. O ator respondeu algumas perguntas do público e contou um pouco mais sobre o futuro da série da gigante do streaming que adapta a obra de Andrzej Sapkowski.

    Caso você tenha alguma dúvida sobre a segunda temporada, já temos as primeiras impressões sobre o primeiro episódio. Vale lembrar também que estreia da segunda temporada será no dia 17 de dezembro.

    A entrevista foi mediada pelo apresentador Josh Horowitz e aconteceu ao fim da apresentação do primeiro episódio da segunda temporada da série. Preciso dizer a vocês que foi incrível!

    Abaixo está a transcrição da entrevista com Henry Cavill:

    Henry Cavill

    Josh Horowitz: Como você se preparou para as gravações da série e para entrar no personagem?

    Antes do início das gravações, eu optei por entrar nos fóruns e ler o que os espectadores e os críticos diziam sobre o personagem que eu daria vida a fim de dar uma vida a ele da forma apaixonada que eu como fã, gostaria de ver.

    Henry Cavill

    JH: Como se dará a relação de Geralt e Ciri (Freya Allan) na segunda temporada?

    Um dos aspectos mais importantes de Geralt, é reconhecer que não apenas Ciri passou por um trauma ao ver que todo o mundo como ela conhecia acabou. Geralt também passou por imensos traumas quando ainda era uma criança e foi testado com ervas e magias a fim de se tornar um mutante. O caso dele é ainda mais complexo que o de seus amigos bruxos sobreviventes, pois ele passou por testes e mudanças ainda mais profundas, por ser mais resistente. A relação entre Geralt e Ciri na temporada 2 terá dois aspectos importantes. A sabedoria do personagem mais velho, o reconhecimento e paciência que o personagem precisa ter para lidar com essa nova personagem que está sob sua proteção. O trabalho de Freya Allan na segunda temporada é tão emocionante e imponente quanto forte. A personagem ganha muito mais profundidade ao longo dessa temporada e ver o que essa jovem atriz faz, é brilhante.”

    JH: Qual foi o seu primeiro contato com o Universo de The Witcher?

    Meu primeiro contato prolongado a esse universo, foi com o game The Witcher 3: Wild Hunt. O incrível trabalho de adaptação que a CD Projekt Red fez é de tirar o fôlego. E isso foi o que me fez ir até o material fonte. Um dos elementos que mais me faz apaixonar por uma franquia, é sua lore, sua história. E foi isso que fez com que eu me apaixonasse por Warhammer na minha infância. Eu passava horas e horas lendo os códices aprendendo mais sobre aquele mundo. E quando eu cheguei ao terceiro livro da saga The Witcher, Sangue dos Elfos, foi o momento em que fui levado até onde eu precisava ir, a fim de conhecer e saber quem são aqueles personagens e o que é aquele mundo.”

    JH: Um importante aspecto da segunda temporada, é ver a ligação de Geralt com outros personagens, o que podemos esperar da sua ligação com Vesemir (Kim Bodnia)?

    Eu trabalhei com a Lauren (Produtora Executiva da série) para dar um aspecto de profundidade aos personagens masculinos, transpassando essa barreira de ser apenas um personagem raso, experiente e rabugento. Ao apresentar Vesemir, eu queria representar uma conexão próxima entre ele e Geralt, e quis tornar a relação dos dois genuinamente profunda e emocional. Mostrando que existe uma história sincera e uma imensa admiração entre os dois personagens.”

    JH: O que podemos esperar da segunda temporada?

    Novas histórias de origens baseadas nos monstros virão por aí. Não sei se posso contar isso… Fico nervoso, me desculpe, Netflix. O trabalho que a equipe de efeitos especiais vêm fazendo é de tirar o fôlego e com o tempo só melhora. Eu e Lauren trabalhamos juntos a fim de definir os aspectos sombrios e bizarros daquelas criaturas e elas são incríveis.”

    the witcher

    JH: Como você se sente quando volta a gravar como o personagem, colocando o cabelo e a maquiagem?

    Eu nunca saio do trailer como eu mesmo, ou pelo menos com a minha mentalidade após me preparar para gravar. A minha maquiagem vai muito além de ser apenas uma peruca e uma maquiagem. Eu saio daquele lugar como o Geralt.”

    JH: Agora que a terceira temporada foi confirmada, quanto de intromissão você tem liberdade para dar na série?

    Eu não posso mudar as histórias, nem os enredos. Mas o que eu posso fazer, é campanha a fim de viver a melhor versão do personagem que eu acredito ser.”

    JH: Quanto de você tem em Geralt?

    É muito difícil distinguir o que sou eu e o que não. Pois sou eu dando vida a ele. E quando você faz isso por 7 meses, as histórias acabam se misturando. Eu posso levantar algumas similaridades. Nós dois moramos longe das cidades, somos mais solitários, temos pequenos grupos de amigos confiáveis.”

    JH: Qual personagem é o seu favorito da 2ª temporada?

    Para não estragar a surpresa dando spoilers, eu aponto que meu personagem favorito até então é Nivellen. Não apenas pela atuação de Kristofer Hivju, mas por toda maquiagem e tudo que envolveu esse arco.”

    Henry Cavill

    Sem falar no evento incrível que a Netflix fez ontem, a exibição do primeiro episódio da segunda temporada da série foi um espetáculo a parte. Ver a animação e empolgação de Henry Cavill ao dar entrevistas e falar sobre o personagem nos faz ter certeza que não há um ator melhor que pudesse dar vida a Geralt de Rívia.

    A 2ª temporada de The Witcher vai ao ar nesta sexta-feira, 17 de dezembro de 2021.

    Confira o trailer da série:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – Eu Nunca… (3ª temporada, 2022, Netflix)

    A terceira temporada da série adolescente Eu Nunca... chegou na Netflix. A série é uma criação de Mindy Kaling e Lang Fisher. No elenco...

    Desastre Total: Woodstock 99 | Tudo sobre o documentário da Netflix

    Woodstock de 1969 é sinônimo de Paz e Amor, mas a edição de 99 conseguiu destruir a reputação do maior festival da música.

    CRÍTICA – Sandman (1ª temporada, 2022, Netflix)

    Confira a crítica da nova série da Netflix, Sandman, que é a maior criação da lenda Neil Gaiman e que conta com Tom Sturridge como Morpheus.

    CRÍTICA – Manifest (2ª temporada, 2020, NBC)

    A segunda temporada de Manifest aprofunda ainda mais a história sem resolver arcos do passado. Mas isso é bom, ou ruim?