Início FILMES Crítica CRÍTICA – Um Lobo Entre Nós (2021, Josh Ruben)

CRÍTICA – Um Lobo Entre Nós (2021, Josh Ruben)

CRÍTICA - Um Lobo Entre Nós (2021, Josh Ruben)

Um Lobo Entre Nós é o mais novo lançamento da Amazon Prime Video e é baseado no game Werewolves Within, lançado em 2016 para PlayStation 4 PC.

O elenco conta com Sam Richardson, Milana Vayntrub, Catherine Curtin, George Basil, Sarah Burns, Michael Chernus, Wayne Duvall, Harvey Guillén e Rebecca Henderson.

Lançado em junho, nos EUA, o longa de Josh Ruben chegou neste mês de outubro ao catálogo do serviço de streaming da Amazon.

SINOPSE

Um gasoduto criou divisões na pequena cidade de Beaverfield. Quando uma tempestade de neve prende seus residentes dentro da pousada local, o guarda florestal recém-chegado Finn (Sam Richardson) e a funcionária dos correios Cecily (Milana Vayntrub) devem tentar manter a paz e descobrir a verdade por trás de uma criatura misteriosa que começou a aterrorizar a comunidade.

ANÁLISE

Em parceria com a Ubisoft temos mais um filme baseado em game, então prepare-se para a famigerada “maldição dos filmes de games”.

O longa de Josh Ruben tenta utilizar-se da atmosfera de suspense no melhor estilo detetive buscando o sucesso como produções bem sucedidas como, por exemplo, Entre Facas e Segredos (2019) e Only Murders in the Building (2021).

Entretendo, a maldição continua.

VEREDITO

Pegaram um game sobre lobisomem e o transformaram em uma comédia, mas uma boa parte dos personagens simplesmente não é divertida, sendo a maioria sem brilho e chatos.

Para uma premissa de detetive para descubrir quem é o culpado, o longa é até óbvio com seus suspeitos, sendo fácil descobrir quem é o lobisomem.

Um Lobo Entre Nós é aquele tipo de filme que você assistirá uma única vez; se der uma chance a ele, sendo uma comédia bem “meia boca” na melhor das hipóteses.

Nossa nota

2,0 / 5,0

Assista ao trailer:

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorCRÍTICA – Peçanha Contra o Animal (2021, Vinicius Videla)
Próximo artigoCRÍTICA – Departamento de Conspirações (Parte 1, 2021, Netflix)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.