Início FILMES Crítica CRÍTICA – Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips (2020, Matt Peters...

CRÍTICA – Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips (2020, Matt Peters e Christina Sotta)

2502
0

Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips, filme que fecha todo o arco “War“, construído a partir de 2013 com o filme Liga da Justiça: Ponto de Ignição é a nova aposta da DC Comics no campo das animações.

LIGA DA JUSTIÇA SOMBRIA: GUERRA DE APOKOLIPS – SINOPSE

Após todos os acontecimentos de O Reinado dos Supermen, a Liga da Justiça tem como objetivo acabar de vez com a ameaça de Darkside, uma vez que agora eles vão até Apokolips para enfrentá-lo de vez.

Todavia, após o plano dar errado, os heróis agora tentam corrigir a destruição causada pelo tirano.

ANÁLISE

A construção do Universo DC nas animações foi uma marco muito forte na parceria entre Warner e a DC Comics.

A qualidade do produto apresentado era inegável, e os arcos eram cada vez melhores, ao todo foram 16 filmes que foram construindo um universo coeso e extremamente rico.

O filme é tenso e tem uma trama pesada e violenta. Com muito sangue derramado, vísceras e membros sendo arrancados, por exemplo, tem o intuito de chocar.

A animação nos mostra o quão maquiavélico é Darkside, pois mesmo poupando alguns dos nossos amados heróis, seus objetivos são os mais obscuros possíveis.

Tão desesperançoso como seu primeiro filme, Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips nos traz os piores cenários que podem acontecer numa batalha campal entre os seres mais poderosos do universo.

A cada minuto somos apresentados a novos problemas, que vem como um soco no estômago. Sendo assim, tememos muito pelos membros da Liga da Justiça em vários momentos, pois a qualquer minuto podemos ter uma baixa.

Ao mesmo tempo, nos faz refletir muito o por quê de a DC não dar certo nas telonas, uma vez que é irretocável nas animações.

A forma de interligar as tramas, sem soar episódico demais é exemplar, pois nos deixa sempre um gostinho de quero mais para os fãs.

A narrativa principal é John Constantine, trazendo ainda mais falta de fé num futuro promissor, uma escolha interessante, pois o personagem tem consigo uma visão de mundo cheia de dor e arrependimentos, sentimento constante nos seus 90 minutos de duração.

O único problema é que em alguns momentos a trama para, por exemplo, nos dando uma sensação de que poderia acelerar para termos nossa recompensa logo, contudo, isso pode ser visto como algo positivo dentro dependendo do prisma do espectador.

VEREDITO

Liga da Justiça Sombria

Com um fechamento emocionante e um roteiro muito bem construído, Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips é um encerramento forte e que entrega tudo que os fãs da DC Comics mais queriam.

Nossa nota

E para vocês, qual é a avaliação para Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips? Queriam algo diferente? Comentem!

Nota do publico
Obrigado pelo seu voto

Confira o trailer oficial:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Comentários