Início FILMES Crítica CRÍTICA – Alerta Vermelho (2021, Rawson Marshall Thurber)

CRÍTICA – Alerta Vermelho (2021, Rawson Marshall Thurber)

alerta vermelho

Alerta Vermelho é o mais novo longa da Netflix e conta com um elenco estelar formado por The Rock (Adão Negro), Ryan Reynolds (Detetive Pikachú) e Gal Gadot (Liga da Justiça).

SINOPSE

O detetive Hartley (The Rock) está atrás de seu algoz, o ladrão Nolan Booth (Ryan Reynolds) que quer aplicar um golpe milionário roubando uma joia rara. Entretanto, eles não contavam com a astúcia de uma mulher misteriosa que pode atrapalhar os planos dos dois.

ANÁLISE

Alerta Vermelho é mais um filme de ação clichê e cheio de facilitações de roteiro e, felizmente, seus idealizadores sabem disso muito bem. O texto do longa a todo o momento usa de metalinguagem para mostrar seus momentos mais batidos, algo que funciona. 

Entretanto, por mais que saiba disso, a obra o tempo inteiro usa recursos previsíveis, sendo interessante mesmo em seus plot-twists de heist movies como Onze Homens e Um Segredo. Aliás, o longa protagonizado por Clooney, assim como Indiana Jones são duas bases fortes de Alerta Vermelho, mesmo que, para mim, lembre muito mais A Lenda do Tesouro Perdido com Nicolas Cage.

Se o roteiro carece de boas ideias, pelo menos o carisma dos atores é a melhor coisa aqui. The Rock, Gadot e Reynolds tem uma química instantânea e carregam facilmente a trama nas costas. Por mais que haja muitas facilitações de roteiro, a ação bem executada e a simpatia de Alerta Vermelho são um alento dentro do mais do mesmo visto aqui.

VEREDITO

O novo peso pesado da Netflix não traz nada de novo, mas tem tanto entretenimento que esconde muito bem seus erros. Se fosse mais curto e com um roteiro mais bem estruturado, poderia ser uma excelente opção. Contudo, mesmo com problemas, vale demais a conferida num fim de semana.

Nossa nota

3,8/5,0

Confira o trailer de Alerta Vermelho:

Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

Artigo anteriorCRÍTICA – The Smurfs: Mission Vileaf (2021, Microids)
Próximo artigoCRÍTICA – Colin em Preto e Branco (Minissérie, 2021, Netflix)
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.