Início FILMES Artigo Homem-Aranha: Como o Teioso pode fazer parte do UCM e do Aranhaverso...

Homem-Aranha: Como o Teioso pode fazer parte do UCM e do Aranhaverso da Sony?

217
0
Homem-Aranha: Como o Teioso pode fazer parte do UCM e do Aranhaverso da Sony?

O Tom Holland pode aparecer no universo do Universo Cinematográfico Marvel e no universo dos vilões da Sony, mas parece que não será fácil e será uma bagunça… A Marvel Studios e a Sony Pictures chegaram a um novo acordo, o que significa que o Homem-Aranha de Holland continuará sendo parte do UCM. Os dois estúdios trabalharão juntos em Homem-Aranha: De Volta ao Lar 3, que será lançado em 2021, e o Cabeça de Teia também aparecerá em outro filme ainda não confirmado do UCM.

Além disso, um comentário de Kevin Feige sugere que o Homem-Aranha de Tom Holland também possa fazer parte do Universo dos Vilões da Sony. E não é mais um segredo que a Sony quer encontrar maneiras de incorporar o Amigão da Vizinhança no seu universo compartilhado, e a observação de Feige sugere que isso possa de fato acontecer. E vale apontar que o novo acordo é bem diferente do que foi anunciado inicialmente lá em 2015.

Lá atrás, a Marvel e a Sony revelou exatamente o que estava por vir; Capitão América: Guerra Civil, um filme solo do Homem-Aranha, e um futuro brilhante. Esse novo acordo, gira em torno de algo muito mais secreto, refletindo o fato da Marvel Studios ter parado de revelar seus planos de longo-prazo. E como resultado, um curioso comentário surgiu no meio disso tudo: “Como o Homem-Aranha irá existir no UCM e no universo compartilhado da Sony?” Aqui abordaremos três possibilidades.

Os filmes da Sony podem ser “apêndices” do UCM

A primeira opção é que a Marvel pode ter considerado fazer dos filmes da Sony parte de um Universo Cinematográfico Marvel mais amplo, com o Homem-Aranha agindo como um tipo de conector de ambos os universos. Há algumas evidências de que isso pode ser o que a Sony quer o tempo todo; lá em 2017, a produtora de Homem-Aranha, Amy Pascal sugeriu que Venom e outros filmes poderiam ser considerados “apêndices” do UCM. A palavra parece denotar um tipo de relação como aconteceu com a Marvel Television, que operou no UCM e teve várias referências ao Universo Marvel base neles, mas são dificilmente importantes como um todo para o Universo Cinematográfico Marvel.

Isso seria de fato um ponto a mais para a Sony, permitindo que eles capitalizassem em cima do sucesso do UCM; a história do Homem-Aranha pode ir de Homem-Aranha: De Volta ao Lar 3, até um filme do Vingadores 5, e até mesmo uma reunião com o Venom. A maioria dos espectadores parecem não ter notado que os filmes estavam sendo feitos por diferentes estúdios.

Mas será mesmo esse o caso? A Marvel é essencialmente a garota dos olhos da Disney; em seu livro The Ride of a Lifetime, o Presidente da Disney, Bob Iger revela mais sobre a importância de Kevin Feige e a Marvel Studios, do que as outras franquias da Disney.

Essa é uma marca poderosa, e talvez permita que a Sony entre – mesmo que seja pela tangente – e isso pode tomar um caminho completamente diferente do esperado. E tudo que precisaria seria de um passo em falso da Sony, e então a Marvel ficaria marcada para sempre. Essa provavelmente é a razão da Marvel ter resistido da ideia a princípio.



O Homem-Aranha pode saltar de um universo para o outro

A próxima possibilidade é que o Homem-Aranha pode saltar entre as dimensões, viajando para o universo do Venom, e então indo para outros. Vale apontar que há um precedente nos quadrinhos para essa ideia; o Aranhaverso de 2014, que mostrou Peter Parker descobrindo que todos os Aranhas estão conectados em uma força Multiversal conhecidas como a Teia da Vida e o Destino, e então ele se juntou com diversas versões alternativas dele mesmo para derrotar uma ameaça cósmica conhecida como os Herdeiros. No confronto final do “Aranhaverso” – que foi levemente adaptado na animação Homem-Aranha no Aranhaverso – contou com uma enorme quantidade de Cabeças de Teia que se encontraram por causa de uma tecnologia interdimensional. Avançando cinco anos no futuro, e a popular Spider-Gwen – agora conhecida como a Ghost Spider – ainda vive na sua própria realidade, mas vai até a escola na linha principal do Universo Marvel.

O Multiverso – que é sutilmente apresentado no UCM através dos filmes do Thor – parece ser crucial para a Fase 4. Doutor Estranho 2 ganhou o título de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, que contará com a Feiticeira Escarlate em um papel importante, possivelmente reescrevendo suas habilidades.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Feiticeira Escarlate: Conheça mais de Wanda Maximoff

Muitas notícias a respeito da série Loki, do Disney+ terminará com o Deus da Trapaça em outra linha temporal retornando assim para a linha temporal principal do Universo Cinematográfico Marvel, junto do Mjölnir, explicando como Jane Foster será capaz de se tornar a Thor em Thor: Amor e Trovão. Não é difícil imaginar um cenário onde esse arco será continuado, com Peter Parker ganhando a habilidade de saltar entre as dimensões. Talvez ele possa espelhar o atual arco da Spider-Gwen nos quadrinhos, já que sua identidade foi revelada no UCM; ele pode continuar conhecido como um herói publicamente conhecido no UCM, mas ele partiria para o universo do Venom a fim de continuar seu crescimento.



O Homem-Aranha pode até mesmo deixar o UCM inteiramente

Mas há uma terceira possibilidade; a Marvel pode usar o Homem-Aranha de Tom Holland em mais dois filmes, e então ele deixaria o Universo Cinematográfico Marvel completamente.

Um número de arcos nos quadrinhos mostraram personagens, objetos, e até mesmo localizações que partiram de uma realidade para a outra. Exemplos incluem o arco Heroes Reborn: The Return de 1997, Age of Ultron de 2013 e Secrets Wars de 2015. E não é difícil imaginar um filme-evento com o Homem-Aranha se sacrificando para salvar o Multiverso, trazendo sua história no UCM ao fim, e se transplantando para uma realidade alternativa – O Universo da Marvel na Sony.

Algumas evidências parecem corroborar com essa ideia, com notícias ainda não confirmadas de que Kevin Feige está planejando a saída do Homem-Aranha do UCM. A triste verdade é que isso não faria sentido por um ponto de vista econômico; e as coisas como estão, apesar do Homem-Aranha voltar para mais dois filmes pelas mãos da Marvel Studios, a Marvel precisaria novamente negociar pelo personagem.

Um novo acordo parece funcionar a favor da Sony, com a Marvel e a Disney assinando uma proposta que aparentemente ambos parecem ter desistido quando discutido pela primeira vez. O mais firme que o Homem-Aranha estiver no UCM, maior será a pressão feita na Marvel para chegar a um novo acordo nos próximos anos. De um ponto de vista meramente comercial, a Marvel realmente precisa pensar em uma saída estratégica.

Aparentemente não tem como fugir; o novo acordo entre a Marvel Studios e a Sony Pictures significa que o Homem-Aranha de Tom Holland terá uma enorme mudança em seu status quo. Nesse ponto, ambos os estúdios estão fugindo de qualquer implicação que esse acordo trará, mas essas implicações serão profundas; e é possível que isso signifique em uma mudança na natureza do próprio Universo Cinematográfico Marvel, com os filmes da Sony fazendo parte do UCM.



O mais provável é que a Marvel continuará se mantendo bem distante, e será que o Homem-Aranha irá – como Feige indicou – acabar entre dimensões? Ou ele irá retornar?

Comentários