Início FILMES Crítica TBT #144 | Detona Ralph (2012, Rich Moore)

TBT #144 | Detona Ralph (2012, Rich Moore)

Detona Ralph

Nos aproximando de outubro, o Mês das Crianças, nada mais justo do que trazer um TBT especial para a data. Um TBT que represente tanto crianças de agora quanto crianças há mais tempo. Detona Ralph é uma animação da Disney que acerta muito bem no que mira. Um carinho nos saudosistas e uma ode aos games – tanto os primordiais quanto os mais atuais.

Detona Ralph como um TBT também abre um projeto especial em alusão às celebrações do mês de outubro. Este será divulgado nos primeiros dias do mês através de nosso Instagram, mas já adianto que teremos surpresas também na Twitch.

SINOPSE

Ralph está cansado de ser desprezado no seu próprio jogo de fliperama. Para ganhar a atenção do herói Felix e todos os outros personagens, o vilão tem um plano e sai em busca de uma medalha, com a intenção de provar o seu valor.

“Às vezes, eu penso… deve ser legal ser o mocinho.”

Detona Ralph

Detona Ralph é uma das melhores animações da última década. Como não podia faltar em uma obra da Disney, a animação trabalha muito bem o valor da amizade. Mas não apenas isto, Detona Ralph é também um filme sobre autoconhecimento e aceitação.

A construção da personalidade de Ralph como um vilão que não gosta tanto da solidão que seu ofício traz é muito interessante. Tão interessante quanto, é a construção da personagem de Vanellope, destacando a beleza em não se enquadrar em padrões.

“A alta definição do seu rosto… é incrível.”

É óbvio que não só de temas pesados se faz uma boa animação. A diversão é trazida à Detona Ralph não só pelas cores e personagens caricatos, mas também pelo contraste entre gerações.

Intencionalmente ou não, o filme destaca elementos fundamentais de grandes sucessos do mundo dos games como mecânicas e o level design de jogos antigos. Apesar de parecerem simples se comparados com jogos mais recentes, foram fundamentais para construção de conceitos e estilos que inspiraram muitos dos lançamentos de hoje em dia.

LEIA TAMBÉM:

Especial The Legend of Zelda: 35 anos de histórias fascinantes

Crash Bandicoot: Curiosidades da franquia que completou 25 anos

VEREDITO

Tal qual seu protagonista, Detona Ralph se mostra uma animação muito bem resolvida. Mostrando desde o início que tem um propósito maior do que simplesmente referenciar jogos, não se limita na exploração destes. Extrapola, ousa e às vezes até exagera em parcerias inusitadas, misturas bastante engraçadas e químicas interessantes que resultam em um entretenimento bem cadenciado e com boas surpresas.

Para fãs de games, é claro que o jogo entrega tudo e mais um pouco do que estes nerds esperam. As cenas de personagens famosos de jogos lendários em sua vida casual é algo muito bem pensado e que só mostra a criatividade de toda a equipe. Detona Ralph é uma boa pedida para qualquer momento e podem ter certeza que tem um lugar especial no meu coração.

Nossa nota

4,5 / 5,0

E vocês, curtiram Detona Ralph?

Nota do público
Obrigado pelo seu voto

Detona Ralph está disponível no Disney+.

Assista ao trailer dublado:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorRound 6: Conheça 4 obras semelhantes ao hit da Netflix!
Próximo artigoCRÍTICA – A Casa Sombria (2021, David Bruckner)
Vindo do interior do interior do RS, fã de Cornwell, Zelda e do Fernandão, (péssimo) piadista, dá pitaco sobre quase tudo. Amante da cerveja, gosta de estudar diferentes culturas, leciona FIFA nas horas vagas e tem um cachorro chamado Salomão.