Início FILMES Crítica TBT #154 | Homem-Aranha 3 (2007, Sam Raimi)

TBT #154 | Homem-Aranha 3 (2007, Sam Raimi)

TBT #154 | Homem-Aranha 3 (2007, Sam Raimi)

Apesar do sucesso de bilheteria, o terceiro filme da trilogia de Sam Raimi é marcado por ter decepcionado muitos fãs do Homem-Aranha, seja pela quantidade de vilões, ou o desperdício de Gwen Stacy ou a memorável cena do “Peter Parker emo”, cena que virou um meme eterno.

O elenco conta com o retorno de Tobey Maguire, Kirsten Dunst e James Franco; além de Bryce Dallas Howard, Topher Grace e Thomas Haden Church.

SINOPSE

Peter Parker (Tobey Maguire) conseguiu encontrar um meio-termo entre seus deveres como o Homem-Aranha e seu relacionamento com Mary Jane (Kirsten Dunst). Porém o sucesso como herói e a bajulação dos fãs, entre eles Gwen Stacy (Bryce Dallas Howard), faz com que Peter se torne autoconfiante demais e passe a negligenciar as pessoas que se importam com ele. Porém a situação muda quando ele precisa enfrentar Flint Marko (Thomas Haden Church), mais conhecido como o Homem-Areia, que possui ligações com a morte do seu tio Ben. Tendo que lidar com o sentimento de vingança, Peter passa a usar um estranho uniforme negro, que se adapta ao seu corpo.

ANÁLISE

Ok, eu sou um dos muitos que não curtiram tanto Homem-Aranha 3, mas depois de assistir ao ótimo Homem-Aranha (2002) e sua maravilhosa sequência Homem-Aranha 2 (2004), o voto de confiança dado ao Sam Raimi foi de olhos fechados.

O longa não é o melhor da trilogia, mas é importante para o vindouro Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa, estrelado por Tom Holland e que introduzirá personagens da primeira trilogia no atual Universo Cinematográfico Marvel e seu multiverso.

Raimi pode não ter feito um bom trabalho em seu último longa do Amigão da Vizinhança e até ter ficado triste com a decepção dos fãs, mas não podemos esquecer o trabalho realizado anteriormente. Logo, nada mais justo que o diretor tenha mais um voto de confiança, agora com Doutor Estranho no Multiverso da Loucura que chega aos cinemas em 25 de março de 2022.

Em entrevista ao Collider, Sam Raimi falou sobre o receio de voltar ao gênero depois de HA3:

Tendo sido o diretor de Homem-Aranha 3, eu não sabia se poderia enfrentar esse desafio novamente [filmes de super-heróis]. O longa teve uma recepção horrível. A Internet estava ficando cada vez mais popular na época e as pessoas não gostaram do filme; e com certeza fiquei sabendo disso.

VEREDITO

Aqui nós temos Venom, Homem-Areia e Harry Osborn como um “Duende Verde 2.0” o que tornava desafio de Raimi muito grande; afinal, era a oportunidade de ver pelo menos uma parte do Sexteto Sinistro nos cinema.

Apesar de ser considerado por muitos como ruim, o longa tem muitas cenas marcantes, como a sequência da igreja onde Peter abre mão do simbionte e o alienígena encontra Eddie Brock (Topher Grace); Então, é justo dizer que HA3 não é de todo ruim, só não é o melhor dos três.

Outro ponto relevante é que infelizmente, o longa fecha o ciclo do melhor Peter Parker do cinema (o melhor Homem-Aranha na minha opinião é o do Andrew Garfield). #SaudadesPeterRaiz

Nossa nota

3,0 / 5,0

Assista ao trailer legendado:

O filme está disponível para streaming na HBO Max e Oi Play.

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorCRÍTICA – Encounter (2021, Michael Pearce)
Próximo artigoCRÍTICA | Ano Zero (2021, Skript e AWA)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.