Início TECNOLOGIA Notícia Facebook: WhatsApp, Instagram e Messenger devem ser integrados até 2020

Facebook: WhatsApp, Instagram e Messenger devem ser integrados até 2020

102
0
Facebook: WhatsApp, Instagram e Messenger devem ser integrados até 2020

Nosso “querido” amigo Marquinhos, vulgo, Mark Zuckerberg, planeja integrar as plataformas de mensagens mantidas pelo Facebook, no caso o WhatsApp, Instagram e Facebook Messenger.

De acordo com o jornal americano New York Times, a ideia é manter os aplicativos operando de forma independente, mas com a infraestrutura de mensagens unificada.

Basicamente os aplicativos WhatsApp, Instagram e o Facebook Messenger terão seu funcionamento reconfigurados. Os trabalhos ainda estão no início e devem ser concluídos no fim do ano ou no início de 2020. Zuckerberg também ordenou que todos os aplicativos incorporem a criptografia de ponta a ponta, que limita o acesso ao conteúdo das mensagens apenas ao emissor e ao receptor. (PELO AMOR DE DEUS, né, Marquinhos!)

Com a mudança, um usuário do Facebook poderá enviar uma mensagem a um usuário do WhatsApp. Hoje, isso não é possível porque os aplicativos operam em sistemas separados. O objetivo é aumentar a utilidade da rede social, mantendo seus bilhões de usuários ainda mais engajados com o ecossistema. A ideia é tentar manter os usuários fora de aplicativos de rivais, como Apple e Google, gerando mais receitas com publicidade.

Em comunicado, o Facebook informou:

“Buscamos construir as melhores experiências em trocas de mensagem; e as pessoas querem que as trocas de mensagens sejam rápidas, simples, confiáveis e privadas. Por isso estamos trabalhando em melhorar nossos produtos criptografados de ponta a ponta e considerando formas para tornar mais fácil o alcance de amigos e famílias entre as redes.”

Ao reunir as plataformas de mensagem, Mark Zuckerberg abandona a política de manter o WhatsAppInstagram como negócios independentes dentro do conglomerado. Quando as redes sociais foram adquiridas pela companhia, “Marquinhos” prometeu ao WhatsApp e ao Instagram autonomia plena para operarem. (“#TáSerto”)

Ainda segundo o NYT, desde a aquisição os dois negócios cresceram muito, levando a mudança de postura do Facebook. Agora, o CEO acredita que a integração irá beneficiar toda a “família de aplicativos” do Facebook no longo prazo (dando oportunidade para mais publicidade e anúncios, claro).

E aí, o que acha da interação entre as redes sociais?

Comentários