Início FILMES Marvel Studios: Para ficar por dentro do UCM, você precisará do Disney+

Marvel Studios: Para ficar por dentro do UCM, você precisará do Disney+

44
0
Marvel Studios: Para ficar por dentro do UCM, você precisará do Disney+

A fim de ficar por dentro do Universo Cinematográfico Marvel, os fãs precisarão assinar o Disney+. Na semana que vem, quando o serviço de streaming for lançado nos Estados Unidos, veremos quão importante o serviço será para o futuro do estúdio. Além de ser a casa exclusiva da Marvel, Star Wars e filmes da Pixar (entre centenas de outros títulos), a plataforma contará com muito conteúdo novo produzido por seus maiores subsidiários. A primeira série de TV live-action de Star Wars, The Mandalorian, estará disponível desde o primeiro dia em que o serviço for ao ar, por exemplo.

A Lucasfilm está desenvolvendo múltiplas séries de Star Wars para o Disney+, e a Marvel está entrando na mesma onda. Durante a apresentação no Hall H na San Diego Comic-Con 2019, a Marvel oficialmente anunciou séries como O Falcão e o Soldado Invernal, Loki, e Gavião Arqueiro. Todas essas séries farão parte da Fase 4 do estúdio e estarão diretamente ligadas à filmes futuros. Isso significa que se os expectadores quiserem entender o que está acontecendo no UCM, eles precisarão assinar o Disney+.

Disney+

Um artigo recente da Bloomberg sobre o Disney+ incluía o seguinte comentário, no qual Kevin Feige explica como os projetos das telinhas e das telonas se entrelaçarão de agora em diante:

“Se você quiser entender tudo que acontece nos futuros filmes da Marvel, você provavelmente irá precisar de uma assinatura no Disney+, pois os eventos das novas séries impactarão diretamente os próximos filmes como Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. A Feiticeira Escarlate será uma personagem chave nesse filme, e a série Loki também estará ligada. Eu não tenho certeza se já afirmamos isso antes. Mas estará.”



Isso é um contraste absurdo da relação entre os filmes do Universo Cinematográfico Marvel e as primeira série de TV da Marvel. Séries como Agents of S.H.I.E.L.D., e as diversas outras séries da Netflix foram consideradas parte do universo compartilhado, mas qualquer conexão era no máximo tangencial. Indiscutivelmente, o exemplo mais controverso foi a presença de Phil Coulson, que morreu em Os Vingadores. O personagem foi trazido de volta a vida em Agents of S.H.I.E.L.D., mas os filmes do UCM nunca confirmaram se isso de fato aconteceu. Não sabemos se os seis integrantes originais dos Vingadores estavam cientes de que Coulson estava de fato vivo, o que acabava por se mostrar frustrante para os fãs.

A Marvel Studios se orgulha de seus universos interconectados, mas havia uma grande divisão no que se refere aos filmes e as séries de TV até aquele momento.

A razão disso, é meramente uma questão de negócios. A Disney obviamente quer levantar o máximo de assinaturas possível, então não é surpresa que a Fase 4 consistirá em filmes e séries do serviço de streaming. Os fãs do UCM com certeza assinarão o serviço a fim de se manter atualizados, mas será interessante ver o impacto que os expectadores ocasionais terão nas assinaturas do serviço.

Uma coisa é levar aos cinemas expectadores para assistir filmes como Capitã Marvel ou Vingadores: Ultimato, mas isso não é garantia de que eles conseguirão vender suas séries para todos. Felizmente, parece que a maioria desses projetos serão minisséries totalizando seis episódios, então para ficar por dentro de todos os acontecimentos, não deve demorar muito tempo.

Comentários