Início FILMES Artigo Marvel: Um filme faz a Fase 1 do UCM incrível

Marvel: Um filme faz a Fase 1 do UCM incrível

35
0
Marvel

Uma pequena mudança na ordem dos filmes do Universo Cinematográfico Marvel faz a Fase 1 ser completamente incrível. O UCM foi lançado em 2008, com Homem de Ferro se tornando um dos personagens mais adorados. E por incrível que pareça, a Marvel escolheu o personagem de Robert Downey Jr. para ser seu primeiro filme, por causa de seu merchandising potencial; eles reuniram um grupo de crianças e perguntaram quais action figures eles mais gostariam de brincar. Por mais incrível ou racional que isso possa ser, a escolha se mostrou a decisão certa, e o futuro do UCM ficou selado.

Dado o enorme tamanho do UCM até hoje, há um intenso debate sobre a melhor ordem de assistir os filmes. A maior parte costuma assistir na ordem do lançamento, começando com Homem de Ferro e indo até Homem-Aranha: Longe de Casa. Outros dizem que a melhor forma de assistir é com Capitão América: O Primeiro Vingador e Capitã Marvel antes de todos os outros, sem falar nos vários ajustes da Fase 3. Mas surpreendentemente, uma simples mudança na Fase 1 muda dramaticamente a experiência.

Qualquer um que vá reassistir deve começar por Homem de Ferro, o filme que começou tudo; O longa do Vingador Dourado lançou o UCM, e se coloca como o maior Vingador no fim da Fase 3. Além disso, uma simples mudança na ordem resulta em uma experiência completamente diferente. Aqui está a forma:

  • Homem de Ferro
  • Capitão América: O Primeiro Vingador
  • O Incrível Hulk
  • Homem de Ferro 2
  • Thor
  • Os Vingadores

Marvel

Essa simples mudança drasticamente melhor o fluxo narrativo do UCM. Os expectadores são apresentados ao UCM através de Tony Stark, e Nick Fury e aparece no fim do filme do Homem de Ferro para dar boas-vindas a Tony – e é claro, ao público – à um universo maior.

Se você assistir Capitão América: O Primeiro Vingador depois, você imediatamente é capaz de entender o que Fury quis dizer. Ele não fala apenas sobre agentes secretas sedutoras como a Viúva Negra, mas sobre super-soldados e artefatos asgardianos – que é como o Tesseract é apresentado.

Melhor ainda, o flashback do filme coloca Tony Stark nele, revelando que seu pai Howard Stark trabalhou ao lado de uma organização que no futuro se transformaria na S.H.I.E.L.D..

Essa ordem serve para arrumar a casa para Homem de Ferro 2, no qual Nick Fury revela o envolvimento de Howard Stark com a S.H.I.E.L.D. para seu filho, e entregando as pesquisas de Howard.

Apesar de Tony não entender com o que ele está de fato lidando, ele falha ao entender a significância do protótipo do escudo do Capitão América e um desenho do Tesseract. Homem de Ferro 2 vem depois de O Incrível Hulk, que mais uma vez, torna mais rica a história de Capitão América: O Primeiro Vingador, com o Hulk sendo criado por um quase-bem-sucedido soro do super-soldado que é de alguma forma ligada ao criador do Capitão América. A história se desenvolve de forma muito mais orgânica.

As cenas finais de Capitão América: O Primeiro Vingador mostra Steve Rogers acordando nos dias atuais. Na ordem de lançamento, que quase levou diretamente à Os Vingadores – mas aqui, ele essencialmente é deixado de lado, com os expectadores supondo que ele simplesmente receberia uma chance de se acostumar com o mundo moderno. Portanto quando o Capitão América retorna em Os Vingadores, é algo incrível, ao invés de Nick Fury recrutar um cara recém retirado do gelo. Novamente, se assistido dessa forma, a narrativa flui de forma mais lógica, e o Capitão América é mostrado da forma que merece.

Já que essa ordem funciona tão bem, porquê a Marvel não lançou o filme nessa ordem? A realidade é que, apesar de toda a atenção focada no fluxo narrativo do UCM, o atual lançamento é influenciado apenas por fatores de produção. É importante lembrar que a Marvel Studios era uma entidade recém-criada naquele momento, e eles precisaram negociar com outras empresas para garantir os canais de distribuição.

Essa é uma das maiores razões de O Incrível Hulk vir depois, simplesmente por que a Marvel havia feito um acordo com a Universal para distribuir o filme no mundo todo; outros filmes da Fase 1 foram distribuídos pela Paramount, e é claro, em 2009 a Marvel foi comprada pela Disney, o que significa que eles nunca mais precisaram se preocupar com a distribuição novamente.

Assim, a forma que a Fase 1 tomou não foi feito por meio de decisões criativas, mas sim por questões materiais.

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Comentários