Início FILMES Crítica CRÍTICA – Cabras da Peste (2021, Vitor Brandt)

CRÍTICA – Cabras da Peste (2021, Vitor Brandt)

Cabras da Peste é a mais nova comédia nacional da Netflix. O filme com Matheus Nachtergaele e Edmilson Filho estreia em 18 de março de 2021

O cinema brasileiro sempre teve em sua galeria de atores ótimos comediantes. Em meio a tempos tão difíceis como os atuais, percebemos o espaço que a arte tem em nossas vidas, e as comédias não são exceção. A Netflix nos deu a oportunidade de assistir a Cabras da Peste, um filme que com certeza aliviará o clima tão difícil da pandemia.

Cabras da Peste é estrelado por Edmilson Filho (Não Vamos Pagar Nada) e Matheus Nachtergaele (O Auto da Compadecida).

SINOPSE

O filme conta a história do comissário de polícia do interior do Ceará, Bruceuilis Nonato (Edmilson Filho), que vê sua vida mudar quando precisa ir para São Paulo para investigar um caso que teve início em sua cidade.

ANÁLISE

Como o nome do nosso protagonista aponta, Cabras da Peste conta com os mais diversos clichês de filmes de ação dos anos 1980/1990, enquanto se mantém relevante e segue o caminho da história que tem interesse em contar.

A abismal distância entre personagens dramáticos que Nachtergaele já teve a oportunidade de viver em sua carreira contrasta com o divertido e medroso policial Trindade. Trindade é o típico policial de escritório, que não perde uma oportunidade de estragar as chances que tem para se destacar.

Cabras da Peste é a mais nova comédia nacional da Netflix. O filme com Matheus Nachtergaele e Edmilson Filho estreia em 18 de março de 2021

Cabras da Peste nos mostra como os mais diversos clichês do cinema e da cultura pop podem ser assimilados e amalgamados em uma comédia de ação, que Edmilson Filho já se mostrou capaz de fazer em Shaolin do Sertão.

VEREDITO

A direção de Vitor Brandt nos deixa tão à vontade quanto possível, enquanto destaca o quão diversa e extensa é a cultura brasileira. O diretor dá espaço para desenvolver bem seus personagens de modo aprofundado, mesmo o filme sendo um tanto corrido, com 1h38min de duração.

O cuidado do diretor paulista em retratar algumas das mais diversas sutilezas, enquanto faz uma homenagem ao berço da comédia que é o Nordeste, mostra que há espaço para comédia nos cinemas, ou até mesmo nas plataformas de streaming.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Cinema Nacional: 25 filmes para você assistir e parar de criticar

As escolhas da produção fogem das comédias pastelão e dos mesmos atores de sempre, enquanto dão espaço para Edmilson Filho e Matheus Nachtergaele brilharem fazendo o que sabem de melhor: humor.

Nossa nota

3,0 / 5,0

Cabras da Peste estreia no dia 18 de março de 2021 na Netflix.

Confira o trailer:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorBatroc: Conheça o inimigo francês do Capitão América
Próximo artigoCRÍTICA – As Casas Mais Extraordinárias do Mundo (1ª e 2ª temporada, 2017-18, BBC)
27 anos, apaixonado por cinema, quadrinhos e games!