Início FILMES Crítica #52filmsbywomen 10 – The Mask You Live In (2015, Jennifer Siebel Newson)

#52filmsbywomen 10 – The Mask You Live In (2015, Jennifer Siebel Newson)

154
0

The Mask You Live In (A Máscara Em Que Você Vive, em tradução literal) é um documentário de Jennifer Siebel Newson que investiga a definição de masculinidade na sociedade americana – que se estende em grande parte no mundo ocidental – e como essa definição aplicada e perpetuada, impacta o crescimento e criação de meninos com as modificações sociais da última década.

Jennifer Siebel Newson ficou conhecida como documentarista com seu trabalho de 2011, Miss Representation, que olha para as representações femininas na mídia, em especial em posições de poder e decisão. Além disso, ela trabalha como palestrante e advogada de mulheres e meninas. Em The Mask You Live In, Newsom trabalha com uma equipe majoritariamente feminina, em especial nas funções de produção e roteiro do documentário. Assim, está estabelecido o viés feminino e feminista pelo qual o longa investiga as percepções de masculinidade.

O documentário conta com entrevistas de pesquisadores, educadores, técnicos e ex-técnicos de esportes, cientistas, pais e filhos. Em linhas gerais, é quase comum a ideia de que hipermasculinidade – ou masculinidade tóxica – suprime vontades e necessidades pessoais e afetivas de meninos em criação, gerando frustrações que se tornam comportamentos misóginos e agressivos. O longa inicia explorando frases e jargões que meninos escutam desde cedo como “vire homem”, “seja homem”, “pare de chorar igual uma menina” e afins, e a partir das ideias comunicadas por essas afirmações, traça um paralelo entre a misoginia social, abusos de toda ordem e os dados sobre crimes agressivos e de ódio praticados por meninos e homens, e a percepção de masculinidade pautada em valores tradicionalistas e sexistas. Em uma sociedade em constante movimento.

The Mask You Live In busca se aprofundar em diversos aspectos ao mesmo tempo, e em sua curta duração de 1 hora e 34 minutos não é capaz de oferecer toda a discussão completa do tema. Sendo assim, alguns momentos parecem tendenciosos a concordar com ideias previamente apresentadas, e faltam contrapontos para enriquecer um debate tão necessário e complexo. Mesmo assim, o documentário – que está disponível na Netflix – é essencial para as todas as pessoas envolvidas nas discussões de gênero, e principalmente pais e mães que buscam sempre oferecer uma melhor criação e educação para seus filhos.

O trabalho de Jennifer Siebel Newson em The Mask You Live In pode ser assistido em família, em grupos de estudo, entre amigos ou salas de aula, para promover questionamentos e debates a cerca das noções limitadas de gênero e como elas são prejudiciais para todos.

Confira o trailer do documentário:

Está acompanhando nossa campanha 52 Films By Women? Caso ainda não, então confira nossas indicações anteriores clicando aqui: #52FilmsByWomen. Tem alguma indicação? Então deixe nos comentários e lembre-se de nos acompanhar nas principais redes sociais! Até domingo 😉

Comentários