Início FILMES Crítica CRÍTICA – Yesterday (2019, Danny Boyle)

CRÍTICA – Yesterday (2019, Danny Boyle)

553
0
CRÍTICA - Yesterday (2019, Danny Boyle)

Se existe uma banda que deixou a sua marca de forma significativa na história da música, essa banda é o The Beatles. Basicamente uma unanimidade quando falamos sobre influências musicais e impacto cultural, o quarteto de Liverpool transformou a forma como entendemos a arte. Você já imaginou um mundo em que Let It Be não exista? Ou que Something não embale os corações apaixonados? Esse é o cenário que Danny Boyle criou para o seu mais novo filme: Yesterday.

Estrelado por Himesh Patel e Lily James, Yesterday conta a história de Jack Malik (Himesh) um cantor que, quando jovem, foi considerado uma possível estrela da música durante um show de calouros em sua escola. Cantando Wonderwall do Oasis, Jack chamou a atenção de Ellie (Lily) e, desde então, a dupla tenta emplacar a carreira de Jack como um grande cantor.

A verdade é que boa vontade e talento às vezes não é o suficiente. Em um mundo onde uma banda como The Beatles fez sucesso – meninos que, despretensiosamente, ganharam o mundo com canções de amor e positividade – é difícil, nos tempos atuais, encontrar grandes potências musicais que não possuam uma grande indústria por trás de sua carreira. E isso é algo que Jack acaba percebendo ao longo da sua trajetória na música.



Cantando em bares, em festinhas infantis e tendo como sua grande marca a terrível Summer Song, Jack resolve abandonar a carreira e, nesse momento, algo acontece. O mundo inteiro esquece que os The Beatles alguma vez existiram – menos Jack. Lembrando mais ou menos das composições, Jack resolve pegar essas canções e dizer que são suas, realizando o sonho de se tornar grande e conhecido. Como nada vem fácil, o desenrolar da trama nos aponta as consequências de suas escolhas: da fama à vida pessoal.

Yesterday tem todos aqueles elementos que nos mantêm entretido ao longo dos seus 117 minutos. Apesar de uma montagem por vezes não convencional, o longa entrega uma ótima homenagem ao quarteto de Liverpool, fazendo jus ao legado desses músicos que mudaram a vida de milhares de pessoas para sempre.

Himesh Patel está super confortável no papel de Jack. Desajeitado e definitivamente sem “tempero” para ser um pop star, Patel encontra o tom do personagem nas cenas divertidas, entregando momentos interessantes. Lily James é certamente a grande atuação do longa -mesmo que sua personagem, algumas vezes, fique perdida ao longo do filme.

O roteiro de Richard Curtis para Yesterday tem seus bons momentos, referenciando situações históricas dos The Beatles e tornando muitos fatos da carreira da banda em momentos engraçados. Há uma cena em específico, no término do longa, que aquece o coração e nos faz pensar em como as coisas poderiam ter sido diferentes no mundo. Infelizmente a grande baixa é o péssimo trabalho de Ed Sheeran como ator, que tem muito mais tempo em tela do que deveria.

Apesar de ser um híbrido de momentos musicais com um romance, Yesterday traz questões mais amplas, sérias e importantes sobre a indústria fonográfica nos dias atuais. Questões que quem consome – e incentiva – essa indústria, muitas vezes, opta por ignorar.

O longa dirigido por Danny Boyle é um ótimo entretenimento e te faz querer dar play naquela playlist do Spotify com os top 40 do quarteto mais amado do mundo.

Nossa nota


Yesterday estreia dia 29 de agosto nas salas de cinema de todo o Brasil!

Assista ao trailer:

Não esqueça de deixar sua avaliação sobre o filme

Nota do publico
Obrigado pelo seu voto

Comentários